publicidade
17/05/18
Foto: AFP
Foto: AFP

Buffon se despede da Juventus e clube publica homenagem de agradecimento

17 / maio
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Futebol Internacional às 11:04

Nesta quinta-feira (17), a Juventus publicou um vídeo em homenagem ao goleiro Gianluigi Buffon, na redes sociais do clube. Considerado o maior ídolo da história o arqueiro anunciou que deixará a Velha Senhora, e se despedirá do time no próximo sábado (19), quando entrará em campo pela 656ª vestindo as cores da Juve. A gratidão por meio do vídeo traz palavras emocionantes ao jogador que tem o maior legado no clube – 18 títulos em 17 anos.

Veja a homenagem

LEIA MAIS:

Buffon revela que sente mais a derrota na Champions do que a eliminação da Itália na Copa

Buffon presenteia Follman e emociona ex-goleiro da Chapecoense

Buffon aponta Ronaldo Fenômeno como o melhor que já enfrentou

Ninguém defenderá essa camisa como você
Ninguém voará como você
Ninguém nos excitará como você
Ninguém irá salvar o impossível como você
Ninguém nos une como você
Ninguém será um goleiro como você

Juventus em homenagem a Buffon

No Twitter e no Instagram da Juventus é possível ver a série de homenagens ao goleiro

Em entrevista ao zagueiro do Barcelona e da Seleção Espanhola, Gerard Piqué no The Players Trinube, Buffon comentou sobre o maior feito da carreira, de ter participado de cinco edições da Copa do Mundo (recorde que ele divide com o mexicano Antonio Carbajal e o alemão Lothar Matthäus).

“Você precisa de talento, mas também de esforço, para poder sofrer como às vezes. É gratificante, já que apenas alguns de nós jogamos em cinco Copas do Mundo. Foi ótimo jogar dois na Europa, um na Ásia, um na África e um na América”.

O atleta que testemunhou e fez parte de uma geração de campeões, lamentou a falta de talentos na Itália na atualidade. A seleção, inclusive, não participará da Copa do Mundo que será realizada na Rússia. “Eu acho que algo está errado. Não posso acreditar que a Itália não esteja produzindo talentos como antes. Quando entrei para a seleção, havia Baggio, Del Piero, Totti, Inzaghi, Montella e Vieri – grandes e talentosos jogadores. Nos últimos 10 anos, a Itália teve uma boa equipe”.

Esperança

Apesar da ausência de talentos, Buffon ainda tem esperança no futebol italiano. “Não somos um time ruim, mas sem os jogadores talentosos que costumávamos ter, sem uma determinada classe de jogadores, é difícil obter resultados, vitórias. O orgulho e o sentimento de pertencer melhoraram nos últimos 10 anos. Tivemos um histórico ruim, mas chegamos à final europeia em 2012, uma boa presença em 2016. Nosso orgulho nos ajuda a fazer mais do que poderíamos esperar”.


FECHAR