publicidade
13/01/18
Roberto Fernandes não queria que a classificação tivesse que vir com tanto sofrimento. Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem
Roberto Fernandes não queria que a classificação tivesse que vir com tanto sofrimento. Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

Com decisão tão cedo, técnico afirma que Náutico vai evoluir

13 / jan
Publicado por Karoline Albuquerque em Instant Articles às 19:53

“Tem algumas frases dentro do futebol que você acha que acontece com todo mundo, mas tem clubes que parece mais viva.” O técnico Roberto Fernandes se referia à expressão de torcedores que diz que, com seu time, tinha que ser no sofrimento. Após o alívio nos pênaltis e a classificação para a fase de grupos da Copa do Nordeste 2018, o treinador do Náutico pode analisar o desempenho do seu time nesse jogo de volta da seletiva, na tarde deste sábado (13), na Arena de Pernambuco. E para ele, a equipe não estava pronta para uma decisão desse porte tão cedo.

“Pouco tempo de trabalho, uma equipe reformulada do zero. Quando você vai para uma decisão com importância tão grande quanto essa, deixa explícito todos os erros. A primeira coisa para aproveitar e fazer é agradecer a presença e o apoio fundamental do torcedor e tranquilizá-los, que a equipe vai evoluir, crescer, se organizar”, começou o comandante alvirrubro.

LEIA MAIS:

Confira a classificação do Náutico nas lentes da JC Imagem

Nos pênaltis, Náutico vai à fase de grupos da Copa do Nordeste 2018

Vote no melhor jogador do Náutico na partida contra o Itabaiana

Roberto ainda foi mais além ao dizer que sua equipe não estava pronta. Ele acredita que as duas semanas a mais que o Itabaiana teve de pré-temporada pesou, demonstrado no futebol posto em prática no estádio de São Lourenço da Mata. “Nesses dois jogos, apresentamos dificuldade muito grande no mais difícil dentro do futebol: a criação. Os jogadores ainda não estão na melhor condição técnica. Não estando bem na melhor condição técnica, prejudica a parte tática. Equipe ainda descoordenada. Ainda erra bastante na tomada de decisão”, analisou.

Mas, o que colocava ainda mais carga nos ombros do Timbu, na opinião dele, era a tradição do clube da Avenida Conselheiro Rosa e Silva. Com a vaga em mãos, Roberto Fernandes traça o próximo objetivo: quebrar o tabu da classificação para o mata-mata do regional no formato atual. Este, depois da fase de grupos da Copa do Nordeste 2018. A equipe está no grupo C, junto a Altos-PI, Bahia e Botafogo-PB.



PUBLICIDADE
FECHAR