publicidade
16/07/17
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

André e Diego Souza, os cifrões que dão resultado no Sport

16 / jul
Publicado por Wladmir Paulino em Notícias às 9:02

FELIPE HOLANDA, do Jornal do Commercio – Twitter: @f_holanda1 – O bom momento do Sport passa diretamente pelos pés de seus jogadores mais badalados: Diego Souza e André. Ambos foram do céu ao inferno na Praça da Bandeira e responderam às críticas dentro das quatro linhas. Mais precisamente, com gols. Juntos, os dois têm 30 bolas nas redes adversárias – 15 de cada – e aparecem como os maiores artilheiros do time na temporada. A marca representa 38,7% dos 79 tentos que o Leão marcou em 2017. A atuação na vitória por 3×0 em cima da Chapecoense, última quinta-feira, deixou evidente a importância deles para o rubro-negro.

Diego Souza, grande destaque técnico e maior salário do elenco, viveu uma fase bem conturbada nas últimas semanas. Não se apresentou ao grupo para o duelo contra o Coritiba alegando problemas pessoais depois de ter recebido proposta do Palmeiras, recebendo críticas ferrenhas da torcida do Sport. Depois de idas e vindas, enfim, definiu sua permanência na Ilha do Retiro. Contra a Chape, fez seu 7º jogo pelo Brasileirão (número que impossibilita uma transferência para outro clube da mesma competição) e voltou em grande estilo. Marcou um dos gols, saindo do banco de reservas.

Outro que vive grande momento com a camisa rubro-negra é o atacante André. Maior contratação do Sport em todos os tempos (R$ 4,3 milhões em por 70% dos direitos econômicos junto ao Sporting-POR), também viveu maus bocados na atual temporada. O camisa 90 passou nove jogos sem marcar e reencontrou o seu melhor futebol desde que encerrou o jejum de gols, na vitória por 2×0 em cima do Santa Cruz, pelas semifinais da Copa do Nordeste. De lá pra cá, engrenou de vez, com quatro gols nos três últimos jogos, sendo dois deles contra a Chapecoense.

A fase é tão boa que os dois, recentemente, conquistaram seu primeiro título pelo Sport. Diego Souza chegou em 2015 e teve rápida aparição no Fluminense no ano seguinte, enquanto André passou pela Ilha do Retiro também em 2015 e retornou na atual temporada, depois de acumular passagens por Corinthians e Sporting. Os dois, com quatro gols cada, foram peças fundamentais do rubro-negro na conquista do Campeonato Pernambucano. O Leão venceu o Salgueiro por 1×0 na grande final, em jogo polêmico, no Cornélio de Barros.

HISTÓRICOS

Em alta, Diego Souza e André estão perto de marcas históricas pelo Sport em Campeonatos Brasileiros. O camisa 87 tem 32 gols e está a um de igualar Leonardo, como o maior artilheiro do Leão pela Série A. Já o camisa 90 tem a quarta melhor marca, com 19, somando suas duas passagens pela Ilha do Retiro.

Contra o Botafogo, amanhã, pela 14ª rodada do Brasileirão, a dupla tem a chance de seguir fazendo história na Praça da Bandeira e deixar o aproveitamento do ataque do Sport ainda mais positivo na temporada. Tem 79 gols em 51 jogos.



PUBLICIDADE
FECHAR