publicidade
16/07/17
Estádio não recebe jogos há três anos. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Estádio não recebe jogos há três anos. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Aflitos: Edno Melo reforça “volta para casa” do Náutico

16 / jul
Publicado por Karoline Albuquerque em Instant Articles às 19:04

Durante sua aclamação como novo presidente do Náutico, no fim da tarde deste domingo (16), Edno Melo voltou a citar o desejo de retorno do time para o estádio dos Aflitos. Eleito para o biênio 2018-2019, ele ressaltou que há apenas uma bandeira dentro do clube e apenas as cores vermelha e branca.

“Vamos voltar para nossa casa, para os Aflitos. Este é o pacto pelo amor ao Náutico. Cada um faz sua parte, todos ganham, o Náutico ganha”, disse. O último jogo do time principal de futebol do clube no estádio aconteceu em 2014, no dia 27 de maio, contra o Avaí, pelo Campeonato Brasileiro da Série B.

LEIA MAIS:

Presidente eleito do Náutico pede que resgate do clube comece “a partir de amanhã”

Náutico comunica falecimento de ex-técnico Duque

Erros de Náutico e Santa Cruz explicam empate sem gols na Arena

Antes de citar o estádio da avenida Rosa e Silva, o presidente analisou o momento do futebol do clube, ressaltando a melhoria em campo com uma vitória e dois empates nas três últimas rodadas. Edno convidou os torcedores a fazerem a parte nas arquibancadas, ajudando a devolver a saúde financeira ao Timbu.  O presidente eleito também convidou os torcedores que ainda não são sócios do clube a se associarem e àqueles em situação irregular a ficarem em dia.

“Nossa bandeira é uma só. Não existem outras cores que não as no Náutico. Temos um grito de guerra, o mesmo amor por esse clube centenário. E esse amor que tem a grandeza do Náutico. Não estamos falando de uma historia recente. O que esta em questão aqui envolve muitas gerações. Mais de 100 anos. Hora de honrar esse presente que recebemos de quem nos antecedeu, nossos pais, nossos avós. Hora de transformar em presente o legado que vamos deixar para nossos filhos e netos. Ser alvirrubro é um orgulho. O Náutico é para sempre”, discursou.



PUBLICIDADE
FECHAR