publicidade
20/07/15
cigarro_destaque
cigarro_destaque

Poucos países cobram níveis adequados de impostos sobre cigarro, diz OMS

20 / jul
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 20/07/2015 às 18:00

Em 2014, 11 países aumentaram seus impostos, para que eles representem mais de 75% do preço de varejo de um maço de cigarros (Foto: Free Images)
Em 2014, 11 países aumentaram seus impostos, para que eles representem mais de 75% do preço de varejo de um maço de cigarros (Foto: Free Images)

O Relatório sobre a Epidemia Global de Tabagismo da Organização Mundial da Saúde (OMS) revela que poucos países cobram níveis adequados de impostos sobre cigarros e outros produtos de tabaco. Com isso, perdem de salvar vidas e gerar receita para maiores investimentos em serviços de saúde. O aumento de impostos é comprovadamente uma medida eficaz e de baixo custo para reduzir a demanda de tabaco.

Entre os membros da OMS, apenas 33 países aplicam impostos que correspondem a mais de 75% dos preços de varejos de cigarros e outros produtos de tabaco. Muitos países aplicam taxas de impostos extremamente baixas e outros não tem nenhum imposto especial incidindo sobre esses produtos.

“Aumentar os impostos sobre os produtos do tabaco é uma das maneiras mais eficazes e de baixo custo para reduzir o consumo de produtos que matam, e ao mesmo tempo, gerar receitas substanciais”, diz a diretora-geral da OMS, Margaret Chan.

Em 2014, 11 países aumentaram seus impostos, para que eles representem mais de 75% do preço de varejo de um maço de cigarros, juntando-se aos 22 países que já haviam adotado medidas similares em 2008.


FECHAR