publicidade
25/06/18
vacina-1
vacina-1

Gripe: PE recomenda que municípios com estoque de vacina devem ampliar a imunização

25 / jun
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 25/06/2018 às 10:26

Pernambuco conseguiu vacinar 2.227.491 (92,8%) pessoas durante a 20ª campanha de imunização contra a influenza, atingindo a meta mínima, de 90%. Agora, os municípios pernambucanos que ainda possuem doses da vacina contra gripe podem imunizar, além da população inclusa nos grupos prioritários, crianças de 5 a 9 anos e adultos entre 50 e 59 anos.

“Com o fim da campanha, o Ministério da Saúde orienta a ampliação do público para que não haja perda de vacina, que não é recolhida. Mesmo assim, as cidades que não conseguiram imunizar 90% dos seus grupos prioritários ainda podem continuar buscando estratégias para chegar até essa população”, ressalta a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Ana Catarina de Melo.

Leia também:

PE confirma morte de idosa com 90 anos por gripe H3N2; campanha de vacinação termina sexta

No Estado, apenas o grupo prioritário formado pelas crianças entre 6 meses e menores de 5 anos não atingiu a meta mínima, de 90%. Foram vacinados 518.781 (85,1%) meninos e meninas durante a campanha. “Dos casos de síndrome respiratória aguda grave com resultado laboratorial para influenza, 31% foi nesse público de crianças, o que reforça a importância de vacinar essa população”, completa Ana Catarina.

Além das crianças de 5 a 9 anos e adultos entre 50 e 59 anos, ainda podem se vacinar idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), trabalhador de saúde, professores, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Também contempla pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais: doença respiratória crônica, cardíaca crônica, renal crônica, hepática crônica, neurológica crônica; diabetes, imunossupressão, pessoas com trissomias, obesidade e que passaram por transplante.


FECHAR