publicidade
06/dez

Pernambuco tem quatro empresas aprovadas no Startup Brasil

06 / dez
Publicado por em INOVAÇÃO às 13:10

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Pernambuco foi o terceiro estado com mais startups aprovadas no Programa Startup Brasil, com quatro projeto. Lotebox, Neuroup, Salesim e Atestados.Med foram as quatro empresas que vão participar do programa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Ao todo, foram inscritos 637 projetos, sendo 534 nacionais e 103 internacionais. Desses, 55 foram selecionados, com 46 empresas brasileiras e nove estrangeiras. A lista foi publicada na última quarta-feira. Antes da aprovação, as startups tiveram que submeter seus projetos, que foram avaliados por uma equipe técnica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), para os projetos nacionais e pela Apex Brasil, para os internacionais. Em seguida, um comitê julgador formado por representantes do governo, da academia e do mercado analisou as startup a partir de quatro critérios: modelo de negócio, solução, equipe e mão-dupla. A partir da publicação no Diário Oficial da União, as empresas terão 60 dias para se associarem a uma das 12 aceleradoras qualificadas no Startup Brasil. Conheça melhor as empresas pernambucanas: Lotebox – Empresa do pernambucano Luiz Fernando Gomes e do alagoano Eduardo Roquette Carvalho, a Lotebox surgiu no Startup Weekend Recife, em 2013. A startup é uma plataforma web com o objetivo de fazer a gestão da informação e melhoria na performance de trabalho dos agentes de carga. Para o atual responsável pela gestão do produto, Luiz Fernando Gomes, a expectativa para o Programa Startup Brasil é estar numa aceleradora que impulsione ainda mais seu caráter internacional. “Hoje atuamos resolvendo problemas complexos com soluções simples. Acreditamos que um bom casamento com uma aceleradora experiente e bem relacionada potencializará nossos resultados”, afirma. Atestados.Med – Recém graduada na incubadora Cais do Porto, a Atestados.Med é uma plataforma web que permite que os funcionários do departamento de recursos humanos das empresas controlem e verifiquem a autenticidade dos atestados médicos. A startup foi criada pelo especialista em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Eric Milfont,e contou com a colaboração de profissionais de saúde. SaleSIM – A startup é voltada para o desenvolvimento de jogos eletrônicos aplicados ao treinamento de funcionários de diversos ramos produtivos. O projeto teve início em 2013 e foi criada por Macário Moraes. A incubada tem como meta estar entre as três empresas de referência em seu ramo no Brasil. Seu produto é desenvolvido, principalmente, para bancos, empresas de tecnologia e montadoras. Neuroup – A NeuroUP é uma plataforma desenvolvida pela Up Biomedical dos pernambucanos Ubirakitan Maciel Monteiro e Diogo Jardim. A Startup trabalha com a neuroimagem funcional, com aplicações que poderão auxiliar no tratamento de doenças como Parkinson, compulsão alimentar, epilepsia, AVC, dentre outros. Além disso, também é utilizada no Neuromarketing, para quantificar respostas a estímulos de produtos e marcas.


FECHAR
publicidade