publicidade
12/07/18
Bruno acredita que a França será bicampeã nesta Copa da Rússia. Foto: Léo Lemos/Náutico
Bruno acredita que a França será bicampeã nesta Copa da Rússia. Foto: Léo Lemos/Náutico

Goleiro do Náutico aposta na França campeã na Copa da Rússia

12 / jul
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Copa 2018 às 7:19

Perto do encerramento do maior torneio esportivo do mundo, cada um já tem as suas apostas para quem leva a taça na Rússia. Para o goleiro do Náutico Bruno, a França será a campeã do torneio deste ano, quebrando um jejum de títulos na Copa de 20 anos. A Copa do Mundo de 2018, encerra neste domingo (15), às 12h, pelo horário de Brasília. O jogo entre França e Croácia, que protagonizarão uma final inédita na história das Copas, será realizado em Moscou, no Estádio Luzhniki.

LEIA MAIS:

Titular no último jogo, Camutanga valoriza setor defensivo do Náutico

Márcio Goiano destaca qualidade individual no elenco do Náutico

Vice do Náutico exalta arrancada alvirrubra: “Consolidação de um trabalho”

Bruno também revelou ter ficado triste com a derrota do Brasil para a Bélgica, no jogo válido pelas quartas de final da Copa do Mundo. O seleção canarinho perdeu por 2×1 para a equipe revelação dos Diabos Vermelhos.

“Fiquei decepcionado com a derrota, porque eu fiquei triste. Todo brasileiro ficou. Mas eu também fiquei orgulhoso, porque eles jogaram bem, não foi um jogo ruim. Deram mole no primeiro tempo, mas vimos que é uma equipe bem raçuda mesmo, diferente das outras. Mas sobre o título, acho que a França leva”, disse.

Náutico

Já na Série C, Bruno não quer saber de decepções da torcida alvirrubra e garantiu que o clima no elenco do Náutico é o melhor possível para a busca de mais resultados favoráveis.

“Nosso ânimo está o melhor possível. Temos um jogo por semana, e amargurar uma derrota durante a semana é muito ruim. Então estamos conseguindo trabalhar tranquilamente. Sobre os próximos adversários, estávamos na parte de baixo da tabela, sabemos como é jogar contra esses times. Saímos de lá debaixo e sabemos como é uma responsabilidade grande, ficar na zona de perigo da Série C. Eu acredito que todos os jogos serão muito difíceis”, afirmou.


FECHAR