publicidade
19/05/18
Santa até conseguiu fazer um bom jogo, mas vacilou na marcação e perdeu gols quando teve a chance, e foi derrotado. Foto: Guga Mattos/JC Imagem
Santa até conseguiu fazer um bom jogo, mas vacilou na marcação e perdeu gols quando teve a chance, e foi derrotado. Foto: Guga Mattos/JC Imagem

Santa perde invencibilidade para o Botafogo-PB e sai do G4 da Série C

19 / maio
Publicado por Tiago Morais em Instant Articles às 20:57

Apesar do apoio da torcida, o Santa Cruz não conseguiu  positivo contra o Botafogo-PB na noite deste sábado(19). Os tricolores até balançaram as redes com Carlinhos Paraíba e Robinho, mas com uma noite inspirada de Marcos Aurélio e gols de Mazinho, Dico e Nando o Belo venceu por 3×2 o tricolor dentro de casa e quebrou uma sequência de invencibilidade do Santa Cruz na Série C. Com esse resultado, a equipe da Cobra Coral, continua com nove pontos no grupo A e deixou o G4 da competição.

Jogo truncado

Até os quinze minutos, nenhuma chance de gol. Com um jogo estudado, as equipes se preocuparam muito em “bater esquema”, marcação alta, e oportunidades mesmo só na bolas paradas, que não foram aproveitadas com qualidade. Com cada time tendo um batedor oficial, no santa Cruz, Arthur Rezende foi escalado com essa missão também, no Botafogo-PB, Marcos Aurélio é reconhecidamente um nome de destaque nesse quesito.

Botafogo abre o placar

Com uma melhor organização defensiva, principalmente no combate da segunda bola, a bola da sobra, o Botafogo-PB começou a envolver o meio-campo do Santa Cruz. Mesmo que sem conseguir chegar com mais perigo na área do tricolor, o Belo foi ajustando e chegando mais perto da área. Aos 33, Marcos Aurélio fez boa cobrança de falta e Tiago Machowski se virou para defender.

Um minuto depois, o castigo maior. Já que o Santa não aproveitou as chances criadas, foi castigado na bola trabalhada que começou em um rebote vindo da área dos corais, e ela foi de pé em pé até que Mazinho se apresentou quase no meio da área, empurrou pro gol, Botafogo-PB abrindo  o placar, 1×0.

Carlinhos Paraíba empata com um petardo

Com o gol sofrido, o Santa Cruz se arriscou mais para tentar empatar.  Adiantando mais o meio-campo, foi criando perigo para o Botafogo, principalmente pelo lado esquerdo com Ávila. Aos 42 o jogador coral sofreu uma falta perto da linha lateral da área, que foi cobrada e não se traduziu em gol. Quatro minutos depois, perto do bico da grande área, nova infração, outra vez em Ávila. Carlinhos Paraíba armou o chute e soltou uma bomba, sem defesa para o goleiro Saulo, empate do Santa Cruz, 1×1.

Com os times voltando do intervalo sem alterações, o segundo tempo foi de início similar ao primeiro. Faltas, marcação alta, e escapadas pelas laterais foram o tom dos dez primeiros minutos. Destaque para os laterais, Ávila do Santa Cruz e Carlos Renato que avançaram em direção ao ataque.

Robinho balança a rede

Com o Botafogo também buscando o gol, o Santa Cruz fez a inversão de ataque. Se antes, as jogadas se consignavam em Ávila pela esquerda, Robinho foi a válvula de escape pela direita. Com velocidade o camisa 11 coral, foi aos poucos ocupando espaço e criando dificuldades para a defesa paraibana. Tanto que aos 12 minutos após Giovani acreditar na jogada em ganhar o escanteio, a bola chega em Robinho que manda pra rede, vira-vira tricolor, festa no Arruda.

Dico deixa tudo igual

Com o gol o tricolor ficou mais afoito no jogo, a defesa do Botafogo pressionada começou a dar vacilos, e os meias e atacantes do tricolor foram chegando na área. Arthur Rezende cabeceou pra fora aos 24 minutos, Halef Pitbull fez quase o mesmo dois minutos depois, parecia que o terceiro gol do Santa Cruz sairia em uma questão de tempo. Parecia. Aos 26 minutos, Marcos Aurélio chuta de fora da área, Tiago Machowski espalma e a bola sobra para Dico que entrou o segundo tempo. O camisa 11 do Belo, só teve o trabalho de tocar e sair para comemorar, 2×2.

Botafogo volta a ter vantagem

Após o gol de Dico, parecia que o jogo se encaminharia para um empate, mas com o Santa Cruz ainda abalado por ter tomado o gol de empate, o alvinegro paraibano buscou crescer em ofensividade no jogo. Tanto que o sistema defensivo vacilou e o atacante Nando com um chutaço na entrada da área balançou a rede coral, devolvendo a vantagem ao Botafogo-PB, 3×2.

Ficha do jogo

Santa Cruz: 2
Tiago Machowski; Vitor, Sandoval, Augusto Silva; Henrique Ávila; Charles, Carlinhos Paraíba, Arthur Rezende(Maicon Assis); Geovani(Halef Pitbull), Robinho e Robert(Pitbull).

Botafogo-PB: 3
Saulo; Felipe Cordeiro, Walber, Lula, Carlos Renato; Rogério, Mazinho, Allan Dias, Marcos Aurélio, Mário Sérgio(Nando), Jobinho(Dico).

Local: Arruda(Recife-PE). Árbitro: José Claudio Rocha Filho (SP).
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP).
Gols: Mazinho (34 do 1°T), Dico(27 do 2°T) e Nando(36 do 2°T), Carlinhos Paraíba(46 do 1°T) e Robinho (12 do 2°T). Cartões amarelos: Charles, (S); Felipe Cordeiro, Rogério(B)



FECHAR