publicidade
14/02/18
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Foto: Diego Nigro/JC Imagem

“Tem qualidade técnica, mas não tem cabeça”, diz técnico do Sport sobre Juninho

14 / fev
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Instant Articles às 9:42

O atacante do Sport Juninho tem dado trabalho ao técnico Nelsinho Baptista, que na semana passado mandou dispensar o jogador do plantel rubro-negro por indisciplina. Durante coletiva de imprensa, na manhã desta quarta-feira (14), o treinador leonino foi taxativo ao dizer que o atleta tem suas qualidades técnicas, mas lhe falta cabeça. Nelsinho ainda destacou o fato dele estar fora de forma, e por essa razão ele não foi relacionado nos últimos jogos do Sport.

“Desde o início do ano, ele chegou no clube com 5 kg acima do peso, e nós trabalhamos com ele, chamamos ele. Eu particularmente chamei porque estava muito preocupado, porque é um jogador que tem qualidades técnicas, mas não tem cabeça. Na terceira avaliação, todos que chegaram acima do peso, perderam. E ele pelo contrário, ganhou”, ressaltou Nelsinho Baptista.

LEIA MAIS:

Rubro-negro leva as cores do Sport à Austrália

Nelsinho ganha reforço de Rogério contra o Ferroviário-CE

Diretor diz que Sport não foi notificado em ação de cobrança dos investidores e empresários de Rithely

O comandante do Sport disse que o clube trabalhou bastante para que o jogador revertesse a sua má forma física, porém, Juninho não colaborava para o seu próprio desenvolvimento. “A Dra. Flávia conversou com a irmã dele, deu orientação na casa dele sobre o que era servido na casa dele, e a gente estava tendo esse cuidado com ele. E por isso mesmo que ele não estava indo na relação. Um jogador jovem, com 19 anos, que ainda não sabe o que tem que fazer, não sabe o que é o melhor, então eu tomei essas providências para dar uma orientação para ele”.

Nelsinho também confirmou que Juninho se recusou a ir quando foi reconvocado pela ausência de André, por ter recebido a proposta do Grêmio. “Ele falou que não ia, e não foi. E não é a primeira vez. Também contra o Salgueiro, quando o Sport foi disputar o título do Campeonato Pernambucano (2017), ele se negou a ir. Então um jogador desses, não pode ficar aqui, porque o Sport é maior do que todos nós. Ele tem que respeitar a instituição. Se ele não respeita os profissionais, as pessoas que estão aqui, ele tem que respeitar a instituição, por isso que eles está fora hoje do grupo”, finalizou.

 



FECHAR