publicidade
16/07/17
Técnico acredita que ainda pode evoluir com seu trabalho no time. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Técnico acredita que ainda pode evoluir com seu trabalho no time. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Aproveitamento de Luxa no Sport melhora, mas ainda está abaixo de Daniel Paulista

16 / jul
Publicado por Wladmir Paulino em Notícias às 19:02

A sequência invicta após a derrota para o Vitória, pelo Brasileirão, catapultou o aproveitamento de Vanderlei Luxemburgo como técnico do Sport. Atualmente, com 13 jogos disputados, Luxa já ostenta 61,5% dos pontos em disputa. Tem como bônus o Campeonato Pernambucano, que fez questão de dividir com os antecessores Ney Franco e Daniel Paulista. Esse desempenho de Luxa já o coloca à frente de Ney mas ainda abaixo do, agora, seu auxiliar.

Obviamente a questão subjetiva não pode ficar de fora: após a chegada do carioca, o Sport não teve moleza pela frente e o desempenho do time é visivelmente superior ao que já foi visto na atual temporada.

Leia mais:

Nando driblou sua dificuldade de locomoção, foi pé quente e ganhou camisa dos jogadores do Sport

André: “As coisas aqui no Sport acontecem lindamente “

Sport vai trocar aproximadamente 400m² de grama na Ilha do Retiro

Atacante do Sport na mira do Besiktas e de time da Espanha

André ressalta importância de Diego Souza para o Sport

Sport é o terceiro melhor mandante do Brasileirão

Os 61,5% de Vanderlei são representados por sete vitórias, três empates e três derrotas. O Leão marcou 18 gols sob seu comando e tomou nove. Além do 41º estadual, o time fechou a 13ª rodada do Brasileirão em quinto lugar, patamar que credencia a disputa de uma vaga na Copa Libertadores.

Ney Franco, o antecessor direto, tem o pior desempenho à frente do Sport. Esteve à frente do time em 17 partidas, com seis vitórias, quatro empates e sete derrotas. É o único dos três com saldo de gols negativo: -4 (24 gols a favor e 26 contra). O aproveitamento é de 43,1%. Ele foi demitido logo após o Sport perder a Copa do Nordeste para o Bahia com a derrota por 1×0 na Arena Fonte Nova.

Daniel

O ex-volante assumiu o time após a saída de Osvaldo de Oliveira para o Corinthians, durante o Brasileirão do ano passado. Conseguiu salvar os rubro-negros do rebaixamento para a Série B e foi mantido no cargo para iniciar a temporada 2017. Foi o técnico que mais jogos esteve à frente: 18. venceu 12 vezes, empatou quatro e perdeu apenas duas. O time marcou 35 gols e tomou 13. O aproveitamento foi de 74%. Voltou à função de auxiliar após um empate por 1×1 com os reservas do Santa Cruz no Pernambucano e ainda pôs a equipe em campo como interino na primeira vitória no Brasileirão, o 4×3 contra o Grêmio.



PUBLICIDADE
FECHAR