publicidade
25/07/17
Foto: Bobby Fabisack/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisack/JC Imagem

Novo alambrado do estádio dos Aflitos vai ser de vidro

25 / jul
Publicado por Wladmir Paulino em Náutico às 21:56

A comissão paritária para reforma do estádio dos Aflitos deve fechar, ainda essa semana, a compra do novo alambrado para o Eládio de Barros Carvalho. A novidade é que ele será de vidro e mais baixo, para facilitar a visibilidade do torcedor quando o Náutico voltar a mandar seus jogos na antiga casa. Além disso, desde a semana passada a obra na estrutura do equipamento foi retomada após mais de seis meses parada.

“Estamos fechando o alambrado por esses dias. Vai ser baixo mesmo para o torcedor ter total acesso à visibilidade do campo todo”, explicou o presidente da comissão, Luiz Filipe Batista. A altura deve ficar em 1,60m mas também depende da entrega do projeto da empresa Z Arquitetura e Consultoria para recuperação de todo estádio.

Leia mais:

Dirigente do Náutico quer que governo repare prejuízo com Arena

William Schuster se diz motivado para tirar Náutico do Z4

Lateral do Náutico quer mais vontade na hora de finalizar

O trabalho de recuperação da estrutura estava parado desde o final do ano passado por falta de recursos. De acordo com Luiz Felipe, a obra estava entre 13% e 15%. Os dois pontos mais críticos – e os alvos neste momento – são: a parte abaixo do setor de cadeiras e a arquibancada do lado do Country Club. “Esse reforço é feito em vigas e colunas, toda base de sustentação do estádio. Felizmente conseguimos nos organizar e retomamos o trabalho oito horas por dia e com todo maquinário necessário”, explicou.

Náutico, Aflitos
Foto: Comissão Paritária CNC.

Além da falta de dinheiro, o presidente da comissão lembrou que também faltou foco na própria comissão. Assim como toda gestão, ela também viu-se dentro do turbilhão político que, entre outras coisas, tem como consequência a posição que o Náutico ocupa na Série B (último lugar). “A comissão tinha muita divisão entre conselho e executivo. É óbvio que a falta de dinheiro atrapalha, mas faltava um pouco de foco”, explicou.

O valor orçado para essa obra é de R$ 800 mil, mas pode aumentar se for encontrado algum ponto mais grave. “Você bate um martelo em casa e encontra um problema, imagine isso num estádio de cem anos”.



PUBLICIDADE
FECHAR