publicidade
13/09/17
Ronaldo Alves marcou na partida. Foto: Guga Matos/JC Imagem
Ronaldo Alves marcou na partida. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Sport merecia vantagem maior, mas conseguiu vitória fundamental

13 / set
Publicado por Thiago Wagner em Instant Articles às 21:05

O Sport não chegou a ser perfeito na noite desta quarta-feira, contra a Ponte Preta, pela Copa Sul-Americana. Abusou de perder gols e demonstrou que ainda tem o que se corrigir mais na frente. Mas independente dos erros apresentados, o que interessava era vencer após seis jogos sem conhecer a vitória. Ironicamente, o êxito veio com o que vinha sendo seu calcanhar ultimamente: a bola cruzada na área. Em três cruzamentos, o Leão conseguiu os gols da vitória por 3×1 com Ronaldo Alves, Rithely e André. Saraiva descontou pelos visitantes.

Com esse resultado, os rubro-negros recuperam um pouco da confiança após série negativa. Usando esse fator como aliado, o Sport tentará agora reencontrar a vitória agora na Série A do Brasileiro contra o Flamengo, no domingo, fora de casa. Os três pontos são fundamentais para o Leão voltar a sonhar com o G6, que classifica para a Libertadores. A Ponte recebe o Atlético-GO. As duas equipes voltam a jogar pela Sul-Americana na próxima quarta-feira (20), em Campinas. Os pernambucanos jogam pelo empate e até pela derrota por um gol de diferença.

LEIA MAIS:

Torcida do Sport mostra empolgação e dúvidas após vitória

Ouça a vitória do Sport na voz do Maior Gol do Mundo

Confira a vitória do Sport nas lentes da JC Imagem

GOL DE CARA AJUDA

O Sport demorou para engrenar na partida. As melhores chances só vieram mesmo no segundo tempo, quando a Ponte Preta deu mais espaços para o contra-ataque rubro-negro. Por conta dessa postura mais frouxa, os donos da casa tiveram facilidades. O Leão só não fez um placar mais elástico porque abusou dos erros de finalizações. O placar deveria ser muito superior ao do fim da partida.

Mas mesmo demorando a “esquentar” no campo, o Leão sofreu poucos sustos no gramado. Muito porque conseguiu o gol logo no início da partida, com Ronaldo Alves. O tento deu a tranquilidade que a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo precisava para tocar a bola com mais calma e administrar o confronto.

Sport
Foto: Guga Matos/JC Imagem

Pesou também o fato da Ponte Preta ter sido um time inoperante em campo. Os campineiros pouco agrediram e nem pareciam em uma partida mata-mata. A situação ficou ainda mais delicada na segunda etapa, quando os jogadores alvinegros “marcaram com os olhos” o Sport, que criou chances atrás de chances.

DESPERDÍCIO CUSTA CARO

Magrão só não foi um expectador na partida porque a Macaca conseguiu balançar as redes no fim. Esse gol, por sinal, que deu a esperança necessária para a equipe de Campinas seguir acreditando na classificação – o gol fora é critério de desempate. No fim das contas, pesou contra o desperdício leonino.

FICHA DA PARTIDA – SPORT 3X1 PONTE PRETA

Sport: Magrão; Raul Prata, Durval, Ronaldo Alves e Sander; Rithely, Patrick e Diego Souza; Lenis (Rogério), Mena e André (Anselmo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Ponte Preta: Aranha, Nino Paraíba (Claudinho), Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Naldo, Fernando Bob e Elton (Renato Cajá); Felipe Saraiva, Lucca (Jeferson) e Léo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina.

Copa Sul-Americana (oitavas de final). Local: Ilha do Retiro, Recife (PE). Árbitro: Gustavo Murillo (Colômbia). Gols: Ronaldo Alves (S) aos 7 e Rithely (S) aos 44 minutos do 1º tempo; André (S) aos 31 e Saraiva (PP) aos 37 do 2º. Cartões amarelos: Danilo (PP), Diego Souza (S), Durval (S), Sander (S), Nino Paraíba (PP) e Fernando Bob (PP). Público: 6.254. Renda: R$ 115.000.



PUBLICIDADE
FECHAR