publicidade
07/12/17
Foto: AFP
Foto: AFP

Messi admite deixar a seleção se a Argentina não ganhar a Copa da Rússia

07 / dez
Publicado por Wladmir Paulino em Náutico às 17:57

Em entrevista ao programa Planeta Gol, do canal TyC, da Argentina, o atacante Lionel Messi, afirmou que deve se aposentar da seleção nacional se o grupo atual não conquistar a Copa do Mundo do próximo ano, na Rússia. O Mundial é uma obsessão e, ao mesmo tempo, um peso tão grande, que ele chegou a aceitar uma promessa se os portenhos voltarem para casa com o tricampeonato.

Aos 30 anos, Messi sabe que essa será sua última chance de ganhar a maior competição do futebol mundial no melhor de sua forma física e técnica. Em 2014, no Brasil, ele bateu na trave ao perder a decisão para a Argentina por 1×0 no Maracanã, com um gol na prorrogação.

Leia mais:

Cristiano Ronaldo recebe a Bola de Ouro da France Football pela 5ª vez

“Estão esperando que esta geração se vá porque está há muito tempo sem ganhar algo, e os que criticam se cansaram de ver sempre as mesmas caras. Se formos mal, temos todos que desaparecer da seleção. Vai ser muito complicado que alguém siga, porque já são muitos anos que estamos aqui”, disse. Nos últimos anos, a Argentina chegou duas vezes à final da Copa América – a versão tradicional, em 2015 e um torneio comemorativo dos cem anos da competição em 2016. Em ambas perdeu para o Chile.

Sobre a promessa, o jogador do Barcelona aceitou a promessa proposta por Martin Arévalo, que propôs: “Vamos fazer uma promessa? Vamos caminhando a Luján ou a San Nicolás se ganhamos?” perguntou o jornalista. Sem hesitar, Messi respondeu: “Óbvio, tomara… San Nicolás, se temos que ir, vamos”. Ele vai sair de Rosário, sua cidade natal, até a Basílica de San Nicolás, em Buenos Aires. A distância é de 40 km, quase uma maratona, que chega a 42km e 195 metros.



PUBLICIDADE
FECHAR