publicidade
12/06/18
Apresentação da Microsoft XBox na E3 (Christian Petersen/Getty Images/AFP)
Apresentação da Microsoft XBox na E3 (Christian Petersen/Getty Images/AFP)

Salão E3, avalanche de videogames e encontros na ‘nuvem’

12 / jun
Publicado por Renato Mota em Games às 9:00

O maior salão mundial de videogames, o E3, terá início na terça-feira (12) em Los Angeles com seu lote de novos títulos carregados de adrenalina e de novas formas de experimentá-los.

Espera-se que a edição 2018 da Electronic Entertainment Expo apresente novos episódios dos bem-sucedidos “Fallout“, “Halo“, “Battlefield” e “Assassin’s Creed“.

O E3 prometeu revelar tendências, como o jogo colaborativo em equipes on-line ao invés do jogo solo, ou combates mortais do tipo “battle royale”, centrais nos muito populares “Fortnite” e “Battleunknown’s Battlegrounds“.

O evento também explorará o uso da inteligência artificial nos videogames e a modalidade do streaming com a qualidade de uma experiência de console, mas transmitidos da “nuvem” para dispositivos diferentes dos consoles. O salão atrai a cada ano milhares de visitantes, aos quais permite jogar e testar lançamentos.

“Os jogadores levam o nível de energia a uma temperatura febril, o que reforça a nossa posição como o evento líder mundial para a indústria dos videogames”, afirmou Michael Gallagher, diretor-geral da Entertainment Software Association, empresa que gere o salão.

– Microsoft se fortalece –

O E3 tem se focado há algum tempo nos consoles da Microsoft, Nintendo e Sony, mas um aumento nos jogos de PC e o auge dos eSports, esportes eletrônicos, tem ampliado o alcance do evento.

“O eSport também tem progredido enormemente, chegando agora ao público em geral por meio de partidas televisionadas em canais por assinatura, em horário de grande audiência e com prêmios que envergonhariam os esportes tradicionais”, disseram os organizadores em comunicado.

Phil Spencer, presidente executivo da divisão de games da Microsoft (Christian Petersen/Getty Images/AFP)

O chefe do Xbox declarou no domingo que a Microsoft estava trabalhando em um console de nova geração com um serviço baseado na “nuvem”, o que permitiria aos participantes jogar de forma contínua em qualquer dispositivo. A Microsoft investiu em cinco novos estúdios dedicados ao videogame, um no sul da Califórnia e quatro que estão em fase de compra, afirmou Phil Spencer, chefe da equipe do Xbox.

A empresa tem sido criticada por sua falta de jogos de sucesso exclusivamente destinados ao Xbox, enquanto a Sony domina esta geração de consoles com o PlayStation 4, que oferece muito dos jogos mais cobiçados. O Xbox apresentou no domingo trechos de 52 videogames, incluindo novos episódios de franquias como “Fallout” e “Halo“. Destes, 18 títulos foram projetados exclusivamente para este console.

Spencer assegurou que sua equipe estava “profundamente envolvida no projeto do próximo Xbox”, em um momento em que os jogos para celulares e laptops estão em pleno auge.  A Microsoft também trabalha em uma “rede na nuvem” para transmitir jogos em alta qualidade para uma gama de dispositivos habilitados para Internet, incluindo smartphones e tablets, segundo Spencer.

“O mundo dos videogames irá experimentar um crescimento histórico e estamos comprometendo todos os recursos da Microsoft para garantir o seu futuro”, assegurou o executivo.

Dentre o arsenal da Microsoft destaca-se a inteligência artificial, que será usada para fazer com que os mundos dos jogos e os personagens sejam mais realistas.

– ‘Fallout’ no modo multiplayer –

Lançamento de Fallout 76, no estande da Bethesda na E3 (Christian Petersen/Getty Images/AFP)

A Sony, seu grande adversário, estaria trabalhando no sucessor do PS4. O grupo tem previsto apresentar nesta segunda-feira à noite seus próximos videogames e um panorama geral do futuro de seus serviços no console e a partir da nuvem.

A empresa americana Bethesda Softworks, por sua vez, apresentou no domingo à noite a nova versão de sua franquia pós-apocalíptica “Fallout“. “Fallout 76“, ambientada nas colinas da Virgínia Ocidental, será um mundo aberto alojado on-line e habitado por outros jogadores ao invés de personagens gerados por computador, anunciou o diretor do Bethesda Game Studios, Todd Howard.

No jogo, “cada um desses personagens é uma pessoa real”, contou. “Sempre quisemos ver qual poderia ser o nosso estilo de jogo com o modo multiplayer, e sabíamos que tínhamos que fazê-lo dando um grande golpe”, disse Howard, acrescentando que essa versão estará disponível em novembro.


FECHAR