publicidade
21/03/16
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Dal Pozzo elogia as atuações de Daniel Morais e Gil Mineiro

21 / mar
Publicado por Davi Saboya em Náutico às 11:45

Montagem 2

Por Leonardo Vasconcelos, do Jornal do Commercio

O empate de 1×1 do Náutico com o Santa Cruz, domingo, no Arruda, não foi bem digerido por parte da torcida alvirrubra. Principalmente por conta das inúmeras chances perdidas pelo ataque. Apesar disso, todavia, o técnico Gilmar Dal Pozzo fez questão de elogiar bastante o grupo todo e alguns atletas em especial. Entre eles, os questionados Daniel Morais e Gil Mineiro.

O primeiro foi o autor do gol do empate e recebeu o elogio do treinador pela determinação nos treinos. “Tem que se dar os parabéns ao Daniel. Ele perdeu a condição de titular, não deixou de treinar e foi definitivo no jogo. Quem se escala é o atleta. No início do campeonato foi o Daniel, depois teve a vez do Tiago, o importante é que o Daniel em momento algum deixou de treinar. Se em algum momento ele deixasse de treinar, possivelmente o técnico não escalaria ele. Ele se credenciou a entrar porque estava concentrado e treinou bem”, explicou.

LEIA MAIS:

Segundo Clássico das Emoções do ano termina empatado

Santa Cruz 1×1 Náutico nas lentes da JC Imagem

Nas Ondas da Rádio Jornal – Santa Cruz 1×1 Náutico

Dal Pozzo comemora manutenção na liderança do Estadual

> Salgueiro fica no empate diante do Central em Caruaru

Sobre Gil Mineiro, que perdeu as chances mais claras do time, Dal Pozzo destacou o esforço do jogador. “O Gil Mineiro é um atleta que em algum momento estava com a situação indefinida no clube, mas eu venho conversando muito com o Gil e em momento algum ele deixou de treinar. Houve a oportunidade e ele foi muito bem taticamente, fisicamente também porque há muito tempo não jogava. Ele teve a bola do jogo, teve duas situações claras no começo, talvez se ele tivesse com ritmo de jogo ele poderia ter definido, mas fiquei muito satisfeito com a atuação dele”, disse o técnico.

ESTREIA  Dal Pozzo também comentou a participação de Rafael Coelho que entrou no fim do jogo. “Seria desumano fazer uma avaliação de um atleta que jogou vinte minutos. A gente viu que ele entrou com bastante vontade, eu o coloquei pra jogar pelos lados do campo, o que tem um desgaste. Ficou nítido que a condição física dele ainda está muito longe em relação aos outros atletas. Ele tem duas semanas pra se condicionar bem e fazer uma boa preparação para o jogo contra o Central”, disse o treinador, se referindo ao próximo compromisso do time, no dia 2, pelo Pernambucano.



PUBLICIDADE
FECHAR