publicidade
05/02/18
Entre outros grupos que não devem ser imunizados contra a febre amarela, estão as crianças com menos de 6 meses de idade (Foto ilustrativa: Rovena Rosa/Agência Brasil)
Entre outros grupos que não devem ser imunizados contra a febre amarela, estão as crianças com menos de 6 meses de idade (Foto ilustrativa: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Febre amarela: PE investiga 5º caso suspeito da doença; paciente tem 3 anos e esteve em área de risco

05 / fev
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 05/02/2018 às 17:21

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) foi notificada de uma paciente com suspeita de febre amarela. É uma menina de 3 anos, moradora do município de Paulista, no Grande Recife, e que esteve em São Paulo (área de risco para transmissão da doença) entre os dias 15 e 25 de janeiro.

A paciente, segundo a SES, foi atendida no último domingo (4/2) em uma unidade de saúde do Recife, apresentando febre, dores de cabeça, abdominal e de garganta. A menina, que não é vacinada, foi liberada no próprio domingo. A SES, em parceira com a vigilância epidemiológica de Paulista, segue investigando o caso.

Um outro paciente foi comunicado ao Estado, mas não atendeu a definição de caso para febre amarela do Ministério da Saúde.

Até o momento, dos quatro casos notificados anteriormente, dois foram descartados e dois estão aguardando os resultados laboratoriais.

Atualização em 6/2/18:

Em nota divulgada na tarde da terça-feira (6), a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que, “em relação à paciente de 3 anos de Paulista, comunicada no último domingo (4/2), o diagnóstico foi de infecção bacteriana (amigdalite). Portanto, não atende a definição do Ministério da Saúde e, por isso, seu caso foi excluído”. Assim, até o momento, o estado de Pernambuco tem 4 casos notificados de febre amarela, sendo 2 descartados e 2 em investigação.

Assista ao programa sobre febre amarela na TV JC:

Febre amarela, prevenção e infância

A Sociedade Brasileira de Pediatria reforça que a população a ser vacinada é aquela composta por crianças a partir de 9 meses de idade. A vacina está formalmente contraindicada para bebês com menos de 6 meses (crianças maiores de 6 meses e menores de 9 meses só devem ser vacinadas em situações especiais). Para crianças que não receberam a vacina para febre amarela nem
a tríplice viral ou tetra viral, a orientação é que recebam a dose da vacina de febre amarela e agendem a vacina tríplice viral ou tetra viral para pelo menos 30 dias depois. As demais vacinas do calendário podem ser administradas no mesmo dia que a vacina de febre amarela.


FECHAR