publicidade
21/07/17
Para participar pesquisa, voluntária deve ter mais de 60 anos e não pode ter participado de programas de exercícios físicos nos últimos seis meses (Foto: Hélia Scheppa / Acervo JC Imagem)
Para participar pesquisa, voluntária deve ter mais de 60 anos e não pode ter participado de programas de exercícios físicos nos últimos seis meses (Foto: Hélia Scheppa / Acervo JC Imagem)

Pesquisa busca voluntárias para estudo sobre efeitos do exercício aeróbio em idosas com depressão

21 / jul
Publicado por Cinthya Leite em Bem-estar - 21/07/2017 às 7:00

O Grupo de Pesquisa em Exercício Físico, Nutrição e Sistema Nervoso Central (Gensc) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) está convocando idosas interessadas em participarem de uma pesquisa sobre os efeitos do exercício aeróbio na depressão. As inscrições no projeto ‘Efeito do treinamento aeróbio na sintomatologia da depressão em idosos’, coordenado pela professora Marisa Moreira, mestranda da pós-graduação em educação física da instituição, seguem até o dia 15 de setembro.

Leia também:
» Estudo testa eficácia do marca-passo em pacientes com depressão moderada
» Exercício aeróbio reduz inflamação e sintomas de asma, diz estudo
» “Insegurança nas cidades aumenta estresse e ansiedade, que são fator de risco para depressão”, diz psiquiatra

O estudo atenderá idosas a partir dos 60 anos de idade clinicamente diagnosticadas com depressão. As sessões de exercícios aeróbios acontecerão no Departamento de Educação Física da UFPE, localizado nas dependências do Núcleo de Educação Física e Desportos (Nefd), no Campus Recife, no bairro da Cidade Universitária, Zona Oeste da capital pernambucana. As avaliações estão previstas para começar a partir do dia 7 de agosto.

Para se integrar à pesquisa, a idosa não pode ter participado de programas de exercícios físicos nos últimos seis meses e não pode ter histórico de doenças neurodegenerativas. É preciso, ainda, dispor de três dias na semana, por um período de dois meses, para realização das sessões de exercícios aeróbios. Além dos benefícios esperados pelo tratamento que será realizado na pesquisa, a idosa será beneficiada com avaliação física, avaliação cognitiva, prescrição e acompanhamento de exercícios físicos por oito semanas.

As interessadas em participar podem mandar e-mail para marisa.moreira.braga@gmail.com ou telefonar para (81) 99825-0329.


FECHAR