• Vinícius Araújo marca e dá empate ao Sport contra o Internacional

“Tem que fazer laboratório contra o Sport?”, diz Oswaldo sobre arbitragem

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Treinador não gostou do pênalti marcado contra o Leão. Foto: Guga Matos/JC Imagem

O técnico Oswaldo de Oliveira foi bastante duro com a arbitragem da partida do Sport contra o Internacional, neste domingo, na Arena Pernambuco. O comandante rubro-negro questionou principalmente o pênalti marcado contra o Leão no primeiro tempo. O treinador reclamou principalmente da falta de rodagem do árbitro. O jogo terminou empatado em 1×1.

“Tem que fazer laboratório contra o Sport? Todo árbitro tem que iniciar contra o Sport? Vi o lance do pênalti no intervalo e o Paulo Roberto nem toca. Aí depois tem o ataque por trás no Gabriel Xavier que é pênalti”, questionou Oswaldo.

>> Vinícius Araújo agradece Oswaldo por chance no Sport

Sobre a partida, o técnico avaliou que o Internacional soube se defender bem e que isso tornou o jogo mais complicado. Ainda assim, valorizou a entrega dos jogadores do Sport, que empatou o jogo no fim da partida. “Tem momentos que tem que ser na batalha, como foi hoje. Começam a surgir os laterais, escanteios e falta e temos que pressionar o adversário para que ele cometa erros”, afirmou.

O poder de recuperação também foi destacado por conta do retardo de jogo feito pelo Internacional durante boa parte dos 90 minutos. Oswaldo demonstrou entendimento com a situação, mas não concordou. “Isso não afastou a nossa intenção de não perder”, declarou.

Vinícius Araújo agradece Oswaldo por chance no Sport

Atacante marcou aos 44 do segundo tempo. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Atacante marcou aos 44 do segundo tempo. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Salvador do Sport no empate em 1×1 com o Internacional, neste domingo, na Arena Pernambuco, o atacante Vinícius Araújo foi só agradecimentos após o jogo, principalmente quando falou do técnico Oswaldo de Oliveira.

“Quero agradecer ao Oswaldo. Ele sabe que estou aqui. Se não tivesse visto minha dedicação não me colocaria. Deus o abençoou e me colocou na hora certa”, disse o camisa 9 para a Rádio Jornal.

Vinícius marcou o gol aos 44 minutos do segundo tempo após entrar durante o jogo. A entrada dele foi bastante contestada pela torcida e recebeu críticas do técnico Oswaldo de Oliveira.

“Vinícius tem batalhado. Ele foi muito mal recebido no jogo. O jogador com a trajetória dele tem que ser respeitado na hora que entra e ser apoiado. Nem parece que o cara torce pelo Sport. Torce por uma convicção e não admite ser contestado”, disse.

O empate do Sport nas lentes da JC Imagem

Vinícius Araújo marca e dá empate ao Sport contra o Internacional

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Leão sofreu muito na criação. Fotos: Guga Matos/JC Imagem. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Até os 44 minutos do segundo tempo do duelo entre Sport e Internacional, o personagem do jogo era o carioca Grazianni Maciel Rocha, que marcou um pênalti bastante duvidoso para os gaúchos. Ele ainda será lembrado pelos rubro-negros nas contestações da penalidade. Só que o atacante Vinícius Araújo é o verdadeiro personagem da partida. Bastante criticado pela torcida, ele entrou no jogo e deu linhas novas para a história do confronto. Foi dele o suado gol do empate rubro-negro em 1×1 com o Colorado. Uma dessas ironias que só o futebol pode fazer, ainda mais em noite que o Leão pouco criou no gramado. Seijas marcou o gol dos visitantes.

Com o empate, o Sport permanece em 12º, com 27 pontos. O Leão agora foca suas atenções para a Sul-Americana, enfrenta o Santa Cruz na quarta-feira, outra vez na Arena Pernambuco. Pelo Brasileirão, os rubro-negros só voltam a jogar no dia 8 de setembro, contra o Corinthians, fora de casa. Já o Internacional segue sua sequência sem vencer, que agora foi para o 14º jogo. Na próxima rodada, os gaúchos encaram o Santos, em casa.

LEIA MAIS:
> “Tem que fazer laboratório contra o Sport?”, diz Oswaldo sobre arbitragem

> Vinícius Araújo agradece Oswaldo por chance no Sport

> O empate do Sport nas lentes da JC Imagem

FALTOU DS87 E CRIAÇÃO

Sem Diego Souza, que mesmo recuperado não foi para o jogo por conta de cansaço muscular, o Sport foi uma equipe bastante fraca na criação. Tanto que salvo alguns lances de jogadas bolas paradas ou erros do próprio Inter, o goleiro Danilo Fernandes mal foi exigido. O Leão errou muitos passes e se mostrou desorganizado no gramado em alguns momentos. Algo que facilitou a vida da defesa gaúcha.

interGM

Nem mesmo quando já estava atrás e o Internacional mais recuado, o Sport conseguiu envolver o adversário. Muito porque os responsáveis pela criação, Everton Felipe, Gabriel Xavier e Mark González, foram muito mal de uma maneira geral. Pior para Edmilson e Ruiz, que pouco tocaram na bola, a não ser quando ela veio espirrada. E foi mais ou menos assim que o gol de empate leonino veio. Após bola levantada na área, a redonda sobrou para Vinícius Araújo, que mandou para as redes. Alívio rubro-negro nas arquibancadas. Ainda assim vale o alerta sobre a falta que Diego Souza faz no time.

UM PESO E DUAS MEDIDAS

O questionamento sobre o pênalti marcado contra o Sport no primeiro tempo ficou ainda maior por conta de lance parecido na área do Internacional. Gabriel Xavier se chocou com zagueiro do Colorado e caiu. Pelo critério, o árbitro poderia ter marcado a penalidade, mas mandou seguir, para críticas dos rubro-negros.

paulorobertoGM

SE NÃO FOSSE MAGRÃO…

É certo que a arbitragem foi bastante questionável na partida, mas isso não exclui alguns erros do Sport no gramado. Além da falta de criação, a marcação leonina foi frágil em muitos momentos do jogo. Em dois deles, permitiu que os atacantes gaúchos saíssem na cara de Magrão, que teve que fazer duas boas defesas para impedir um placar maior na conta.

FICHA DA PARTIDA – SPORT 1X1 INTERNACIONAL

Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê (Vinícius Araújo); Rithely, Paulo Roberto e Gabriel Xavier; Everton Felipe (Apodi), Mark González e Edmilson (Ruiz). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Internacional: Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Fabinho (Eduardo Henrique), Seijas, William (Fernando Bobi) e Valdívia; Eduardo Sasha (Ariel). Técnico: Celso Roth.

Brasileirão (22ª rodada). Local: Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE). Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ). Auxiliares: Eduardo de Souza Couto e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (ambos do RJ). Gols: Seijas (I) aos 8 minutos do 1º tempo; Vinícius Araújo (S) aos 44 do 2º. Amarelos: Paulo Roberto (S), Fabinho (I), William (I), Rodrigo Dourado (I), Matheus Ferraz (S), Ariel (I), Apodi (S), Fernando Bob (I) e Vinícius Araújo (S). Público: 7.491. Renda: R$ 130.865.

Acompanhe Sport x Internacional no @blogdotorcedor

download

O Sport entra em campo nesta noite em busca da vitória contra o Internacional. O jogo começa às 18h30, na Arena Pernambuco. Em 12º com 26 pontos, o Leão quer reencontrar os três pontos depois de perder na rodada anterior. Já o Colorado, em 17º com 23, deseja quebrar uma sequência negativa de 13 partidas sem vencer. Confira abaixo as escalações:

Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Paulo Roberto e Gabriel Xavier; Everton Felipe, Mark González e Edmilson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Internacional: Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Fabinho, Seijas, William e Valdívia; Eduardo Sasha. Técnico: Celso Roth.

O torcedor é nosso convidado para acompanhar a partida no @blogdotorcedor. Também iremos fazer a cobertura no Placar Virtual do NE10.  Na Rádio Jornal, a narração é do Maior Gol do Mundo, Aroldo Costa. Fique ligado.


Torcedor do Blog: E quarta tem outra derrota do Leicester

Torcedor do Blog, Sport

Como está perto da hora do jogo do meu Leão não vou me alongar neste nobre espaço. Pensei até em não escrever hoje para não brincar com o defunto, mas não resisto e tenho que perguntar: Onde está o Leicester da Série A?

Isso só prova o quanto o time do canal é igual a refrigerante. Começa todo cheio de gás e depois perde a graça que a gente é obrigado a desistir de tomar. Com eles foi dessa maneira. Achou que ia ser Leicester do campeonato e vai acabar como o status que sempre teve, time de Série D.

E a situação vai piorar na quarta, quando vamos dar mais uma lapada na Arena do Leão. Vai ser mais uma derrota para endoidar de vez o povo do canal.

Mas enquanto não chega a quarta vou me dirigir para a Arena. Descobri um atalho massa para chegar lá rapidinho. Portanto, me aguardem em breve nas arquibancadas. Hoje tem vitória do Leão e cerva gelada. Pelo Sport, Tudo!!

A coluna Torcedor do Blog é um texto de humor e não reflete necessariamente o pensamento do Blog do Torcedor

Vinicius, Yuri Mamute e Negretti recebem elogios na estreia pelo Náutico

Vinícius comemorou a reestreia pelo Náutico. Foto: Divulgação/Náutico

Vinícius comemorou a reestreia pelo Náutico. Foto: Divulgação/Náutico

Na vitória por 2×0 sobre o Vila Nova, o Náutico aproveitou para estrear três jogadores: o volante Negretti, o meia Vinicius e o atacante Yuri Mamute, que chegou ao time em junho, mas, por causa de uma lesão, só entrou em campo agora. A boa estreia e a importância dos atletas foram destacadas pelo atacante Rony, que deu o passe para o primeiro gol alvirrubro, de Jefferson Nem.

LEIA MAIS:

Acelerar o jogo no segundo tempo era estratégia do Náutico

Ouça os gols da vitória do Náutico nas ondas da Rádio Jornal

Náutico se impõe no segundo tempo e vence Vila Nova

“Acredito que vão somar com a gente. São jogadores de qualidade. Vinícius chegou agora, entrou e busca ritmo. Eles vão dar o melhor para nos ajudar e vamos em busca do acesso, deixar o Náutico lá em cima”, elogiou Rony. O atacante lembrou ainda que o meia Vinicius participou da jogada com Hugo no segundo gol da partida.

O meia, que voltou ao Náutico após passagem em 2014, garantiu que ficou feliz com a reestreia. “A gente vai se adaptando o mais rápido possível para ajudar o Náutico. Fico feliz com a vitória e convoco a torcida para terça-feira, porque é um jogo importante para estarmos o mais rápido dentro do G4”, projeta Vinicius. Na 22ª rodada, o Timbu recebe o Londrina.

O atacante Yuri Mamute ainda não está no melhor ritmo, mas o treinador alvirrubro Alexandre Gallo celebra a entrada do jogador em campo. Ele só lamentou ainda não ter utilizado os onze iniciais que pretende. “Temos agora a volta do Maylson, um jogador importantíssimo. Hugo melhorou muito na questão física e fez uma partida muito boa. Aumenta o leque”, comemora o técnico.

Doriva admite que situação do Santa Cruz é crítica

O técnico Doriva lamentou as chances desperdiçadas pelo Santa Cruz. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

O técnico Doriva garantiu que ninguém vai desistir do Santa Cruz. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Para vencer uma partida, o time precisa, obviamente, fazer gols. E o técnico Doriva é categórico ao afirmar que apenas balançar as redes vai trazer de volta a confiança necessária para o Santa Cruz na sequência do Brasileirão da Série A. Ao analisar a derrota para o Cruzeiro, na 22ª rodada da competição, o treinador classificou o primeiro tempo como equilibrado, mas destacou a mudança de ritmo após o primeiro gol da Raposa. Ele também apontou que a situação no campeonato é crítica.

“A situação é crítica e cada vez mais difícil, mas ninguém vai jogar a toalha. Vamos lutar até o final para conseguir terminar a competição de maneira honrosa”, admitiu Doriva. O time tricolor tem apenas 19 pontos e é o vice-lanterna da primeira divisão.

No sétimo jogo do Brasileirão sem vencer, o técnico lamentou as chances desperdiçadas pelo Santa Cruz na etapa inicial de partida. “Tivemos volume ofensivo, criamos com Wallyson e Grafite, mas não o suficiente para fazer gols”, disse o comandante tricolor.

LEIA MAIS:

Em duas bobeiras da defesa, Santa Cruz perde para Cruzeiro

Doriva ainda elogiou o tento que abriu o placar. “Robinho foi feliz no chute. O jogo estava equilibrado e mudou rapidamente, porque na sequência, por um descuido, a gente deu o segundo gol para eles e vieram alterações para tentar reagir, mas não conseguimos”, disse o técnico.

Agora, para voltar para a Copa Sul-Americana na quarta-feira (31), contra o Sport, e ao Brasileirão, contra a Chapecoense, no dia 7 de setembro, o time precisa recobrar a força. Mobilizar os atletas é o ponto de trabalho tricolor. “Precisamos dos nossos atacantes. Se a gente tiver a possibilidade de trazer outro atacante, é importante. Vão ser os gols que vão nos fazer conseguir as vitórias”, esclareceu o técnico.

O Santa Cruz só precisará viajar agora para a partida contra o Santos, na 26ª rodada, em vinte dias. Isso é visto como algo positivo por Doriva. “Temos que aproveitar da melhor maneira possível, para fazer os pontos que vão equilibrar nossa posição na tabela, para brigar e escapar desse momento delicado”, afirmou.

Página 1 de 8.2941234567Última »