publicidade
15/10/17
Boneca foi idealizada pela artesã Marliete Rodrigues, do Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco (Foto: Reprodução/TV Jornal/Tauá)
Boneca foi idealizada pela artesã Marliete Rodrigues, do Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco (Foto: Reprodução/TV Jornal/Tauá)

Artesã de Caruaru cria boneca de barro para ajudar no combate ao câncer de mama; veja vídeo

15 / out
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 15/10/2017 às 13:18

Criada pela agência Tauá Comunicação, em parceria com a TV Jornal Interior, campanha sensibiliza sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama, infelizmente ainda descoberto na fase avançada por cerca de 30% das mulheres no Brasil. Em vídeo, a artesã Marliete Rodrigues, do Alto do Moura, bairro da cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, produz uma boneca de barro com o gesto do autoexame das mamas, que consiste em avaliação mensal dos seios como prática de autoconhecimento corporal.

Assista abaixo ao vídeo:

O autoexame das mamas um hábito recomendado por especialistas, mas não deve ser uma prática isolada para rastreamento do câncer de mama, que tem alta taxa de mortalidade, especialmente se detectado tardiamente.

Agora, a Tauá vai comercializar a boneca, e a renda obtida com a venda será revertida para instituições voltadas ao tratamento da doença.

Leia também:

O que você precisa saber sobre o autoexame das mamas

Outubro Rosa: Exercício físico oferece proteção de até 25% contra o câncer de mama

A inspiração para a campanha veio após uma experiência pessoal do diretor-executivo da agência, Ibrain Pereira. A esposa dele descobriu que tinha câncer de mama em junho de 2015 e passou o resto daquele ano fazendo radioterapia. “O ponto inicial foi essa infeliz situação que passei com minha esposa, e quis transformá-la em algo positivo”, afirmou Ibrain.

Protagonista da campanha, a artesã Marliete Rodrigues, 60 anos, ressalta a importância do incentivo ao diagnóstico precoce. “Fiquei muito feliz em ter sido convidada. Fiz (a boneca) com o maior amor e carinho, pensando em todo mundo (que passa pela doença)”, relata.

Marliete trabalha como artesã desde os seis anos de idade, estimulada pelo pai, um dos discípulos do Mestre Vitalino. “A campanha é importante não só para mim, como também para divulgar o Alto do Moura”, disse.

Saiba mais

O filme publicitário é um desdobramento de um projeto realizado no ano passado, que venceu o Prêmio da Propaganda Pernambucana (PPP) em 2017, na categoria Promoção. A campanha, criada em 2016, incentivou a prevenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama, por meio das redes sociais e de outdoors.

 

A agência pretende inscrever o filme publicitário em Cannes. A ideia é espalhar a campanha a nível mundial, já que tanto o câncer de mama como o barro são universais. “É uma ação em cadeia. Algo pessoal que se tornou grandioso. Fico orgulhoso disso”, afirmou Ibrain.


FECHAR