publicidade
01/02/18
O 4º boletim de 2018 ainda revela que, dos 184 municípios de Pernambuco, 133 estão em situação de risco de surto ou alerta para dengue, zika e chicungunha (Foto: ilustrativa: Pixabay)
O 4º boletim de 2018 ainda revela que, dos 184 municípios de Pernambuco, 133 estão em situação de risco de surto ou alerta para dengue, zika e chicungunha (Foto: ilustrativa: Pixabay)

PE: primeira morte por suspeita de arboviroses de 2018 é de uma mulher do município de Moreno

01 / fev
Publicado por Cinthya Leite em Aedes aegypti - 01/02/2018 às 15:03

O quarto boletim epidemiológico de 2018 de dengue, chicungunha e zika, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) na tarde desta quinta-feira (1º/2) e que considera os dados até o dia 27 de janeiro, registra a primeira morte por suspeita de arboviroses de Pernambuco deste ano. A vítima foi uma mulher de 39 anos, residente de Moreno, município do Grande Recife. O óbito ocorreu no dia 26 de janeiro.

Leia também: 

PE: ano de 2018 começa com 24 casos prováveis de zika, chicungunha e dengue

Risco de morte por chicungunha chega a ser 10 vezes maior do que pela dengue, diz estudo

O caso segue para investigação para ser confirmado ou descartado pelo Comitê Estadual de Discussão de Óbitos por Dengue e outras Arboviroses de Pernambuco. Segundo protocolo, é feita investigação domiciliar e hospitalar da morte e das informações complementares do quadro clínico do paciente. No mesmo período de 2017, houve a notificação de 4 óbitos suspeitos para arboviroses.

Além do registro da morte suspeita por arboviroses, o boletim apresenta um total de 408 pessoas que adoeceram este ano, no Estado, com sinais de dengue; outras 100 com quadro clínico semelhante a chicungunha; 14 com sintomas de zika.  Desde o dia 22 de janeiro (ou seja, em uma semana), quando foi consolidado o terceiro balanço epidemiológico, foram mais 146 casos de dengue, 44 de chicungunha e 4 de zika.

O boletim ainda revela que, dos 184 municípios de Pernambuco, 133 estão em situação de risco de surto ou alerta para dengue, zika e chicungunha. Outros 47 estão em situação satisfatória e 4 municípios (Ibimirim, Passira, Tracunhaém e Venturosa) não deram informações sobre infestação do Aedes aegypti.


FECHAR