publicidade
11/01/18
Técnico Roberto Fernandes terá que definir os capitães do Náutico nos próximos jogos. Foto: Léo Motta/JC Imagem
Técnico Roberto Fernandes terá que definir os capitães do Náutico nos próximos jogos. Foto: Léo Motta/JC Imagem

Roberto Fernandes fará rodízio entre capitães no Náutico

11 / jan
Publicado por Thiago Vieira em Instant Articles às 15:27

Com um elenco completamente reformulado, os líderes naturais começam a aparecer gradativamente entre o elenco. Na primeira partida do ano – no empate em 0x0 diante do Itabaiana, no jogo de ida da seletiva da Copa do Nordeste – o volante Hygor foi escolhido por Roberto Fernandes para ser o capitão da equipe, algo que não deve se repetir na próxima partida. Isso porque, segundo o jogador, a ideia é promover um revezamento entre os jogadores que possuem mais o perfil.

“Vai haver um rodízio. No próximo jogo não vai ser eu. Provavelmente vai ser o Negretti ou o Wallace Pernambucano. O grupo sabe quem são os líderes, tem uns seis ou sete ali que vão alternar. Acho bacana, o Náutico está com problema e não adianta botar tudo numa pessoa só. Então a gente reuniu e achou melhor distribuir a liderança, as responsabilidades”, disse o volante.

LEIA MAIS:

Bueno agradece chance no Náutico: “primeiro clube grande que visto a camisa”

Datas dos pernambucanos na Copa do Brasil estão definidas

Atacante do Náutico relembra passagens pelo futebol iraquiano, japonês e europeu

“É extremamente inteligente”, diz meia do Náutico sobre Roberto Fernandes

A escolha dos nomes vai depender do perfil do jogador. Hygor é um atleta que já tem mostrado facilidade em expressar seu pensamento em entrevistas, mas também afirmou ter um bom diálogo dentro de campo. Ele pontuou algumas características que um capitão precisa.

“Sou um cara que me comunico muito, gosto de dar conselho, ajudar quem está subindo [das categorias de base]. Falo com o Wagner [Lauretti], o Odilávio, o Gaúcho… porque fui muito ajudado. Conheço o Roberto [Fernandes] e isso contou à favor para ser um dos capitães. Tem que ser uma liderança natural. A gente evolui, mas ninguém aprende. Tem que saber se comunicar, ter caráter, bom senso e ser calmo nas horas mais quentes”, pontuou.

A próxima partida do Timbu será neste sábado (13), em jogo decisivo pela vaga na Copa do Nordeste, diante do Itabaiana-SE. A partida tem início às 16h, e o Náutico precisa vencer para avançar. Em caso de empate em 0x0, decisão por pênaltis. Vitória do Itabaiana ou empate com gols, avança o time sergipano.



PUBLICIDADE
FECHAR