publicidade
21/03/17
Limpeza dos ouvidos só deve ser feita em dois casos: quando estiverem entupidos ou em queixa de dores na região (Foto: Pixabay)
Limpeza dos ouvidos só deve ser feita em dois casos: quando estiverem entupidos ou em queixa de dores na região (Foto: Pixabay)

Médico otorrino lista principais recomendações sobre limpeza dos ouvidos

21 / mar
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 21/03/2017 às 13:00

Para muitas pessoas, limpar internamente os ouvidos faz parte da rotina diária. Mas o que a maioria não sabe é que esse procedimento só deve ser feito em dois casos: quando os ouvidos estiverem entupidos ou em queixa de dores na região. Para esclarecer as dúvidas mais comuns sobre o assunto, o otorrinolaringologista Aloysio Augusto Tahan listou os principais mitos e verdades sobre os cuidados com os ouvidos.

Leia também:
» Dia Mundial da Audição: data alerta para importância da prevenção à perda auditiva
» Pais devem ficar atentos aos brinquedos que podem prejudicar audição das crianças
» Saiba como reconhecer e procurar apoio para problemas de audição nas crianças
» Uso inadequado de fones de ouvido é ameaça à audição de jovens, diz estudo

Vem conferir:

1. O uso de cotonetes faz mal

Verdade. O uso incorreto e imprudente de cotonetes pode causar traumas no canal auditivo externo, no tímpano, nos ossículos da audição e até na orelha interna. O ideal é fazer a limpeza superficialmente com a ponta de uma toalha ou utilizar cotonetes apenas na entrada do canal auditivo, sem aprofundá-los.

2. A limpeza deve ser feita somente por um especialista

Verdade. A orientação correta é procurar um atendimento médico sempre que houver sensação de ouvidos tampados, dores, sangramentos, secreção, zumbidos ou tonturas. O otorrinolaringologista tem formação e materiais específicos para fazer a limpeza, que normalmente acontece com curetagem do cerume por meio de lavagem com seringa especial e soro fisiológico morno ou aspiração.

3. Zumbidos podem indicar alguma doença

Verdade. Estudos científicos mostram que os zumbidos podem estar presentes em 12 a 15% da população. Eles podem ser constantes, intermitentes, bilaterais, unilaterais, pulsáteis etc. Existem inúmeras causas que podem ir de distúrbios cocleares, vasculares, metabólicos e hormonais até tumores na orelha, no osso temporal e na base do crânio. Por isso, o correto é procurar orientação médica.

4. Usar azeite ou álcool pode ajudar a desentupir os ouvidos

Mito. Existem medicamentos de uso tópico que podem amolecer o cerume. Não se deve usar azeite de forma alguma. já O álcool pode ser usado apenas em casos de entrada de pequenos animais nos ouvidos, como insetos, mas o ideal é procurar a ajuda médica.


FECHAR