Inferno e Jovem banidas do Pernambucano

Atualizado às 14h29

Montagem do NE10 sobre fotos da JC Imagem

Após cenas de desordem e vandalismo no último domingo, as torcidas organizadas Inferno Coral (Santa Cruz) e Jovem (Sport) estão proibidas de ir a qualquer estádio no Campeonato Pernambucano Coca-Cola 2012. A medida foi tomada pela Federação Pernambucana de Futebol, responsável pela organização da competição, em reunião com a Polícia Militar de Pernambuco, na manhã desta terça-feira, e atende à recomendação do Ministério Público de Pernambuco pelo veto às organizadas. Entretanto, as organizadas do Náutico (Fanáutico) e Salgueiro não sofreram proibição.

A proibição começa a valer nos jogos deste domingo, entre Náutico e Sport, nos Aflitos, e Salgueiro e Santa Cruz, no estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro. Já qua as torcidas organizadas não podem entrar, não haverá mais escolta policial de seus integrantes, das suas respectivas sedes até os locais das partidas.

"As medidas foram tomadas em função dos aconteceimentos do último domingo. Todos entendemos que a torcida Fanáutico não estava envolvida e, consequentemente, não teria motivo para estender a ela. Entendemos que essa é uma situação que pode ser vista como uma nova oportunidade a eles", disse Murilo Falcão, diretor técnico da FPF, tentando explicar o porquê de a Fanáutico não ter sido banida.

Mesmo sem a Fanáutico ter feito desordem no último domingo, tem um histórico de envolvimento em brigas e depredação que também é digno de veto. Esta foi a recomendação do Ministério Público, não atendida pela FPF.

No clássico entre Sport e Santa Cruz, na Ilha do Retiro, torcedores do Santa Cruz fizeram um quebra-quebra nas instalações da área dos visitantes. Após o jogo, 98 ônibus foram deprededados, segundo dados do Grande Recife Consórcio de Transporte. Além disso, a morte de dois torcedores após o clássico do domingo, sob investigação, pode ter relação com tumultos provocados por torcidas organizadas.

Outra medida anunciada pela FPF foi o encerramento da venda de ingressos ao meio-dia nos dias de jogos, com o objetivo de evitar concentração na área externa dos estádios antes dos jogos.

Além dessas medidas voltadas para o curto prazo, consideradas emergenciais, a FPF também afirmou que o cadastro dos membros das organizadas será exigido, mas apenas na temporada 2013. Promessa antiga que já deveria estar sendo cumprida.

Sabe-se que apenas proibir as torcidas não resolve o problema da violência, que se concentra justamente fora dos estádios, em avenidas da cidade onde há confronto de torcidas, como Conde da Boa Vista e Agamenon Magalhães. Por isso, é preciso ter um trabalho policial de inteligência para buscar antecipar os movimentos de possíveis crimes.

Depredação na Ilha do Retiro terá ressarcimento

Os prejuízos causados por torcedores do Santa Cruz nas instalações da Ilha do Retiro, no clássico do último domingo, serão pagos ao Sport. A Federação Pernambucana de Futebol confirmou que assumirá o pagamento, mas o dinheiro virá da verba que seria destinada ao Santa Cruz.

A reportagem está tentando entrevistar o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, que não atende os telefonemas.

Deixe um Comentário