publicidade
20/abr
Anderson Daronco foi o escolhido para semifinais do Pernambucano.Foto: CBF.
Anderson Daronco foi o escolhido para semifinais do Pernambucano.Foto: CBF.

Daronco é nome de peso na arbitragem, mas ainda é humano

20 / abr
Publicado por Thiago Wagner em Instant Articles às 9:33

A escolha de Anderson Daronco para o comando do clássico entre Náutico e Sport no próximo domingo, na Arena de Pernambuco, pela segunda semifinal do Pernambucano, é sem dúvidas uma boa opção. O currículo do profissional diz isso. Daronco é um dos melhores árbitros do Brasil, tanto que já foi eleito o melhor do Brasileirão de 2015.

LEIA MAIS:
> Retrospecto de Náutico e Sport com Daronco no apito é ruim

> Anderson Daronco apita Náutico x Sport na Arena Pernambuco

No entanto, assim como qualquer outro profissional, Daronco não é imune aos erros. Ter ele na partida é garantia que os erros devem ser mínimos, mas não garante que não teremos erros no campo. Isso, contudo, não quer dizer que o árbitro vem com intenção de errar. A torcida é para que ele não falhe, mas se errar não é porque vem para prejudicar time A ou B. Logo, é bom nossos diretores terem isso em mente antes de qualquer crítica mais enérgica contra o homem do apito.

O mesmo vale para os atletas dentro das quatro linhas. Se bem que a o currículo de Daronco impõe respeito. Logo, dificilmente ele não será respeitado pelos jogadores. Cenas como as do clássico entre Sport e Santa Cruz com a árbitra Deborah Cecília devem ser raras por conta do peso que o gaúcho tem no cenário atual. Uma pena já que todos os árbitros, sejam eles homens ou mulheres, merecem ser respeitados na hora da bola rolar. Mas como não é possível mudar isso do dia para a noite, pelo menos temos a certeza que a presença de Daronco trará menos foco para a arbitragem e mais para o que realmente ocorrer com a bola nos pés.



PUBLICIDADE
FECHAR