publicidade
08/02/18
Alongamentos reduzem as tensões musculares, ativam a circulação e deixam os movimentos mais soltos e leves para brincar o Carnaval (Foto: Divulgação)
Alongamentos reduzem as tensões musculares, ativam a circulação e deixam os movimentos mais soltos e leves para brincar o Carnaval (Foto: Divulgação)

Carnaval: especialista dá dicas de alongamentos para o folião ganhar disposição e evitar lesões

08 / fev
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 08/02/2018 às 14:12

Brincar o Carnaval não deixa de ser algo para os fortes. Se levarmos em conta a disposição para subir e descer ladeiras, assim como aguentar longas horas em pé sob um sol escaldante e temperaturas que fazem a folia ferver, percebemos que a festa requer bastante energia para pessoas de todas as idades. Quem tem o hábito de treinar regularmente possivelmente contará com resistência favorável. Mas como ficam aqueles que não realizam atividades físicas e amam o Carnaval? O profissional de educação física Cassiano Vasconcelos compartilha algumas orientações para aguentar a maratona e curtir a festa mais do que querida pelos brasileiros.

Leia também:

Carnaval: um guia completo para cair no passo do frevo com saúde e disposição

Carnaval exige cuidados com comidas de rua, bebidas e banheiros químicos; confira dicas

Carnaval de PE terá reforço de quase 5 mil plantonistas em unidades de saúde de urgência e emergência

Um café da manhã reforçado, com frutas, alimentos leves e ricos em nutrientes, é a base para preparar o organismo. “Outra dica que pode ajudar bastante, antes de sair de casa, é investir em alongamentos para promover o aumento da flexibilidade muscular e prevenir contra algumas doenças. Pode parecer simples, mas é uma atividade que proporciona agilidade, elasticidade e previne contra lesões. Além disso, os alongamentos reduzem as tensões musculares, ativam a circulação e deixam os movimentos mais soltos e leves, principalmente se coordenados com a respiração lenta e profunda para oxigenar melhor os tecidos”, garante Cassiano. Ele reforça que a atividade deve também ser feita quando o folião chegar em casa.

Vale lembrar que alongar proporciona uma maior consciência corporal e não tem restrição de idade. “Há alguns casos que precisamos de mais cuidados, como aquelas pessoas que têm problemas de coluna. No mais, está indicado para todos em qualquer horário e lugar para diminuir a tensão muscular e trazer mais bem-estar”, destaca.

Ainda assim, Cassiano reforça que, antes de investirem nesse processo de estímulo corporal, as pessoas busquem referências com profissionais da área para trabalhar os grupos musculares corretos. “Tudo deve ser lento e suave, segurando em torno de 20 a 40 segundos até sentir a tensão. Ao chegar nesse ponto, relaxe e faça tudo novamente, em torno de duas ou três vezes. A flexibilidade ou estiramentos das fibras surge aos poucos e prepara o organismo para vários tipos de atividades”, finaliza.


FECHAR