publicidade
04/11/17
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Em clássico de muitas emoções, Náutico vence o Santa Cruz

04 / nov
Publicado por Karoline Albuquerque em Instant Articles às 18:42

O empate não era bom para nenhuma das equipes no oitavo e último Clássico das Emoções da temporada, já que ambos habitam a zona de rebaixamento da segunda divisão. O embate da centenária rivalidade disputado pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B na tarde deste sábado (4) foi nervoso, teve confusão, pênaltis polêmicos e ficou na igualdade durante boa parte, mas William marcou três vezes para o Náutico e decretou a vitória por 3×2 sobre o Santa Cruz. Os gols tricolores foram marcados por Anderson Salles, voltando a fazer de falta, e João Paulo chegou a virar para a Cobra Coral, antes da nova virada do adversário.

O resultado mantém a fina esperança do Náutico na manutenção na Segundona. A equipe segue como vice-lanterna, agora com 31 pontos, um a menos que o Santa Cruz. A saída da zona de rebaixamento está a oito pontos do Timbu e a sete da Corba Coral. Com os resultados da rodada, ambos ainda podem garantir a permanência desta divisão matematicamente.

Por fim, com todas as confusões no aniversário da rivalidade, o Náutico ficou com a Taça Gena. Na próxima rodada, o Alvirrubro recebe o Paysandu às 19h30 (horário do Recife) de terça-feira (7), na Arena de Pernambuco. O Santa Cruz enfrenta o Vila Nova fora de casa, às 18h15.

LEIA MAIS:

Confira o Clássico das Emoções nas lentes da JC Imagem

Ouça os cinco gols do Clássico das Emoções nas ondas da Rádio Jornal

PRIMEIRO ALVIRRUBRO

O Santa Cruz começou o jogo em cima do Náutico, mas sem dar muito trabalho para o goleiro Jefferson. Apenas um lance assustou o arqueiro alvirrubro. Bruno Paulo avançou e chutou para o gol na linha de grande área. A bola quicou e Jefferson consegue defender, com a bola batendo na trave e saindo na sequência.

Mesmo com o Tricolor melhor em campo, foi o Timbu a abrir o placar no primeiro tempo. Aos 32 minutos, Diego Miranda tocou para David na esquerda da área adversária. O lateral cruzou na medida, William cabeceou para o gol, sem marcação, e abriu o placar.

ARTILHEIRO TRICOLOR

No finzinho do primeiro tempo, o zagueiro Breno Calixto cometeu uma falta exagerada em André Luís na meia lua da área alvirrubra. O árbitro marcou falta e Anderson Salles foi para a cobrança. O zagueiro, que não marcava de falta há sete meses, caprichou e tirou do goleiro Jefferson, empatando o jogo e chegando a dez gols com a camisa do Santa Cruz.

TVJC, náutico, santa cruz
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

VIRADA CORAL

O Santa Cruz voltou intenso no segundo tempo. Logo aos três minutos, o atacante Ricardo Bueno avançou na esquerda alvirrubra e cruzou para o meia João Paulo. Livre na área, o jogador cabeceou para o gol e virou o placar.

RESPOSTA

O Timbu tentou uma resposta no minuto seguinte. Dico finalizou, chegando pela direita coral, e Anderson Salles se jogou para tirar. A insistência do Náutico daria frutos. Aos 13 minutos, Rafinha cobrou escanteio, Breno Calixto deixou a bola para William, que aproveitou de frente para o gol para igualar o placar de novo. O centroavante chegou a quatro gols e empatou com Vinícius na artilharia do time na Série B, com quatro gols.

INSISTÊNCIA

O Náutico ainda tentou voltar a mandar no placar, sem sucesso. Dico avançou e cruza na área. O atacante Halef Pitbull tirou de William e Rafinha, na sobra, mandou por cima do gol. João Paulo, do outro lado, chutou de fora da área e mandou pela esquerda da meta alvirrubra.

Nos acréscimos, Rafinha lançou, William cabeceou e na corrida, Julio Cesar tocou bola e derrubou o atacante em seguida. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o atacante mandou no canto direito e o goleiro tricolor foi para o mesmo lado, mas não alcançou.

CONFUSÃO

Joazi derrubou Augusto na área alvirrubra e árbitro não marcou pênalti. Derley se revoltou e foi para cima do árbitro. O volante foi expulso expulso. Ele tentou dar uma cabeçada em Thiago Duarte Peixoto e precisou ser contido por Guilherme Mattis e Breno Calixto. A confusão segurou o jogo por muitos minutos e até o vice-presidente Constantino Júnior chegou a entrar em campo.

FICHA DA PARTIDA – SANTA CRUZ 2 x 3 NÁUTICO

Santa Cruz: Julio Cesar; Nininho, Guilherme Mattis, Anderson Salles e Yuri; João Ananias (Jeremias), Derley e João Paulo; André Luís (Halef Pitbull), Ricardo Bueno e Bruno Paulo (Augusto). Técnico: Marcelo Martelotte

Náutico: Jefferson; David (Joazi), Breno Calixto, Aislan e Ávila; Amaral, Diego Miranda (William Schuster) e Bruno Mota (Iago); Rafinha, William e Dico. Técnico: Roberto Fernandes

Série B (33ª rodada). Local: estádio do Arruda, no Recife (PE) Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP) Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo e Vitor Carmona Metestaine (ambos de São Paulo) Gols: William (N), aos 32′ do 1T, aos 13′ e aos 51′ do 2T, Anderson Salles (S), aos 46′ do 1T, João Paulo (S), aos 3′ do 2T Cartões amarelos: Yuri (S) e João Paulo (S) Cartão vermelho: Derley (S) Público: 8.564 Renda: R$ 44.540



PUBLICIDADE
FECHAR