publicidade
18/abr
Leão já havia sido reconhecido como único campeão do ano. Foto: Anderson Freira/Sport Club do Recife
Leão já havia sido reconhecido como único campeão do ano. Foto: Anderson Freira/Sport Club do Recife

STF considera Sport único campeão brasileiro de 1987

18 / abr
Publicado por Thiago Wagner em Instant Articles às 16:01

Em julgamento nesta terça-feira, em Brasília, o Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu negar o recurso do Flamengo contra a decisão da Corte, em 2014, de manter o Sport como único campeão de 87. Assim, o Leão segue como único campeão nacional daquele ano. O placar da votação da 1ª Turma do STF marcou 3×1 contrário aos flamenguistas. O Flamengo vai aguardar a publicação da decisão para analisar se vai recorrer ou não.

Relator do processo, o ministro Marco Aurélio Mello já havia dado parecer contrário ao Flamengo. Faltavam então os votos dos minutos Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber e Alexandre de Moraes. Barroso, contudo, pediu vistas em agosto do ano passado e paralisou o julgamento. Na retomada, nesta terça, ele votou a favor dos cariocas se baseando em decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), de 2011, que dividiu temporariamente o título. Moraes e Weber votaram junto com o relator, mantendo o Sport como único campeão. Fux se considerou impedido de votar por ser pai do advogado do Flamengo.

LEIA MAIS:

> Áudio do último voto

> Goleiro é convocado para seleção sub-20

> Ronaldo elogia ‘concorrente’ Fabrício e afirma que Sport só tem a ganhar

> “Não tem dois campeões, o campeão de 87 é o Sport”, diz presidente

> Diego Souza, André e Rogério vetados no Sport para jogo com Joinville

> Confira como foi a repercussão da decisão do STF pela torcida do Sport

> Mesmo derrotado no STF, Flamengo se diz campeão de 87

> Diego Souza comemora: “Não há discussão”

Em entrevista ao repórter Felipe Holanda, do Jornal do Commercio, o presidente do Leão, Arnaldo Barros, destacou que não acredita que o Flamengo irá tentar outra esfera jurídica. “Eu acredito que eles (o Flamengo) não vão mais mexer com isso. Mas também não posso afirmar, já que eles buscaram uma coisa de 20 anos atrás. Acredito que se eles recorrerem só se tiverem uma criatividade que eu não acredito”, adicionou.

Sport e Flamengo disputam na Justiça o título de 87 desde o fim do polêmico Brasileiro daquele ano. Em crise, a Confederação Brasileira de Futebol só assumiu a organização do campeonato às vésperas do começo, criando os módulos Verde e Amarelo. Os campeões dos módulos (1º e 2º) iriam se cruzar em quadrangular para definir o campeão. Flamengo e Inter, que ganharam o módulo Verde, não quiseram disputar a fase final e perderam por W.O.

Assim, o Sport e Guarani, vencedores do Amarelo, fizeram as finais com o Leão levando a melhor. Sport e Guarani jogaram a Libertadores no ano seguinte. O resultado do gramado, contudo, virou alvo de briga da Justiça já em 1988. O Sport teve decisão favorável em 1994, que foi ameaçada em 2011, quando a CBF decidiu dividir o título. Os pernambucanos recorreram e voltaram a ser os únicos campeões. Atualmente, a decisão válida para o Leão é a da 3ª turma do Superior Tribunal de Justiça, em 2014.



PUBLICIDADE
FECHAR