publicidade
21/abr
Sport terá cinco competições simultâneas em maio. Foto: Guga Matos/JC Imagem
Sport terá cinco competições simultâneas em maio. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Calendário estrangula Sport e quase o obriga a escolher entre competições

21 / abr
Publicado por Thiago Wagner em Instant Articles às 8:02

Se os rubro-negros achavam que o Sport vinha encarando uma maratona dura, melhor se prepararem para o que vem pela frente. Disputando uma série de campeonatos, o Leão será estrangulado no mês de maio com uma sequência pesada de jogos envolvendo nada mais do que cinco competições – Pernambucano, Nordestão, Copa do Brasil, Sul-Americana e o começo da Série A. O cenário é tão crítico que até mesmo a Confederação Brasileira de Futebol encontra dificuldades para achar datas. A volta da Copa do Nordeste contra o Santa Cruz, por exemplo, está “a definir” no site oficial da instituição.

LEIA MAIS:
> Em sete dias, o Sport vai jogar três vezes por três competições diferentes

> Sport terá direito a mais 3 mil ingressos para clássico contra o Náutico

> “Certeza que não dará em nada”, diz vice do Sport sobre caso Brocador

> Sorteio da Copa do Brasil poderia ter sido muito pior para Santa e Sport

Com uma maratona quase cruel, o Sport será quase que forçado a escolher alguma competição se não quiser ser engolido pela quantidade absurda de compromissos. Algo lamentável do ponto de vista esportivo. O Leão não tem culpa de estar nas competições, afinal conseguiu a classificação para todas elas com mérito próprio. A única culpada nessa história é a CBF, que não consegue montar o calendário minimamente decente.

O estrangulamento do Sport na temporada é só mais um argumento para que o calendário 2018 seja revisto com mais datas. Competições como Estadual e até mesmo o Nordestão precisam ser revistas. Hoje é o Leão quem sofre, mas pode ser qualquer outras equipe. Tal cenário é inadmissível no futebol profissional de alto nível. Toda equipe deveria ter o direito de jogar a competição que quisesse, sem ter que pensar na maratona de partidas ou na preservação de seus atletas em campeonato A ou B. Todos perdem com isso: do técnico que não consegue escalar a equipe ideal ao torcedor que se desmotiva e fica confuso com tantas competições rolando ao mesmo tempo.



PUBLICIDADE
FECHAR