publicidade
01/01/18
Na hora do nascimento, Marcelo pesou 2,286 quilos e mediu 44 centímetros. Mãe e filho passam bem (Foto: Divulgação/HMR)
Na hora do nascimento, Marcelo pesou 2,286 quilos e mediu 44 centímetros. Mãe e filho passam bem (Foto: Divulgação/HMR)

Primeiro bebê do Recife em 2018 nasceu no Hospital da Mulher

01 / jan
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 01/01/2018 às 13:59

É um menino e se chama Marcelo o primeiro bebê da capital pernambucana de 2018. Ele nasceu no Hospital da Mulher do Recife (HMR), no bairro do Curado, Zona Oeste da cidade, às 00h58, de parto normal. É filho de Leila Cesário de Oliveira, 32 anos, profissional autônoma e moradora do bairro dos Torrões.

“É o primeiro filho e primeiro neto da família. Estou encantada”, afirmou a mãe de Marcelo. “Ficamos honrados em poder oferecer a assistência humanizada ao parto e no pós-parto, proporcionando a Leila e Marcelo um nascimento digno e feliz. Isso também nos deixa feliz”, relatou a diretora-geral do HMR, Isabela Coutinho.

A mãe de Marcelo deu entrada no hospital por volta da meia- noite e, em menos de uma hora, o bebê veio ao mundo. Durante todo o trabalho de parto, Leila esteve acompanhada de sua mãe, Raimunda Rita Cesáreo. “Foi tudo muito rápido. Ela começou a sentir as dores em casa às nove da noite e, logo na virada do dia, deu à luz. Que Deus abençoe o meu neto”, ressaltou. Na hora do nascimento, Marcelo pesou 2,286 quilos e mediu 44 centímetros. Mãe e filho passam bem e estão com previsão de alta para a próxima quarta-feira.

Humanização

O Hospital da Mulher do Recife faz cerca de 400 partos por mês, dos quais de 75% a 80% são normais. A unidade possui um Centro de Parto Normal, que segue a filosofia da humanização do parto, em que a mulher é protagonista da forma como ela quer ter o filho. A ideia é deixar tudo transcorrer da forma mais natural possível, contando com o apoio de profissionais habilitados, como enfermeiras obstetras e médicos obstetras.

Equipamentos como bola, banqueta e cavalinho são utilizados para ajudar durante o pré-parto e dar maior conforto para a gestante. Também são empregadas técnicas de alívio da dor como banho em água morna, imersão em água morna, massagens, aromaterapia e mudanças de posição. Os equipamentos e as técnicas são utilizados de acordo com a escolha de cada mulher, de como ela se sente mais à vontade e com menos dor.


FECHAR