Meia Lucas Lima quer mudar retrospecto recente do Sport


Lucas Lima (d) foi um dos destaques na vitória sobre o Chã Grande. Foto: Guga Matos

Um dos destaques na goleada sobre o Chã Grande, o meia Lucas Lima, do Sport, explicou que apenas seguiu à risca as orientações do técnico Sérgio Guedes: movimentação, velocidade e procurar ditar o ritmo do jogo. A partir da manhã deste sábado (30), quando o elenco leonino se reapresenta, o foco do jogador passa a ser a Copa do Brasil, competição em que o Sport estreia na quarta-feira (3) contra o Vitória da Conquista-BA, na cidade de mesmo nome.

Após o título de 2008, o time da Ilha entrou numa espécie de inferno astral no torneio nacional, quando passou a colecionar eliminações precoces. No ano passado, caiu para o Paysandu com direito a vexame: 4×1 em plena Ilha do Retiro. Em 2011, o algoz foi o Sampaio Corrêa-MA, ainda na primeira fase. Em 2010, o caminho mais longo ao ser eliminado pelo Atlético Mineiro nas oitavas de final. Vale lembrar que em 2009, os rubro-negros disputaram a Libertadores.

"Vamos mudar isso. Estamos trabalhando para ir o mais longe possível", afirmou o camisa 19. Os rubro-negros viajam para Salvador na terça-feira. De lá, rumam para o local da partida.

O REVERSO – Se Lucas Lima curte os bons ventos, estes pararam de soprar para o meia-atacante Marcos Aurélio. Na numeração fixa dos jogadores, o jogador recebeu nada menos que a camisa 10, aquela sempre atribuída aos maestros do time. No caso dele, ainda não se concretizou.

"Estou procurando ajudar. Acho que vinha jogando bem mas respeito a opinião do treinador porque estou aqui para ajudar. Trabalho duro para quando a oportunidade aparecer saber aproveitar", pontuou.

Deixe um Comentário