• Diretor do Santa Cruz diz que tentou evitar desmanche do elenco

    Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem

    Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem

    “Vida que segue”. Assim está tratando a diretoria do Santa Cruz quanto ao desmanche do elenco que disputou a última Série B. Do time base, apenas dois jogadores  já estão confirmados para a temporada 2015 – o goleiro Tiago Cardoso, que tem contrato até dezembro de 2015, e o volante Bileu, o primeiro e único a renovar até agora.

    O Tricolor já perdeu a maioria dos jogadores que atuaram como titular na reta final da Segundona.  Apesar de salientar a importância de ter um time base para um início de temporada, o diretor de futebol, Jomar Rocha, afirmou que a vontade do clube era de renovar com boa parte do elenco. Como não foi possível, o time automaticamente irá passar por um processo de reformulação, que já começou com a chegada do técnico Ricardinho.

    “A gente queria renovar com alguns jogadores porque é importante ter uma base para um começo de temporada. Não quiseram e não podemos ficar chorando pelo leite derramado e lamentando”, comentou Jomar. Ricardinho foi apresentado na última segunda-feira no Arruda e rapidamente voltou a São Paulo para passar as férias com a família. Antes, o técnico entregou uma lista de reforços para os diretores corais.

    “Ele nos entregou uma lista que tem vários nomes em diversas posições e vamos em busca destes jogadores”, comentou. A debandada coral começou com Tiago Costa e Sandro Manoel, que foram para o Ceará. Outro que já está com clube novo é o atacante Keno, que vai defender o Atlas do México. Além deles, Léo Gamalho e Wescley não chegaram a um acordo com a diretoria e estão livres para acertar com qualquer outra equipe.

    O primeiro foi sondado pelo Avaí mas pediu 100 mil de salário e as partes não fecharam negócio. O Atlético-MG, dono dos direitos federativos de Wescley não tem interesse em aproveitar o meia que está sendo preterido pelo Ceará. Renan Fonseca, Aílton e Caça-Rato não estão nos planos da diretoria e devem aumentar a lista.

    As outras duas renovações que estão próximas de serem confirmadas são do zagueiro Alemão e do lateral-direito Tony. O zagueiro aceitou a proposta e deve assinar em breve. Já Tony pertence ao Grêmio, que não deve aproveitar o defensor na próxima temporada. “Estamos tratando com ele e o Grêmio mas o importante primeiro é o jogador querer vir para o clube”, concluiu Jomar.

  • Dos titulares de 2014, Santa Cruz deve ficar com apenas quatro jogadores

    Zagueiro Alemão é um dos ficam no Arruda em 2015. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

    Zagueiro Alemão é um dos ficam no Arruda em 2015. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

    Um dos principais desafios que o técnico Ricardinho deve ter no Santa Cruz será a montagem do elenco para 2015. Isso porque a base utilizada nesta temporada já se foi praticamente toda. Dos onze jogadores considerados titulares em 2014, apenas quatro devem ficar para o ano que vem. Muito pouco para ter algum tipo de entrosamento.

    Desses quatro, apenas Tiago Cardoso e Bileu estão 100% confirmados. O goleiro já tinha contrato com o Tricolor até o fim de 2015, enquanto que o volante renovou o vínculo com os corais. Já o zagueiro Alemão e o lateral-direito Tony ainda negociam as renovações. O defensor já chegou a um acordo, faltando apenas a assinatura de contrato, enquanto que Tony tem conversas encaminhadas.

    Além dos habituais titulares, outros jogadores do elenco coral estão de saída do Arruda. É o caso do atacante Flávio Caça-Rato, do zagueiro Renan Fonseca e do meia Aílton. O trio não deve renovar com o Santa para 2015. Além deles, Tiago Costa, Sandro Manoel, Danilo Pires, Wescley, Léo Gamalho e Keno não vestirão a camisa tricolor no ano que vem.

    Sendo assim, o Santa Cruz terá que se voltar para o mercado para contratar mais jogadores. Segundo o direto Jomar Rocha, há conversas iniciadas com alguns atletas indicados por Ricardinho. A expectativa é que algum reforço seja anunciado até o fim do ano. Por enquanto, só o atacante Waldsion foi anunciado.

  • Santa Cruz: técnico dos juniores acredita em boa campanha na Copa São Paulo

    adelmo_soares_770

    Adelmo Soares diz que tem um time competitivo para a Copa São Paulo de Juniores. Foto: Jamil Gomes/Assessoria de imprensa

    O técnico do time sub-20 do Santa Cruz, Adelmo Soares, está esperançoso numa boa campanha da garotada na 46ª edição da Copa São Paulo de Juniores, a partir do próximo dia 3. Adelmo elogiou o tempo de preparação e as condições dadas para a equipe amadurecer a forma de jogar. Os corais embarcam para São Paulo no dia 1º de janeiro.

    O time está no grupo R com América-MG, Chapecoense e Taboão da Serra-SP. Os corais estreiam no dia 4 com o América. Três dias depois o adversário será o Taboão e o encerramento no dia 10 com o representante de Santa Catarina. O primeiro objetivo é passar de fase. Os campeões de cada chave avançam acompanhados dos seis melhores segundos colocados.

    “A expectativa é positiva, pois tivemos bom tempo para trabalhar. Pudemos dar uma cara, um padrão de jogo e hoje tenho um time competitivo e espero que tenhamos um pouco mais de sorte”, pontuou Adelmo, que comemorou o fato de os meias Williams e Raniel, integrados ao grupo profissional, serem liberados para jogar a Copinha.

    A rotina de trabalhos conta com treinos diários e, duas vezes por semana, em dois expedientes. O objetivo agora é deixar os atletas no melhor da forma física. “Seguimos treinando até o dia 30 e vamos fazer mais um jogo treino”.

  • Empresário de Cassiano diz que o Santa Cruz não abandonou o jogador

    Foto: Edmar Melo/JC Imagem

    Empresário de Cassiano desmentiu a versão que o Santa havia abandonado o jogador. Foto: Edmar Melo/JC Imagem

    O empresário do atacante Cassiano, Alex Pinho, corroborou a versão do Santa Cruz de que seu jogador não foi abandonado pelo tricolor quando rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo, negando a versão do agente do atacante Leo Gamalho. Pinho até comparou o clube pernambucano positivamente com o Criciúma, que já teve Cassiano em seu elenco sofrendo a mesma lesão mas escondeu o fato.

    “O Santa nos surpreendeu positivamente. Cassiano teve o mesmo problema no Criciúma em 2013 e eles omitiram. O Santa Cruz nos deu a notícia na mesma hora”, elogiou. Ainda de acordo com o empresário, a decisão dele e do jogador foi de realizar a cirurgia em Porto Alegre. “Como ele é do Inter nada mais justo o próprio Inter fazer a cirurgia. O Santa aceitou operar e fazer a recuperação lá. Voltamos para tentar ajudar e, infelizmente não deu para ajudar o clube a subir”, pontuou.

    Para Alex, a polêmica criada por Jorge Machado deveu-se às constantes viagens do empresário de Gamalho que o fizeram ouvir as notícias apenas pela metade. “Tivemos essa dificuldade (a lesão) mas o Santa não nos abandonou em nenhum momento”.

    PAGAMENTO – A diretoria tricolor quitou dois meses de salários dos funcionários. Os trabalhadores receberam os meses de outubro e novembro. A promessa do presidente Alírio Moraes é de quitar o 13º até o Natal.

  • Keno acerta saída do Santa Cruz e vai jogar no México

    Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

    Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

    Mais um jogador do time base do Santa Cruz na maior parte da Série B deste ano não fica para a próxima temporada. Considerado pela diretoria coral uma das prioridades entre as possíveis renovações, o atacante Keno acertou com o Atlas, do México e o anúncio da saída foi feito na manhã desta terça-feira. De acordo com os dirigentes, o Santa Cruz vai ter direito a parte do valor da negociação, mas o percentual não foi revelado.

    >> Leia mais: Santa Cruz perde Wescley e vê base se desfazer para 2015 

    Aos 25 anos, Keno chegou ao Arruda em junho deste ano e é o terceiro atacante a deixar o clube neste fim de temporada (depois de Cassiano e Léo Gamalho). Jogou 25 partidas pela Série B e marcou três gols. Antes do Santa Cruz, jogou pelo Paraná, pelo Águia de Marabá e pelo Botafogo/BA

  • Aílton pode ter vida nova no Santa Cruz com a chegada de Ricardinho

    Foto: Edmar Melo/JC Imagem

    Foto: Edmar Melo/JC Imagem

    A chegada do técnico Ricardinho ao Santa Cruz pode ser determinante na permanência ou não do meia Aílton. Quando chegou ao Tricolor, em setembro deste ano, Aílton era apontado como o substituto do meia Carlos Alberto, que foi para o Atlético-PR, para comandar o meio de campo dos corais na reta final da Série B.

    No entanto, o meia não rendeu o esperado e atuou em apenas seis partidas na Segundona. O novo comandante e o meia se conhecem bem  já que conviveram juntos por um bom tempo no São Paulo, entre 2002 e 2003. “Joguei com o Aílton no São Paulo, ele era jovem e tivemos um período lá.  É lógico que você tendo atuado com algum jogador ajuda.  Conhecer o jogador facilita sim, mas vamos fazer todas as análises necessárias”, disse o treinador.

    Ricardinho foi apresentado na tarde desta segunda-feira no Arruda. Foto: Rodrigo Carvalho / JC Imagem

    Ricardinho foi apresentado na tarde desta segunda-feira no Arruda. Foto: Rodrigo Carvalho / JC Imagem

    O contrato de Aílton acaba em dezembro e a sua permanência vai depender de uma análise do treinador com a diretoria coral. Outro jogador que pode permanecer no clube por conta de Ricardinho é o atacante Pingo.  “Levei o Pingo para o Ceará em 2013″, confirmou o técnico, que concluiu ressaltando que a permanência ou não dos dois atletas e de outros jogadores irá depender de uma análise da comissão técnica junto com a diretoria. “Vamos analisar não só o perfil mas uma série de questões para montar o planejamento da temporada”.

  • Santa Cruz perde Wescley e vê base se desfazer para 2015

    Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

    Meia foi o quinto titular a não ficar no Arruda. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

    O meia Wescley é mais um jogador que não ficará no Santa Cruz para 2015. Por meio das redes sociais, o Tricolor informou que as negociações com o jogador foram encerradas. Assim, os corais perdem o quinto jogador do habitual time titular da Série B deste ano. O que pode representar um problema para o técnico Ricardinho, que acabou de chegar ao clube e já vê a base de 2014 se desfazer para o ano seguinte. O lateral-esquerdo Tiago Costa, os volantes Danilo Pires e Sandro Manoel e o atacante Léo Gamalho são outros que não ficam no Arruda.

    O problema imediato nessas inúmeras saídas recai sobre o entrosamento do grupo. Como provavelmente terá que montar uma equipe titular nova, Ricardinho vai precisar de tempo para dar um poder de conjunto ao time. E a depender do ritmo das contratações, é possível que esse período para ‘dar liga’ ao grupo se estenda pelo Pernambucano. Isso pode ser o diferencial entre ser campeão ou não, ainda mais em um campeonato curto como o Estadual.

    LEIA MAIS:
    > Keno acerta saída do Santa Cruz e vai jogar no México 

    E a situação pode ficar ainda pior já que os zagueiros Renan Fonseca e Alemão, o lateral-direito Tony e o atacante Keno ainda não renovaram. Por mais que eles não fossem unanimidade perante a torcida, conheciam bem o grupo que ficou no Arruda – Natan, Renatinho e outros. Se o Santa Cruz perder esses quatro jogadores, Ricardinho terá ainda mais trabalho para montar o time titular. O que exigirá ainda mais paciência de torcedores e direção.

    Assim, é bom que a direção, juntamente com o treinador, comece a se movimentar para suprir as perdas que estão ocorrendo. Nomes como Wescley e Léo Gamalho não são tão fáceis de serem substituídos, ainda mais na condição financeira que o Santa possui atualmente. É preciso garimpar bem o mercado de jogadores para não errar. Até porque a torcida não aceitar atletas em um nível abaixo dos que saíram. Pelo contrário, irá exigir uma qualidade ainda maior. Saber administrar isso em curto espaço de tempo é a tarefa da direção no momento.

  • Confira os destaques desta segunda-feira

    destaque_1512

    Os sócios do Sport decidem quem será seu presidente nos próximos dois anos nesta terça-feira. Mas a segunda teve como destaque a apresentação do novo técnico do Santa Cruz, Ricardinho; e a confirmação pela diretoria do Náutico que o volante Elicarlos não fica para 2015. No Campeonato Pernambucano, o árbitro Marcelo de Lima Henrique estreou com confusão. Um torcedor arremessou um martelo no assistente e o Pesqueira pode ser punido no TJD. Veja os destaques desta segunda:

    » Ricardinho é apresentado

    » Eleição na Ilha do Retiro

    » Pernambucanos na Copa do Brasil

    » Elicarlos não deve ficar no Náutico

    » Martelo atirado no gramado