publicidade
06/08/17
Para uma make perfeita, Franci alerta que a pele deve estar bem preparada com uso de base e corretivo, feito esse primeiro passo é hora de colocar cor nos olhos. A tonalidade escolhida foi marron, por ser mais suave e poder também ser usada durante o dia.
Para uma make perfeita, Franci alerta que a pele deve estar bem preparada com uso de base e corretivo, feito esse primeiro passo é hora de colocar cor nos olhos. A tonalidade escolhida foi marron, por ser mais suave e poder também ser usada durante o dia.

Os erros mais frequentes na hora de passar corretivo

Publicado por Mirella Martins em Beleza às 7:25

Líquidos, cremosos, em pó, lápis ou bastão, os corretivos possuem diversas versões e tons para cada uma das finalidades. Cobrir olheiras, manchas, cicatrizes e marcas são um dos mais importantes passos para uma maquiagem perfeita, mas essa tarefa nem sempre sai como o esperado. Pensando nisso, o Social1 pediu uma forcinha a Duda Molinos, maquiador e curador oficial da SD maked up, para listar os cinco principais erros na aplicação do corretivo e ajudar na aplicação.

Aplicar antes da base

Aplicar o corretivo antes da base é um dos erros mais comuns. O que muitas pessoas não sabem é que pela base ser mais fina, aplicá-la antes do corretivo resulta em uma cobertura mais leve e natural.  “Depois, você analisa o que ainda precisa de um reforço extra e vem com o mínimo possível de corretivo só naquele ponto, que pode ser uma olheira mais profunda, uma espinha ou uma mancha”, aconselha Duda Molinos.

Escolher um tom mais claro que a pele

Para as regiões das olheiras, a dica para encontrar o tom certo de corretivo é comprar um ou dois tons abaixo da cor natural da sua pele. “Isso irá compensar a escuridão e iluminar a parte de baixo do olho”, diz o especialista. Nas demais áreas do rosto que precisam de correção, como nariz, bochecha, testa e queixo, o recomendado é um tom mais parecido possível com o natural da pele.

Usar os dedos ao invés do pincel

Quem nunca usou os dedos na falta de um pincel, que atire a primeira pedra. Os corretivos podem ser aplicados com pincel, dedos ou esponja, mas, ao aplicá-los com as mãos, gasta-se mais produto. “Dos três modos, o acabamento fica bom, desde que se tenha em mente que o corretivo não é feito para sumir 100% com as imperfeições, mas, sim, atenuá-las até o ponto que o resultado seja satisfatório”, completa Duda Molinos.

Aplicar de forma errada

É importante saber como, onde e com qual ferramenta aplicar cada tipo de corretivo. A dica para não errar na aplicação é prestar atenção nos locais das imperfeições e, em certos pontos, como perto das sobrancelhas, ao redor do nariz ou na raiz do cabelo, utilizar com o pincel que oferece maior controle daquilo que está sendo depositado.

Escolher a textura errada

Para cada tipo de imperfeição existe um tipo de corretivo. Assim, ao escolher a textura errada o acabamento não alcança 100% de sucesso e adeus à cobertura perfeita. “Olheiras sem tanta escuridão, eu prefiro corretivo no formato de caneta ou líquidos. Para espinhas, cicatrizes ou manchas mais aparentes, sugiro um corretivo cremoso. Agora, se for apenas um local com pelos ou qualquer interferência onde não se possa usar um pincel maior, eu indico o uso do lápis corretivo”.



PUBLICIDADE
FECHAR