Arquivo da tag: vídeo

Vídeo polêmico de Vera Fischer é compartilhado na Internet

Publicado por em Carnaval 2014, Notas às 17h14

banner_carnaval_social1

Vera Fischer chegou ao camarote Rio, Samba & Carnaval da Marquês de Sapucaí, na noite do domingo (03), já bem animada. A atriz convidada para participar do desfile da Beija-Flor, no primeiro dia de Carnaval, foi a única a chegar fantasiada no local e bebeu além da conta, não podendo entrar no Sambódromo.

Em entrevista a jornalistas, Vera comentou sobre vários assuntos polêmicos. De início, a atriz falou que só gosta de multidão quando está “quietinha e pagando”. Em relação ao último papel que ela interpretou como a vilã Irina, na novela Salve Jorge, a atriz disparou: “Foi uma grande M***. Não só eu achei, como todos me falavam isso, mas acho que não causei tumulto e fiquei até o fim, porque muitos saíram. Acho que talvez um dia alguém vai escrever um papel só para mim. Aí eu volto”.

Confira o vídeo gravado pela reportagem da coluna Bruno Astuto, da revista Época:

Cabine faz um convite aos amostrados de plantão

Publicado por em Carnaval 2014 às 12h52

banner_carnaval_social1

Na Praça do Arsenal uma cabine cheia de luz com projeções de fotos e pequenos vídeos está chamando atenção de quem passa no local. Curiosos, os foliões vão chegando aos poucos e logo formam fila, para entrar na brincadeira. O projeto, idealização do arquiteto Juliano Dubeux, não poderia ter nome e data mais apropriados: Estação do Amostramento. Naquela cabine que mistura sustentabilidade com futurismo – antes de serem exibidas na serpentina de LED as fotos são tratadas em um pequeno estúdio, por uma equipe de VJs – crianças, adultos, idosos, fantasiados ou não, fazem o que a proposta pede: se amostram.

AMOSTRADOS Juliano Dubeux, a produtora executiva Séphora Silva e Roger. Fotos: Gustavo Belarmino/NE10

AMOSTRADOS Juliano Dubeux, a produtora executiva Séphora Silva e Roger. Fotos: Gustavo Belarmino/NE10

A sustentabilidade fica por conta dos cenários, todos feitos em material reciclável pela empresa Lixiki. Ali, os “amostrados” podem escolher entre balões com várias frases ou cenários que imitam o layout do Instagram. É claro que, além de se ver como parte da folia, as pessoas clicadas também podem resgatar as fotos e compartilhar essas lembranças em suas redes sociais. “Esse é um projeto que surgiu em 2008, com a proposta de inovar a fórmula de intervenção no espaço urbano, passando o poder para a mão do folião”, explica Juliano, ressaltando que, só agora, com a evolução da tecnologia, o sonho saiu do papel. “E assim, conseguimos tocar mais pessoas. Essa é uma ferramenta pensada para permitir que o conteúdo produzido por todos sirva de recheio para a festa”, comemora.

A dimensão da cápsula com a projeção das fotos

A dimensão da cápsula com a projeção das fotos

Durante a encubação, foram “acoplados” ao projeto outros autores que transformaram a estação em um complexo multicultural que envolve moda (há parceria com a Club Noir), música (durante as noites, DJs mantém o clima da festa na estação), tecnologia e cultura – física e digital – uma vez que permite a intervenção artística na cidade – e também no microcosmos do folião, quando ele próprio compartilha em suas redes sociais. E, pelo jeito, a brincadeira deu muito certo. Do lado de fora, muita gente fazendo os famosos “selfies”, com a cabine iluminada como cenário de fundo.

A arquiteta Elza Mendonça foi conferir a instalação

A arquiteta Elza Mendonça foi conferir a instalação

PROGRAMAÇÃO – A Estação do Amostramento, que tem patrocínio da Prefeitura do Recife e Empetur, segue até esta terça-feira de Carnaval (4), quando todos os DJs que participaram do projeto prometem comandar a festa – e embalar os amostrados de carteirinha. Já passaram por lá DJ Dolores (com um set de mambos que não deixou ninguém parado), Roger e Paulo André. A depender da empolgação dos foliões do Recife, em 2015 tem mais!

Tatau, do Araketu, convida para o Cafusú

Publicado por em Notas às 20h57

banner_carnaval_social1

Atração da edição de 10 anos do I Love Cafusú, o líder do Araketu, Tatau, mandou recado para os cafusús e as rariús reficenses na noite desta quinta-feira (13). O cantor não quer ver ninguém de fora da prévia do bloco, que vai rolar dia 21, sexta que vem, no Clube Internacional. Confira o recado do baiano.

Além de Araketu, Gang do Eletro, Kelvis Duran e Patusco vão tocar na festa e aproveitar para fazer uma homenagem a Reginaldo Rossi em seu repertório.

Vídeos das núpcias em formato de clipe

Publicado por em Notas às 14h38

Moda que promete pegar na indústria casamenteira no Brasil é a do Marryoke, técnica que apresenta o vídeo das núpcias sob formato de clipe. O truque – aparentemente simples – se torna um registro inesquecível para o casal, pois o objetivo é que os convidados também participem, tendo suas vozes suprimidas pela canção original. Essas e outras dicas estarão presentes no Salão Noivas Nordeste, que irá movimentar as dependências do pavilhão do Centro de Convenções entre os dias 13 a 16 de março. Quer ver como fica o Marryoke? Confira essa versão de Queen

Maria do Céu divulga todos os detalhes do Baile dos Artistas

Publicado por em Carnaval 2014 às 15h33

banner

Maria do Céu apresenta todos os detalhes do Baile dos Artistas (Foto: Thayanne Sales/Blog Social1)

Maria do Céu apresenta todos os detalhes do Baile dos Artistas (Foto: Thayanne Sales/Blog Social1)

Sábado (8) é dia de festa no Clube Português, quando o Baile dos Artistas comemora sua 36ª edição no Carnaval. A produtora da festa, Maria do Céu, visitou a redação do Portal NE10 nesta quarta-feira (5) e contou detalhes de tudo o que vai rolar na noite. A atração principal do evento, a cantora Daniela Mercury, sobe ao palco às 00h30, depois da apresentação do Maestro Ademir Araújo, e antes da bateria da Mocidade Indepente colocar todo mundo para cair no samba. Ainda é incerto, mas há chance de Dudu Nobre vir para o Baile junto com a bateria. A festa encerra com a banda de brega Ki Amo. Fred Castro vai cuidar do décor do espaço. E os outros detalhes você fica sabendo clicando no vídeo.

LEIA TAMBÉM
A fantasia de Maria do Céu

Banda Leva apresenta programação para o Carnaval

Publicado por em Carnaval 2014 às 17h38

banner

Banda Leva se prepara para maratona de shows no Carnaval e apresenta novo sucesso para o S1 (Foto: Thayanne Sales/Blog Social1)

Banda Leva se prepara para maratona de shows no Carnaval e apresenta novo sucesso para o S1 (Foto: Thayanne Sales/Blog Social1)

Eles gravaram DVD recentemente, estão com dois blocos para o Carnaval, além de marcar presença em várias prévias e festas da folia de Momo. Com repertório de axé, que inclui sucessos de bandas famosas do gênermo, como Asa de Águia, Chiclete com Banana, Eva e outras, os meninos da banda pernambucana Leva cairam no gosto dos recifenses e se estabeleceram na agenda de eventos locais, com shows marcados para todos os fins de semana dos próximos meses. Na tarde desta sexta-feira (31), Tiago e Pedro, integrantes do grupo, bateram um papo com o Social1 para contar as novidades. Eles cantaram trechinho do novo sucesso, Fantasia. Aperte o play e confira.

Faringes da Paixão apresenta o Bloco do Paumito para o Social1

Publicado por em Notas às 14h05
Faringes da Paixão canta música nova e fala sobre planos para o Carnaval em entrevista para o S1 (Foto: Thayanne  Sales/Blog Social1)

BREGUEIROS Faringes da Paixão canta música nova e fala sobre planos para o Carnaval em entrevista para o S1 (Foto: Thayanne Sales/Blog Social1)

A agenda deles é disputada durante todo o ano. Mas, no Carnaval, em especial, a banda Faringes da Paixão é bastante requisitada para compor o line up das festas momescas do Recife. Talvez pela irreverência das letras de suas músicas, sempre com trocadilhos e pegadas cômicas, e, este ano, principalmente, pela junção com o frevo e outros ritmos mais tradicionais. Os meninos do brega vieram à redação do Portal NE10 nesta quinta-feira (23) e contaram algumas novidades do grupo, que este ano ano estreia seu bloco, o Bloco do Paumito. Confira a entrevista na íntegra.

Mais sobre Patacho

Publicado por em Notas às 11h10
Paisagens de Patacho encantam

Paisagens de Patacho encantam

Fez sucesso o primeiro destino de verão que o Social1 publicou nesta segunda (13). Aumentou a vontade da galera conhecer Patacho, paraíso em Alagoas, e fez o pessoal que esteve por lá reconhecer as maravilhas do balneário. O fotógrafo Igo Bione, do JC Imagem, é um dos que já aproveitou as belezas do local. Ele compartilhou com a gente um vídeo com dicas de passeio e hospedagem na Vila do Patacho. A gente mostra para vocês.

A vida de Lia é uma ciranda

Publicado por em Notas às 19h20

Mateus Araújo
Especial para o Jornal do Commercio/Social1

Essa ciranda quem me deu foi Lia (Fotos: Felipe Ribeiro/JC Imagem)

Essa ciranda quem me deu foi Lia (Fotos: Felipe Ribeiro/JC Imagem)

Para Lia de Itamaracá, cirandar é verbo que se conjuga em coletivo; o mar e a areia são as pontes que lhe unem ao sagrado e a viagens antes nunca imaginadas. Alta, negra e elegante, a mulher que sempre sonhou em cantar (“O povo perguntava por que eu não quis cantar música de Nelson Gonçalves e Ângela Maria. Mas eu nasci pra ciranda. Cada qual com o seu qual”, lembra) se transformou em uma figura lendária na cultura brasileira. Neste domingo (12), com os pés na areia, vestido brilhoso, brincos e colares, e ostentando com orgulho o título de Rainha da Ciranda, Maria Madalena Correia do Nascimento (“Lia vem de Maria. Foi o apelido que me deram quando eu era menina.”) celebra seus 70 anos de vida, carregando consigo o que considera os maiores presentes: vitórias e amizades. A festa, no domingo, é na beira-mar da Praia de Jaguaribe, em Itamaracá, a partir das 20h.

Lia nasceu e cresceu em Itamaracá. Foi criada por uma família adotiva, e logo na infância se apaixonou pelos folguedos populares. Adorava assistir aos pastoris e reisados, quando decidiu, aos 12 anos, fugir à regra e ser a primeira – e única – artista da casa. Nos anos 1960, período de efervescência do Movimento de Cultura Popular, Lia viu o auge da ciranda e virou um dos nomes recorrentes do ritmo praieiro. Em 1978, a cirandeira gravou seu primeiro LP, Rainha da Ciranda, entrando no ostracismo logo depois e ficando mais de 20 anos como merendeira numa escola pública da ilha.

FR090114021

Só nos anos 1990 é que Lia voltou à cena, graças ao empenho de regaste artístico do escritor Ariano Suassuna, à época secretário de Cultura do Estado, e do Movimento Mangue. Desde então, Lia se mantém ativa, e gravou dois CDs: Eu sou Lia (2002) e Ciranda de todos os ritmos (2008), chegando a viajar por todo o Brasil e também no exterior. “Eu vivia num mato sem cachorro. Mas já conheci o mundo, graças a Deus e graças à minha luta. Mas Itamaracá já me virou as costas”, diz. Nomeada Patrimônio Vivo de Pernambuco, em 2005, a cantora projeta, agora, gravar seu primeiro DVD.

FR090114012

Mas o maior sonho de Lia é outro: reconstruir o Centro Cultural Estrela de Lia, que desabou na última quinta-feira, com a força da chuva e do vento. No local, aconteciam rodas de ciranda e eram dadas oficinas de música e cabelo afro. “Isso mais cedo ou mais tarde ia acontecer. Não tenho ajuda de ninguém. Sozinha eu não posso fazer nada”, disse a cirandeira, emocionada. Ele se deparou com a cena enquanto recebia a reportagem na sua casa. O espaço, de madeira e palha de coqueiro, já estava em estado crítico há pelo menos dois anos. Sem condições para reformá-lo, Lia aguardava a ajuda da Prefeitura de Itamaracá, o que não aconteceu. No entanto, procurada pelo JC, a secretária de Educação e Cultura da Ilha, Conceição Menezes, garantiu que vai ser tomada alguma providência até a segunda-feira.

FR090114003

Em 70 anos de vida e 58 de carreira, Lia considera ter sido as amizades suas grandes forças para conseguir o sucesso. Na sua colorida casa, em Jaguaribe, ele empilha lembranças e as relembra numa conversa – sempre é assim – bem humorada. Foi com o sorriso que ela conquistou o carinho de muita gente, como é o caso do percussionista Naná Vasconcelos, que define a cantora como uma “explosão de cores, mas sempre sóbria e elegante”. Naná se lembra bem das primeiras vezes em que ouviu Lia cantar. Junto com a cantora Teca Calazans (a quem a Rainha da Ciranda atribui a autoria do clássico Quem me deu foi Lia), ele frequentava as rodas de ciranda para pesquisar a música e se encantou pelo trabalho dela. “Nos anos 60 e 70, depois do teatro, nossa diversão era ir para a ciranda. Teca adorava e cantava nos shows. Chegou a gravar, inclusive. Ela e o Quinteto Violado”, lembra o percussionista. “Lia é a ciranda viva. É simples, mas tem uma lírica poética maravilhosa, com profundidade. Ela é sinônimo de resistência, e guarda uma africanidade muito forte.”

FR090114006

Se na música ela é reconhecida por seu estilo particular – Lia já foi chamada de “diva da música negra” pelo New York Times, e é convidada de honra em todos os shows de Marisa Monte no Recife – a cirandeira da Ilha de Itamaracá é também querida pelo carinho com os amigos nos bastidores. “Quero que Lia viva muito, muito”, diz a cirandeira, em terceira pessoa.