Arquivo da tag: Paulo Câmara

caros comissionados

Esposa de Roldão Joaquim acusa Paulo Câmara e Geraldo Julio de “perseguição política”

Publicado em 04/03/2015 às 17:07 por em Notícias
A vereadora Isabella de Roldão publicou desabafo da mãe em sua página no Facebook. Foto: reprodução/facebook.

A vereadora Isabella de Roldão publicou desabafo da mãe em sua página no Facebook. Foto: reprodução/facebook.

A vereadora do Recife, Isabella de Roldão (PDT), publicou nesta quarrta-feira (04) em uma rede social uma carta aberta de sua mãe, dona Dalva, esposa do presidente da Agência Pernambucana de Regulação (ARPE) e ex-conselheiro do TCE, Roldão Joaquim.

Na carta, dona Dalva fez graves críticas pessoais ao governador Paulo Câmara (PSB) e ao prefeito Geraldo Júlio (PSB). Segundo a mesma, os dois praticaram atos de “perseguição” política, exonerando indicados por Isabella e Roldão, na Prefeitura e na ARPE, respectivamente.

A gota d’água para dona Dalva foi o governador exonerar os comissionados da ARPE, em suposta retaliação, segundo a carta, por Roldão ter apoiado Armando Monteiro (PTB) para governador, em detrimento da candidatura ao final vitoriosa de Paulo Câmara.

Alega dona Dalva que os servidores da ARPE ficaram sem salários, apesar de terem trabalhado. “Os comissionados da ARPE, foram demitidos em janeiro, mas como quem manda os nomes para serem nomeados pelo Governador é o Presidente, se esperava que o Governador os mantivessem até 30 de março, já que Roldão encerra seu mandato no dia 2 de abril, no entanto ele escolheu o caminho da nova política e os comissionados trabalharam o mês de fevereiro e não receberam seus salários, são pais e mães de família mais uma vez prejudicados por quem tem o poder nas mãos”, disse dona Dalva.

A matriarca fez duras críticas a Paulo Câmara e Geraldo Júlio. “Roldão é tratado com desdém por quem ainda engatinha na vida política e recebeu um mandato sem nunca ter feito nada por quem necessita, não sabe o que é chegar o fim do mês e não ter o dinheiro para cumprir seus compromissos”, acusou. “Fechamos com o partido que apoiou Dilma, começaram então a partir daí as perseguições do Prefeito”, recordou sobre a exoneração de indicados da sua filha, que é vereadora do Recife.

Veja o post da vereadora:

Tags: Geraldo Julio, Paulo Câmara, perseguição política, Roldão Joaquim,
cobrança

Deputado propõe a Paulo Câmara que gaste dinheiro da publicidade em rodovias

Publicado em 04/03/2015 às 8:30 por em Notícias
Foto: reprodução do Facebook

Foto: reprodução do Facebook

Integrante da bancada de oposição, o deputado estadual Júlio Cavalcanti (PTB) propôs ao governador Paulo Câmara (PSB) que use o dinheiro da publicidade do Governo de Pernambuco para requalificar rodovias estaduais.

“Conserte as estradas, governador. Facilite a locomoção daqueles que precisam. Assim, no lugar do povo ver o governo na TV, no jornal, no outdoor, o povo vai andar por cima da sua obra. E essa é a melhor propaganda, a do trabalho realizado”, afirmou.

O deputado disse que várias rodovias estaduais estão em péssimas condições. Citou como exemplo a PE-292, a PE-265, a PE-340 e a PE-310, no Sertão, e a PE-217, no Agreste.

O petebista também lembrou que, durante a campanha do ano passado, Paulo Câmara prometeu realizar diversas obras nas rodovias estaduais e que elas ainda não saíram do papel.

Tags: Alepe, Governo de Pernambuco, júlio cavalcanti, Paulo Câmara, psb, PTB,
ouvidos atentos

De Geraldo Julio a Renata Campos: saiba quem são os conselheiros políticos de Paulo Câmara

Publicado em 01/03/2015 às 12:26 por em Charge, Notícias
paulo-camara-renata-campos

Renata Campos é um das conselheiras do governador Paulo Câmara. Foto: Divulgação.

Por Paulo Veras, repórter do Blog de Jamildo

Lançado como protagonista da cena política pernambucana há um ano, o governador Paulo Câmara (PSB) montou o seu próprio grupo de conselheiros políticos, que inclui nomes como o do prefeito do Recife, Geraldo Julio, e da ex-primeira-dama Renata Campos, viúva do padrinho político Eduardo Campos.

O Blog de Jamildo ouviu fontes do PSB e do Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco, para traçar a lista dos principais interlocutores do novo governador e o núcleo duro da administração estadual.

Fruto da mesma geração de técnicos do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) levados para o governo por Eduardo Campos, o prefeito Geraldo Julio é apontado como um dos principais interlocutores de Paulo Câmara.

Vindos da mesma escola política, Geraldo Julio também aconselha o governador. Foto: Divulgação/PSB.

Vindos da mesma escola política, Geraldo Julio também aconselha o governador. Foto: Divulgação/PSB.

“Eles têm um grau de aproximação muito grande. Os dois estão sempre sintonizados”, confidenciou um deputado socialista. “Eles são amigos de longa data e quando precisam, costumam trocar opinião sobre decisões políticas”, conta uma fonte do governo.

No dia a dia, a trinca que trabalha com a articulação política é formada pelo secretário da Casa Civil, Antônio Figueira, pelo presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes, e pelo líder do Governo na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Waldemar Borges; que ajuda a fazer a ponte com os deputados estaduais.

Paulo Câmara também costuma manter um contato frequente por telefone com o senador Fernando Bezerra Coelho. “Quando o assunto envolve política nacional, ele costuma ouvir Fernando”, diz um auxiliar.

Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho durante campanha política. Foto: divulgação.

Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho durante campanha política. Foto: divulgação.

Natural de Petrolina, no Sertão pernambucano, Fernando Bezerra Coelho também foi consultado pelo governador sobre as ações para combater os reflexos da crise hídrica no interior do Estado. Todos os interlocutores dizem que Paulo procura ouvir pessoas que entendam do tema sobre o qual ele está debruçado.

De vez em quando, Câmara também costuma conversar com Renata Campos, com quem ele tem uma relação antiga de amizade, que começou em 1992, quando ele participou da campanha de Eduardo Campos à Prefeitura do Recife. O casal acabou sendo padrinho do casamento de Paulo com a primeira-dama Ana Luiza Câmara.

Durante a campanha, o vice-governador Raul Henry (PMDB) também se aproximou muito de Paulo. Ele é apontado por políticos como a figura de fora do PSB que tem mais trânsito junto de Câmara. O governador também costuma conferir uma deferência especial ao ex-governador Jarbas Vasconcelos (PMDB).

GESTÃO E UCHOA – No âmbito do governo, sete nomes são listados como o núcleo administrativo de Paulo Câmara. É o caso dos secretários de Administração, Milton Coelho, e de Desenvolvimento, Thiago Norões, do chefe da assessoria especial, José Neto, do chefe de Gabinete, Ruy Bezerra, e do responsável pelos projetos estratégicos, Renato Thiébaut.

Também compõem o grupo que despacha com frequência com o governador os secretários de Planejamento, Danilo Cabral, e da Fazenda, Márcio Stefanni. Eles são vistos como os coordenadores do governo, ao lado de Figueira.

Um nome que ficou de fora de todas as listas, porém, foi o do presidente da Alepe, Guilherme Uchoa (PDT), que se reelegeu para o quinto mandato sem o apoio do Palácio. “Ele não cumpre, junto a Paulo, o papel que ele cumpria com Eduardo”, admite um deputado.

“Ele tem uma presenta muito menor junto a Paulo do que tinha na época de Eduardo”, confirma uma fonte do PSB. Uchoa e o governador mantém uma boa relação institucional, garantem, porém, todos os interlocutores.

De acordo com um palaciano, Uchoa tinha uma sintonia maior com Eduardo porque os dois tinham muitas coisas em comum. Além disso, na época de Campos, a articulação com a Assembleia era feita por Ettore Labanca, amigo de Guilherme, enquanto que agora o responsável por manter esse diálogo é André Campos.

Pelos menos dois deputados também disseram que o governador já disse, mais de uma vez, à bancada, que quando os deputados tiverem um assunto mais importante, dispensem os interlocutores, e falem com ele diretamente.

Tags: conselheiros, Geraldo Julio, Governo, Paulo Câmara, Pernambuco, Renata Campos,
compromisso de campanha

Pressionado por evangélicos, Paulo Câmara diz que mantém secretaria das minorias

Publicado em 25/02/2015 às 14:34 por em Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

Pressionado pela bancada evangélica na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o governador Paulo Câmara (PSB) afirmou, nesta quarta-feira (25), que vai manter a decisão de criar uma secretaria executiva voltada para minorias como indígenas, quilombolas, e a comunidade LGBT.

“Isso é um compromisso que está no meu programa de governo, ter uma estrutura para olhar os segmentos. A gente tem que atuar em Pernambuco por inteiro e dentro desses segmentos”, explicou o governador, ao ser questionado pelo Blog de Jamildo.

“Nós temos compromisso com a população indígena, com os negros, com a comunidade LGBT”, garante Paulo Câmara.

Segundo os deputados evangélicos, a criação da secretaria, que ficaria subordinada ao secretário de Direitos Humanos, Isaltino Nascimento (PSB), é desnecessária, porque esses grupos já são atendidos pelo Estado.

“Essa secretaria, na verdade, dá uma coordenação ao que já existe hoje de atuações que são feitas de maneira separada”, disse Paulo Câmara.

O governador afirmou que espera que a integração do trabalho torne as ações voltadas para esses segmentos mais eficazes e produtivas.

Tags: Alepe, Cleiton Collins, Governo de Pernambuco, Paulo Câmara, psb,
opinião

Paulo Câmara ainda não anunciou obras novas

Publicado em 24/02/2015 às 8:55 por em Notícias
Paulo Câmara em entrevista após diplomação. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem.

Paulo Câmara em entrevista após diplomação. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem.

Por Fernando Castilho
Na coluna JC Negócios, do Jornal do Commercio desta terça-feira (24).

Entre começar e concluir

Depois de quase dois meses com um governo meia boca só administrando tranqueira, tem gente falando que o governador Paulo Câmara precisa sair da pequena área, cruzar o meio de campo e chutar o gol ad intermediária para diminuir a impressão de que está jogando para o empate. Dito de outra forma: já tem secretário defendendo que o Estado comece a distribuir editais de construção das obras que fazem parte do programa de governo anunciados na campanha, de forma à sair da defensiva.

Edital não quer dizer ordem de serviço e ordem de serviço não garante empenho. Mas anima a equipe, gera expectativa de contratação e faz empreiteiro organizar a equipe pensando na disputa. O problema é que tem obra parada demais para entregar sem perspectiva de verba da União. No caso de Pernambuco, podemos listar 12 escolas técnicas estaduais, oito UPAs, três presídios (menos Itaquitinga) e mais quatro terminais de ônibus da Região Metropolitana do Recife, com mais de 95% prontos.

Registre-se que, até agora, o governador trabalha com a ideia de terminar o que está quase pronto. O problema é que Brasília não mandou nada, apesar das promessas e das viagens. Está cada vez mais claro que ministro no segundo governo Dilma tem força para liberar convênio parado. Daí a ideia de começar por editar na rua para criar fato n ovo ou melhor: criar a imagem de Paulo Câmara. É aí que mora o perigo.

Governo Paulo não sai do RO

Na linguagem popular, RO quer dizer resto de ontem. É aquele prato que o sujeito prepara com o que sobrou na geladeira, joga dois ovos e faz um mexidinho, servindo bem quente. Pois bem: até agora Paulo Câmara está vivendo de RO.

Inaugura uma escola aqui, um trecho de estrada ali, vai a tudo quanto é solenidade de homenagem, já que não pode fazer muita coisa de prática no Diário Oficial. Ou seja: não ordena nem remaneja despesa.

E é isso que incomoda os secretários, que sonhavam com alguma sonelidade de obra nova na sua pasta, como fez Eduardo Campos nos primeiros dois meses.

Tags: Governo de Pernambuco, Paulo Câmara, psb,
desistiu

Paulo Câmara cancela visita à escola em Boa Viagem

Publicado em 24/02/2015 às 8:26 por em Notícias
Foto: Roberto Pereira/SEI.

Foto: Roberto Pereira/SEI.

O governador Paulo Câmara cancelou, no comecinho da manhã desta terça-feira (24), uma visita que faria à Escola Técnica Estadual Cícero Dias, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

A escola atende mais de 700 jovens com um trabalho na área de tecnlogia, em parceria com o Instituto Oi Futuro.

A unidade já foi eleita como uma das instituições de ensino mais inovadoras do mundo pelo prêmio Educadores Inovadores, da Microsoft.

A ETE atingiu nota 5,58 no Índice de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco (Idepe) de 2013.

O Palácio do Campo das Princesas não informou o motivo do cancelamento, mas disse que a visita será reagendada.

Tags: Governo de Pernambuco, Paulo Câmara, psb,
desde janeiro

Teresa Leitão cobra reajuste de 13% no piso dos professores em Pernambuco

Publicado em 24/02/2015 às 8:04 por em Notícias
Foto: divulgação

Foto: divulgação

Presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a deputada estadual Teresa Leitão (PT) cobra do governador Paulo Câmara (PSB) o reajuste de 13% no valor do piso salarial dos professores em Pernambuco.

O reajuste foi anunciado pela presidente Dilma Rousseff (PT) em janeiro, mas ainda não chegou aos salários dos professores pernambucanos.

Para Teresa Leitão, Paulo Câmara está deixando de cumprir a promessa de campanha de dobrar o valor do piso da categoria.

Além disso, a deputada do PT argumenta que o governador está acumulando dívida, já que terá que pagar o valor com retroativo ao início do ano.

Em aparte, o líder da oposição, Silvio Costa Filho (PTB), pediu aos deputados da base aliada que articulem essa negociação com o Palácio, em função da situação precária da educação em Pernambuco.

Em resposta, o líder do governo, Waldemar Borges (PSB), disse que a mesa de negociação do Governo do Estado se reuniu na semana passada para dar início aos debates sobre o reajuste.

Tags: Governo de Pernambuco, Paulo Câmara, psb, PT, Teresa Leitão,
promessa é dívida

Passado o Carnaval, Dilma e Paulo têm desafio de avançar nas promessas de campanha

Publicado em 23/02/2015 às 9:06 por em Notícias, Propostas
A presidente Dilma Rousseff (PT) e o governador Paulo Câmara (PSB) têm o desafio de avançar nas promessas de campanha. Fotos: divulgação

A presidente Dilma Rousseff (PT) e o governador Paulo Câmara (PSB) têm o desafio de avançar nas promessas de campanha. Fotos: divulgação

Se o ano só começa depois do Carnaval, a presidente Dilma Rousseff (PT) e o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), têm que começar a se dedicar, a partir de agora, para começar a avançar nas principais propostas feitas durante a campanha eleitoral de 2014. Levantamento feito pelo Blog de Jamildo mostra que as duas gestões avançaram pouco, neste início de ano, em relação aos principais compromissos que foram feitos à população na última eleição.

No caso de Dilma, promessas como a criação do programa Mais Especialidades (espécie de Mais Médicos para saúde especializada); expandir o parque gerador de energia; concluir a Transposição; e realizar um plebiscito sobre a reforma política estão demorando a se concretizar.

Nas promessas da área de economia, como reduzir a inflação e retomar o crescimento, Dilma sofreu revezes no início do ano. A divulgação da inflação de 2014 mostrou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medidor oficial da carestia, fechou o ano em 7,14%; acima do teto da meta fixada pelo Banco Central (BC); que é de 6,5%. Em janeiro, a inflação de 1,24% foi a maior desde 2003.

Clique na imagem e confira as principais propostas de Dilma Rousseff e Paulo Câmara e acompanhe o cumprimento das promessas de campanha:

Arte: NE10

Arte: NE10

Já a prévia de crescimento da economia de 2014 divulgada pelo BC no dia 12 de janeiro mostra uma retração de 0,15% no PIB (Produto Interno Bruto); que seria a primeira recessão do País em cinco anos. O último boletim Focus, lançado pelo Banco Central no dia 18, mostra que a expectativa do mercado é que a economia retroceda 0,42% em 2015.

Na pauta política, Dilma também tido problemas. A presidente, que tem perdido sucessivas votações no Congresso, viu a sua proposta de um plebiscito para a reforma política perder força, enquanto o PMDB conduz uma comissão independente para debater o tema. A promessa de criminalizar a homofobia também desandou. Um projeto nesse sentido que tramitava há 15 anos foi arquivado em definitivo pelo Senado.

PAULO CÂMARA – No plano estadual, o governador Paulo Câmara também vai ter que se esforçar para cumprir promessas como construir três novos hospitais; implantar seis UPAs; implantar novos corredores de BRT e VLT; implantar 20 Compaz; e dobrar a remuneração dos professores da rede estadual.

O primeiro revés nas promessas do governador ocorreu no dia 9 de janeiro, quando o Grande Recife Consórcio de Transportes decidiu elevar o preço da passagem do Anel A, o principal da Região Metropolitana, de R$ 2,15 para R$ 2,45. Na campanha, Paulo Câmara prometia implantar o bilhete único com tarifa única, com todas as passagens custando R$ 2,15.

A proposta de fortalecer o Pacto Pela Vida também deu dor de cabeça ao novo ocupante do Palácio do Campo das Princesas. Pela primeira vez em oito anos, os homicídios aumentaram 9,5% em Pernambuco ao longo de 2014. O índice de violência continuou crescendo em janeiro e aumentou durante o Carnaval.

Das principais promessas, a que mais recebeu atenção do Governo do Estado foi a de ampliar as vagas no sistema prisional. No final de janeiro, Paulo Câmara decretou intervenção na parceria público-privada (PPP) do Presídio do Itaquitinga para que o governo garanta a conclusão das obras paradas desde 2012.

O gesto ocorreu, porém, depois de uma rebelião de três dias no Complexo Prisional do Curado, no Recife, o maior do Estado, que culminou na morte de um sargento da Polícia Militar e de dois detentos.

Alguns avanços podem vir nos próximos meses. A implantação do passe livre para os estudantes da rede pública estadual está sendo prometida para o segundo semestre. O governo também já teve reuniões com o Ministério dos Transportes para tentar conseguir recursos para requalificar a BR-232, mas não houve definição.

O Blog de Jamildo e o NE10 criaram uma página especial, atualizada mensalmente, para acompanhar o cumprimento das principais propostas da presidente e do governador. Confira clicando aqui.

Tags: Dilma Rousseff, Governo de Pernambuco, Governo Federal, Paulo Câmara, psb, PT,
"volume morto"

Paulo Câmara revela preocupação com o abastecimento de água na Grande Recife

Publicado em 22/02/2015 às 19:37 por em Notícias
Foto: Roberto Pereira/SEI

Foto: Roberto Pereira/SEI

Dois dias depois que a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) divulgar que já trabalha com a possibilidade de usar o volume morto do Reservatório de Botafogo, que abastece cidades do norte da Região Metropolitana do Recife (RMR), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), revelou neste domingo (22), em entrevista ao Blog de Jamildo, que o Estado tem uma preocupação com o abastecimento de água na Grande Recife.

“Tem. A gente tem sempre essa preocupação. Estamos passando o período de estiagem. Mas eu vou ter uma reunião terça-feira com Roberto Tavares [presidente da Compesa] para a gente definir algumas questões relativas ao abastecimento e às ações que a gente vai ter de convivência com a estiagem e com o semi-árido”, afirmou o governador.

LEIA TAMBÉM:
>> Compesa admite usar volume morto da barragem de Botafogo, que abastece a área norte da RMR

De acordo com a Compesa, o uso do volume morto do reservatório pode ser feito caso não chova nos próximos 30 dias na região ou o nível da água atinga apenas 14% do volume total. Atualmente, Botafogo está com 16% da capacidade.

Localizado em Igarassu, o reservatório de Botafogo atende também às cidades de Olinda, Abreu e Lima e Paulista. No caso da RMR, o período chuvoso começa em maio.

Paulo Câmara lembrou que na última quinta-feira a Compesa levou para o Ministério da Integração Nacional uma proposta para acelerar algumas obras de abastecimento no Agreste e no Sertão do Estado.

Reservatório de Botafogo com 16% da capacidade. Foto: divulgação/Compesa

Reservatório de Botafogo com 16% da capacidade. Foto: divulgação/Compesa

O governador disse ainda que espera que as investigações decorrentes da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que busca revelar uma quadrilha de desvio de dinheiro público da Petrobras, não atrapalhe outras obras federais, como a Transposição do Rio São Francisco.

Uma das empresas investigadas no esquema, a empreiteira Mendes Júnior já demitiu 2,5 mil pessoas em um dos lotes das obras da Transposição em Pernambuco, como mostrou a coluna Pinga-fogo do Jornal do Commercio deste domingo.

“A Transposição é fundamental para a gente ter uma resolução mais rápida dessa questão hídrica no nosso Estado. Então eu espero que não tenha nenhum outro atropelo fora os que já estão tendo. A obra está indo num ritmo que a gente desejaria que fosse mais rápido”, disse.

Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

COBRANÇA NO FINAL DE MISSA – As declarações de Paulo Câmara foram dadas após a missa de posse do novo bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Antônio Tourinho Neto, que vem da cidade de Jequié, na Bahia.

Paulo Câmara fez um pronunciamento de acolhida ao novo bispo em que defendeu a necessidade de seguir o exemplo do papa Francisco e “governar com os pés no chão”.

Na saída da igreja, o governador foi cobrado por um jovem aluno da rede pública do Estado sobre a promessa de campanha de não aumentar as passagens de ônibus na Região Metropolitana. No dia 9 de janeiro, o Anel A passou de R$ 2,25 para R$ 2,45.

“A gente está implantando o passe livre a partir do segundo semestre para todos os estudantes da rede estadual de ensino”, respondeu o socialista.

Tags: Governo de Pernambuco, Paulo Câmara, psb,
desconversou?

Questionado sobre FBC no comando do PSB, Paulo Câmara diz que é preciso apoiar Carlos Siqueira

Publicado em 22/02/2015 às 19:36 por em Notícias
Foto: Roberto Pereira/PSB

Foto: Roberto Pereira/PSB

Questionado neste domingo (22) sobre a possibilidade de o senador Fernando Bezerra Coelho assumir a presidência nacional do PSB, o governador Paulo Câmara defendeu que este é o momento de apoiar o atual presidente Carlos Siqueira, que assumiu após a morte do ex-governador Eduardo Campos.

“O mandato de Carlos Siqueira vai até 2017. Eu acho que na política se conversar com tanta antecedência, normalmente não acontece o que se espera”, alertou o governador.

“O partido precisa estar mais unido e precisa, dentro das suas convicções, se preparar para 2016 e 2018. É isso o que Carlos Siqueira vai fazer e que a gente vai apoiar”, disse Paulo Câmara.

LEIA TAMBÉM:
>> Senador Fernando Bezerra Coelho deve assumir presidência nacional do PSB, no lugar de Carlos Siqueira
>> Em nota, Fernando Bezerra Coelho diz que jamais cogitou presidência do PSB e vice de Lula

Como revelou o Blog de Jamildo nesse sábado (21), já há quem fale na possibilidade de ver FBC no comando nacional da legenda. O senador nega qualquer movimentação nesse sentido.

O governador disse que o senador nunca conversou com ele sobre o assunto. “Fernando hoje é vice-presidente, membro da Executiva, tem total liberdade de conversar com todos os dirigentes sobre essas questões. Mas comigo, não falou não.”

Paulo Câmara também evitou polemizar sobre uma possível reaproximação de FBC com o PT. “Ele está fazendo o trabalho dele como senador de conversar com as pessoas. É um trabalho salutar. E Fernando tem tido esse papel. E está sempre conversando comigo também”, respondeu apenas.

Tags: fbc, Paulo Câmara, psb,