publicidade
26/jan
Clara Arruda, coordenadora do RSS
Clara Arruda, coordenadora do RSS

Com mais de 170 atividades, Recife Summer School inicia na próxima segunda

26 / jan
Publicado por Renato Mota em Emprendedorismo às 10:19

O Recife Summer School, festival de palestras, seminários, cursos e workshops que o Porto Digital promove anualmente, deu um baita upgrade para sua nona edição. Pulou de 30 atividades realizadas em 2016 para mais de 170, que começarão na próxima segunda-feira (30) e vão até 24 de fevereiro.

As ações ocorrerão não só no Bairro do Recife (nos dois prédios do parque tecnológico na Rua do Apolo, o Portomídia, no número 181, e o novo empreendimento – ainda sem nome – no número 235), mas também no Pitch, o posto avançado dentro do Centro de Informática da UFPE, e no Armazém da Criatividade, em Caruaru.

Para montar a programação, o Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD) contou com o patrocínio da Finep – Inovação e Pesquisa e com uma rede com mais de 70 empresas e instituições parceiras. “Recebemos várias propostas de eventos e fizemos uma triagem para deixar o RSS com um perfil mais próximo da identidade do Porto Digital. Além de se encaixar nas áreas de atuação (TICs, Economia Criativa, e Sustentabilidade), as atividades necessariamente precisavam apresentar um viés de inovação e empreendedorismo”, explica Clara Arruda, coordenadora do festival.

Leia mais
Porto Digital abre inscrições para o Mind the Bizz
Porto Digital abre processo de seleção para incubação no Cais do Porto e Portomídia

Uma atividade fixa no calendário do Porto Digital, o RSS e acontece sempre nos trinta dias que antecedem a semana pré-carnavalesca. “Foi uma forma que encontramos de dinamizar esse período, quando muita gente fica esperando o carnaval passar para começar o ano de fato. É uma forma de começarmos a refletir e trabalhar perspectivas futuras dentro das áreas de atuação do parque”, explica o diretor de inovação do NGPD, Guilherme Calheiros.

NACIONAIS E INTERNACIONAIS

Além das produtoras de eventos locais, o RSS receberá ainda atrações internacionais, fruto de parcerias com os consulados dos Estados Unidos, França, Reino Unido e com o Conselho Britânico. Uma dos destaques é a futurista americana Joyce Gioia, que fará a abertura do evento, no dia 30, com a palestra “Como navegar nas mudanças tecnológicas e criar empresas de futuro”.

Gioia é integrante da Associação de Futuristas Profissionais (APF) e vem pela primeira vez ao Recife. “Ela vai falar sobre como as mudanças tecnológicas irão impactar na forma como as empresas se organizam. Uma das questões que ela traz é o surgimento do cargo de CEXO, Chief Experience Officer, ou gerente de experiências, responsável não só por administrar as relações da corporação com seus funcionários e clientes diretos, mas também com todas as camadas para além dos clientes, como a família do cliente, seus vizinhos e toda comunidade que pode ser impactada pelas decisões da empresa”, explica o consultor de tendências do NGPD, Jacques Barcia.

Consultor de tendências do NGPD, Jacques Barcia
Consultor de tendências do NGPD, Jacques Barcia

Outro destaque da programação que vem pela primeira vez a Pernambuco é o também americano Matthew Manos, designer, que apresentará a palestra “Criando empreendimentos sociais preemptivos”. Manos foi considerado um dos millenials que estão transformando o mundo pelo Huffington Post e vai apresentar as ideias de seu último livro, Towards a Preemptive Social Enterprise.

“A presença dos consulados na programação do RSS é resultado de uma política contínua de aproximação do Porto Digital com essas entidades. Recebê-los durante o festival é uma forma de reforçar nossas parcerias”, explica Clara.

INSCRIÇÕES E PREÇOS

Para participar de qualquer atividade do RSS, basta acessar o site do evento e se inscrever. Não há data para o fim das inscrições, que ficarão abertas até a realização do evento programado. “A ideia é ser um festival mesmo, que a pessoa possa circular de uma palestra para um workshop, ou mesa redonda, desde que não esteja lotado”, conta Calheiros.

Algumas atividades são gratuitas e outras são pagas, mas todas dão direito a certificado de conclusão. “Mesmo as atividades pagas estão com um valor bem abaixo do mercado. Queremos que o RSS seja, principalmente, acessível. Mantivemos também uma boa parte da programação que é realizada à noite, para quem trabalha ou estuda durante a manhã e tarde”, afirma Clara.

 


FECHAR
publicidade