publicidade
19/maio
 Renato Pontual, diretor da Vivo no Nordeste. Foto: Divulgação
Renato Pontual, diretor da Vivo no Nordeste. Foto: Divulgação

Até o fim do ano, a Vivo quer cobrir 98,9% dos municípios pernambucanos com dados

19 / maio
Publicado por Renato Mota em TELECOM às 14:25

Passou-se o tempo que as empresas de telefonia podiam sobreviver fornecendo apenas serviços de voz. Atualmente, ou o foco vai para os planos de dados (no mínimo 3G), ou a companhia está fadada ao fracasso.

De olho nisso, a Vivo anunciou que está expandindo sua cobertura no Estado ainda para 2017. Na tecnologia 3G, a, serão 20 novas cidades, passando para um total de 184 até dezembro deste ano, e, em 4G, serão 58 novas cidades, passando a cobertura dos atuais 14 municípios para 72.

Na internet fixa serão contempladas duas novas cidades: Petrolina e Garanhuns, sendo a segunda a única cidade 100% conectada por fibra ótica em Pernambuco (mas não a última, promete a empresa), passando para um total de dez cidades com banda larga fixa Vivo (antiga GVT) até o final desse ano. Somando todos esses investimentos, a Vivo terá, até dezembro, 98,9% dos municípios pernambucanos cobertos.

“Oferecer conectividade com qualidade é fundamental para avançarmos na nossa transformação digital. Aprimorar a conectividade e melhorar, ainda mais, a estabilidade da rede são o foco principal da Vivo”, afirma Renato Pontual, diretor da Vivo no Nordeste.

A qualidade e o alcance do sinal devem melhorar ainda mais (não só para a Vivo, mas para todas as operadoras) com o desligamento do sinal de TV analógico e a liberação da frequência de 700 MHz. “Teremos um ganho principalmente em ambientes internos. Aquela questão do sinal ficar ruim dentro do shopping, por exemplo, irá diminuir bastante. A onda de menor frequência tem alcance e penetrações maiores”, explica Pontual. No Recife, o desligamento está previsto para o dia 26/07.


FECHAR
publicidade