publicidade
19/jun
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem.
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem.

Abuso da bola longa foi reflexo da dificuldade do Sport contra o Vitória

19 / jun
Publicado por Wladmir Paulino em Notícias às 9:09

A maior prova do quanto o Sport jogou errado contra o Vitória está na quantidade de bolas longas usadas pelo time durante os 90 minutos. E incluímos aqui tanto os lançamentos quanto os cruzamentos. Foram exatamente 50 lançamentos. Em ouras palavras, 50 oportunidades em que os jogadores optaram por mandar a bola ao ataque sem trabalhar trocando passes. Desses, 23 atingiram o alvo e os outros 27 ficaram com o adversário. Os números são do site Footstats.

Nos cruzamentos a situação ficou pior: 39 bolas mandadas para a área entre faltas e sequência de jogadas. Dessas apenas oito conseguiram chegar aos atletas rubro-negros. Os números do Vitória também deixam clara a proposta de jogo diferente do time de Alexandre Gallo: 32 lançamentos (9 corretos) e 23 cruzamentos (4 corretos). O mais curioso é que ainda que tentando menos foi um lançamento que originou o primeiro gol baiano e dois cruzamentos resultaram nos gols de Kanu e André Lima.

Leia mais:

> Torcida do Sport põe Diego Souza entre o céu e o inferno

> Vanderlei ainda procura melhor posicionamento para Diego Souza no Sport

> Sport perde a primeira em casa e entra na zona de rebaixamento

> Técnico põe em questão o que vem acontecendo com o clube

> Rithely lembra que sair atrás no placar tem atrapalhado o Sport

Nos passes, o calcanhar de aquiles do time da Ilha, o erro voltou a ser alto, embora menor do que na rodada anterior. Os leoninos erraram 51 – no outro jogo foram 57 -, mas em compensação acertaram 401. Isso se traduziu na posse de bola, com 55% para o Sport e 45% para o Vitória.

Mas, outra vez, os números mostram a eficácia do rubro-negro de salvador: com bem menos passes certos, 259 a equipe visitante conseguiu criar mais. Foram 13 finalizações contra 10 dos pernambucanos.



PUBLICIDADE
FECHAR