publicidade
23/12/17
Famosos falam sobre saúde mental
Famosos falam sobre saúde mental

Celebridades que resolveram falar sobre sua saúde mental nesse ano

Publicado por Victor Augusto em Famosos às 13:13

O final de ano está chegando, e um dos assuntos que ganharam a atenção do público foi a saúde mental. Ignorada por boa parte da sociedade, ela se tornou um ponto chave nos estudos sobre a qualidade de vida das pessoas. Sabendo da importância de falar sobre o tema, várias celebridades se abriram e falaram sobre o assunto em 2017.

Leia Também: Após caso de agressão, Naldo sai de retiro espiritual e participa de jogo de futebol solidário

Leia Também: Festinhas para rebolar nesse clima de Natal!

Segundos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão atinge cerca de 322 milhões de pessoas, mundialmente. No brasil, estima-se que cerca de 5,8% da população sofra com esse problema. O país é o mais depressivo da América Latina e os segundo das américas, perdendo apenas para os EUA.

Apesar dos números alarmantes, a depressão é apenas um dos males que afetam a saúde mental, diretamente. Podemos citar outros problemas, como TOCs e relações abusivas como temas que fazem parte desse universo. Dentro desse contexto, famosos utilizaram sua visibilidade durante o ano para contar experiências próprias sobre o assunto.

01. Demi Lovato sobre bipolaridade, vício e depressão

Demi Lovato - Foto: reprodução do Instagram

Demi Lovato – Foto: reprodução do Instagram

“Quando fui diagnosticada com transtorno bipolar, simplesmente fez sentido. Quando eu era mais nova, não sabia por que ficava acordada até tarde escrevendo e tocando. E então aprendi sobre episódios de mania, e percebi que provavelmente era isso. Eu era maníaca. De certa forma, eu sabia que não era mais minha culpa — havia algo de errado comigo”.

Demi Lovato

 

02. Selena Gomez sobre autoestima

Selena Gomez estampa capa da Billboard (Imagem: Reprodução/Divulgação)

Selena Gomez estampa capa da Billboard  (Imagem: Reprodução/Divulgação)

“As turnês são lugares muito solitários para mim. Minha autoestima desmoronou. Eu estava depressiva, ansiosa. Comecei a ter ataques de pânico logo antes de entrar no palco, ou logo após sair dele. Basicamente, sentia que não era boa o suficiente, não era capaz. Sentia que não estava dando nada aos meus fãs e que eles conseguiam ver isso — o que, acho, era uma distorção completa”

Selena Gomez, em entrevista à Vogue

 

03. Gabourey Sidibe sobre depressão, pensamentos suicidas e bulimia 

Gabourey Sidibe (Imagem: Reprodução)

Gabourey Sidibe (Imagem: Reprodução)

“Simplesmente aceitei a depressão como algo que é parte da minha anatomia. Faz parte da minha química, da minha biologia. Quando fica grande demais para simplesmente me virar sozinha, vou a um terapeuta. Todos deveríamos ir a um terapeuta. Mesmo que seja apenas uma hora por semana em que você pode falar sobre você e não se importar em monopolizar a conversa. Faça isso, vale a pena!”

Gabourey Sidibe, em entrevista à People

 

04. Katy Perry e os pensamentos suicidas

Katy Perry (Imagem: Divulgação)

Katy Perry (Imagem: Divulgação)

“Eu escrevi uma música sobre isso. Sinto vergonha de ter esses pensamentos, me sentir tão inferior e deprimida”

Katy Perry em uma live feita para os fãs

 

05. Pink sobre sua saúde mental após suicídio de Chester Bennington (Linkin Park)

P!nk (Imagem: Divulgação)

P!nk (Imagem: Divulgação)

“A tristeza com certeza pode te atingir. Às vezes, parece ser a única coisa real. Mas há algo melhor esperando no fim desse túnel escuro, um sorriso de um estranho, uma bela flor florescendo, uma oportunidade para você tornar o dia de outra pessoa melhor. Se você está lendo isso, então não está sozinho nesse mundo grande, assustador, fodido e lindo. Eu também estou aqui. E eu amo você. Você faz a diferença. Você importa. Espere mais um segundo. Amanhã pode ser o melhor dia da sua vida. #ripchester”

Pink

 

06. Colton Haynes sobre o Dia Internacional da Saúde Mental

Colton Haynes (Imagem: Reprodução/ Instagram)

Colton Haynes (Imagem: Reprodução/ Instagram)

“Hoje é #WorldMentalHealthDay. Está é uma foto que tirei de mim mesmo há cerca de um mês quando cheguei ao ponto onde não tinha ideia do que fazer. Estava na cama chorando/paralisado há 3 semanas sem explicação. Minha vida pessoal e minha carreira estavam no auge. Já falei sobre isso antes, mas não posso deixar de enfatizar o quão importante é buscar ajuda quando você estiver se sentindo para baixo ou em seus momentos mais sombrios. Lutei contra a ansiedade e a depressão desde quando estava na 5ª série e não é algo que deve ser deixado sem tratamento ou negligenciado. Sei que muitas pessoas não entendem de doenças mentais e tratam do assunto como pessoas sendo dramáticas… mas é um desequilíbrio químico que ninguém quer enfrentar. Não é fácil. Então vamos todos parar um pouco para falar com aqueles que precisam de ajuda e aqueles que simplesmente precisam de alguém para conversar, ou um pouco de estímulo. Um pouco de amor faz milagres. Meu coração está com meus colegas sobreviventes e com as pessoas lutando contra essa doença… você não está sozinho.”

Colton Haynes

 

 

 

 



FECHAR