publicidade
23/01/18
Ministro da Saúde, Ricardo Barros, alerta sobre a necessidade de se vacinar contra a febre amarela quem viajar para área de risco (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Ministro da Saúde, Ricardo Barros, alerta sobre a necessidade de se vacinar contra a febre amarela quem viajar para área de risco (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Febre amarela: vai para área de risco no Carnaval? Vacina deve ser feita 10 dias antes da viagem

23 / jan
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 23/01/2018 às 14:55

Da Agência Brasil 

As pessoas que vão viajar durante o período de carnaval para regiões de mata ou onde há risco de transmissão de febre amarela devem se vacinar contra a doença pelo menos 10 dias antes do deslocamento. O alerta foi feito, nesta terça-feira (23), pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Leia também:

Após resultados de exames, PE descarta os dois casos suspeitos de febre amarela

Sem dúvidas: o que você precisa saber sobre a febre amarela

Durante coletiva de imprensa, Barros lembrou que muitos brasileiros evitam a folia e preferem participar de retiros em regiões de mata durante o período. “Essas pessoas têm que se vacinar com antecedência mínima de 10 dias”, reforçou.

Campanha de vacinação

Os estados de São Paulo e do Rio de Janeiro iniciam, na quinta-feira (25), a imunização contra a febre amarela em municípios pré-selecionados.

Em São Paulo, 54 municípios participam da campanha, com previsão de vacinar 8,3 milhões de pessoas, sendo 6,3 milhões com a dose fracionada e 2 milhões com a padrão. Já no Rio de Janeiro, 7,7 milhões de pessoas deverão receber a dose fracionada e 2,4 milhões a padrão, em 15 municípios.

Até o momento, a campanha de vacinação na Bahia permanece na data prevista (entre 19 de fevereiro e 9 de março). Na Bahia, 2,5 milhões de pessoas serão vacinadas com a dose fracionada e 813 mil com a dose padrão, em oito municípios.

O objetivo da campanha, segundo o ministério, é evitar a expansão do vírus para áreas próximas de onde há circulação do vírus atualmente. No total, 21,7 milhões de pessoas destes municípios deverão ser vacinadas durante a campanha, sendo 16,5 milhões com a dose fracionada e outras 5,2 milhões com a dose padrão.

“A adoção do fracionamento das vacinas é uma medida preventiva e recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) quando há aumento de epizootias e casos de febre amarela silvestre de forma intensa, com risco de expansão da doença em cidades com elevado índice populacional”, informou a pasta.


FECHAR