publicidade
17/07/17
Cersei Lannister (Lena Headey)
Cersei Lannister (Lena Headey)

O inverno chegou: sétima temporada de ‘Game of Thrones’ começa quente

17 / jul
Publicado por Renato Mota em Séries às 16:16

Frankie Taggart (AFP)

ALERTA DE SPOILERS

“Game of Thrones” estreou a sua sétima temporada no domingo, pondo fim a um longo período de espera para os fãs de um seriado que mistura sexo, violência e dragões. A HBO atrasou a produção e, consequentemente, a estreia da temporada – um dos maiores eventos televisivos a cada ano ao redor do mundo.

Os espectadores não ficaram desapontados e usaram as redes sociais para expressar a sua felicidade com o começo explosivo: a chegada da mãe dos dragões Daenerys Targaryen a Westeros e a breve participação do cantor pop Ed Sheeran.

“Existem poucas séries que conseguem despertar tanta atenção e emoção como o final da sexta temporada de ‘Game of Thrones’ e, talvez, existam ainda menos séries que consigam fazer um episódio de contexto tão divertido”, disse o Hollywood Reporter após a estreia. “Por isso há um misto de emoções, porque o inverno não só chegou como o fim está próximo”, acrescentou.

O episódio de estreia, intitulado “Dragonstone“, mostra a vilã Cersei Lannister (Lena Headey), que agora comanda os Sete Reinos, fazendo alianças que ameaçam o novo Rei do Norte, Jon Snow (Kit Harington). A “cortadora de gargantas” e treinada envenenadora Arya Stark (Maisie Williams) começou o episódio de maneira bombástica ao se vingar dos assassinos de sua família no famoso Casamento Vermelho.

O alívio cômico ficou por conta de Ed Sheeran em sua rápida aparição como um soldado cantando uma cantiga – “uma nova”, aparentemente – sobre a mão de uma mulher. Sua presença na série provocou uma chuva de memes e comentários de fãs emocionados no Twitter, embora nem todos tenham ficado contentes em vê-lo.

A revista Variety chamou a sua aparição de “rídicula”, enquanto um fã declarou no Twitter: “se Arya matasse Ed Sheeran valeria a pena”.

Ed Sheeran em Game of Thrones. Imagem: Reprodução/HBO

“Mais humor”

Horas antes da estreia de GoT (acrônimo da série), às 21H00 na costa leste dos Estados Unidos (22H00 de Brasília), as hashtags #GoTS7 e #GameofThrones estavam nos assuntos mais comentados do Twitter em todo o mundo. O site da HBO chegou a ficar fora do ar devido a quantidade de acessos durante a primeira metade do episódio.

Alguns “fãs-celebridades” tiveram que esperar mais ainda, especialmente os que moram na costa oeste do país, pois isto significa uma espera extra de três horas. “Não existe nada que me mantenha ocupado e faça a espera por #GameofThrones7 parecer menos dolorosa”, tuitou Josh Gad, o Olaf de “Frozen”.

“Twitter, cale a boca até as 22H00, quando eu acabar de assistir”, escreveu enquanto a série era exibida na costa leste, para os assinantes do HBO Now e nos mercados estrangeiros.

“Game of Thrones” conta a história de nobres famílias que disputam o controle do Trono de Ferro, enquanto se preocupam com a horda de White Walkers, que preparam uma invasão pelo Norte. A série, que já ganhou mais prêmios Emmy do que qualquer outra e conta com mais de 20 milhões de espectadores americanos por episódio, foi feita até a sexta temporada com base na série de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo”, de George R.R. Martin.

A sétima temporada será mais curta, com apenas sete episódios, antes de retornar para a oitava e última temporada, que contará com apenas seis episódios. “Como todo episódio de estreia de ‘Game of Thrones’, o passo é mais lento”, escreveu Lorraine Ali no Los Angeles Times. “Para construir cuidadosamente cada temporada – uma tecedura complexa de histórias, o grande elenco, as locações de tirar o fôlego – leva tempo”.

Mas ela concluiu que os diretores David Benioff e D.B. Weiss “tiveram sucesso mais uma vez e agora com mais humor do que nas temporadas anteriores”.


FECHAR
publicidade