Arquivo da tag: Paulo Câmara

Campanha de Paulo Câmara

Geraldo Júlio diz que acusações de propina do PSB são um “teatrinho” de Armando Monteiro

Publicado em 28/07/2014 às 11:34 por em Eleições, Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

Em entrevista à Rádio JC News na manhã desta segunda-feira (28), o prefeito do Recife Geraldo Júlio (PSB) afirmou que as acusações sobre ofertas de propina do PSB, feitas pelo deputado federal José Augusto Maia (PROS), são “um teatrinho” liderado por Armando Monteiro (PTB), candidato ao governo pela coligação Pernambuco Vai Mais Longe e principal adversário de Paulo Câmara (PSB).

Instado sobre o posicionamento do PSB com relação ao Jornal Folha de São Paulo, que no último dia 23 publicou em matéria de capa as acusações feitas por Maia, Geraldo afirmou que o partido tem direito de resposta sobre a matéria que a Folha veiculou sem que houvesse provas das afirmações feitas pelo deputado. O PSB entrou com uma ação no TRE, que concedeu o direito à sigla, mas o jornal se recusa a publicá-lo, e afirma que o PSB assume uma postura de ‘censores’.

Leia também: Compaz do Bongi terá nome de Ariano Suassuna e pode ser entregue com 8 meses de atraso

“Tudo isto é um teatrinho liderado pelo candidato Armando Monteiro, que é cercado por pessoas do tipo de Augusto Maia”, afirmou o socialista que completou criticando a campanha do petebista: “Gente que quer fazer uma campanha muito suja. Nós do PSB é que queremos fazer uma campanha limpa”. Vale ressaltar que, após as denúncias de Maia, Armando acionou o Ministério Público de Pernambuco (MPE) contra o grupo de Paulo Câmara.

Dentre outras coisas, Maia alegou ter recebido proposta do presidente nacional do PROS, Eurípedes Jr. e do deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) para apoiar o candidato da Frente Popular ao governo de Pernambuco, Paulo Câmara. O nome do prefeito também foi citado por Maia como uma das pessoas que coordena a campanha de Câmara. O deputado disse ainda que valor ofertado estaria em torno de R$ 6 milhões, mas que não tem como provar suas acusações.

Leia também:

José Augusto Maia é destituído da presidência do PROS. Partido apóia Paulo Câmara

José Augusto Maia nega apoio do PROS a Paulo Câmara

Tags: Armando Monteiro, Eduardo da Fonte, Geraldo Julio, José Augusto Maia, Paulo Câmara, pp, PROS, psb, PTB,
aliado de Lyra

Candidato, Paulo Câmara anuncia benefício do Estado para panificadores

Publicado em 28/07/2014 às 7:50 por em Eleições, Notícias
Paulo Câmara recebe apoio do prefeito de Panelas. Foto: Edmar Melo/JC Imagem

Foto: Edmar Melo/JC Imagem

Por Carolina Albuquerque
Do Jornal do Commercio desta segunda-feira (28).

O candidato ao Governo do Estado Paulo Câmara (PSB) trouxe uma “boa notícia” aos empresários da Panificação de Pernambuco, reunidos ontem na casa de campo da associação, em Igarassu. A uma plateia simpática à sua candidatura, anunciou o decreto assinado três dias antes pelo governador e aliado João Lyra (PSB) atualizando o sistema tributário para o setor, um pleito antigo da categoria. Na ocasião, também se comprometeu a fazer a primeira escola técnica de panificação, se eleito.

Antes mesmo de Paulo chegar ao recinto, a expectativa era grande quanto ao “presente” que o candidato traria. “Eles disseram que estão trazendo um presente para os panificadores. Vamos aguardar”, revelou o presidente da Associação de Panificadores, José Cosme da Silva.

Embora o candidato adversário Armando Monteiro (PTB) tenha sido convidado para prestigiar a festa – mas não pode ir e sequer enviou algum representante -, o clima era de completa sintonia com a Frente Popular. Com bandeiras amarelas, militância do PSB e vários candidatos proporcionais da Frente Popular circulando pelo ambiente.

Apresentado como o “nosso candidato”, Paulo disse que, cobrado pelos empresários do setor a tirar do papel o novo sistema de tributação, negociado entre ele e a categoria na época em que era secretário da Fazenda, procurou saber com “amigos” o que estava acontecendo. “Tava demorando pra sair, realmente. Tanto Cosme como Paulo (Pereira, do Sindipão) ligando para mim. Não sou mais secretário, mas a gente tem uns amigos lá que vão tentar ver porque tá demorando tanto. E hoje trago uma boa notícia para vocês”, disse, sendo muito aplaudido. “Já sabia, mas não podia dizer. Gostamos muito do presente”, reagiu Cosme à “boa nova”.

O apoio do setor ao PSB vem da primeira gestão do ex-governador Eduardo Campos (PSB), que, em 2007, incluiu o pão na merenda escolar. Para garantir a exclusividade do fornecimento às panificadoras associadas à cooperativa, dispensou a licitação, adotando tomada de preço.

Leia mais no JC desta segunda.

Tags: Eleições, Eleições 2014, Governo de Pernambuco, Governo do Estado, João Lyra, Paulo Câmara, psb,
Eleições 2014

Em Angelim, no Agreste, prefeito do PSD declara apoio a Armando

Publicado em 26/07/2014 às 15:03 por em Eleições, Notícias
Foto: Léo Caldas

Foto: Léo Caldas

Marco Calado (PSD), prefeito do município de Angelin, no agreste do estado, declarou apoio à candidatura de Armando Monteiro (PTB) ao governo de Pernambuco. A postura de Calado vai de encontro com com a decisão do PSD, um dos partidos que integra a Frente Popular por Pernambuco, que tem Paulo Câmara (PSB) como candidato a governador.

Junto com seu vice, Josemir Miranda (PSD), Marco Calado faz parte do grupo do ex-prefeito de Canhotinho, Álvaro Porto (PTB), que articulou o apoio dos dois ao petebista. Os vereadores da base do prefeito também estão junto com a coligação Pernambuco vai Mai Longe, em apoio a Armando.

“Armando tem experiência, competência, é respeitado em todo o Brasil por sua trajetória e conhece os desafios de Pernambuco”, afirmou o prefeito.

Tags: Agreste, Armando Monteiro, Paulo Câmara, psb, psd, PTB,
metralhando de críticas

Paulo Câmara diz que Armando está aliado com pessoas que deveriam ser excluídas da política

Publicado em 25/07/2014 às 17:50 por em Eleições, Notícias

“O deputado José Augusto Maia pratica o jogo sujo da política”. A afirmação foi dada pelo candidato da Frente Popular ao governo do Estado, Paulo Câmara, em entrevista à Rádio Liberdade nesta sexta-feira (25). No pronunciamento, o socialista lembrou que o parlamentar é  ficha-suja e acumula dezenas de processos na Justiça.

“Sou uma pessoa com 22 anos de contribuição nas instituições públicas e que possui a ficha e a vida limpas. Ao contrário dele, que não vai poder disputar a eleição porque é um ficha suja. Tem mais de 50 processos na Justiça e no TCE (Tribunal de Contas do Estado). Isso mostra bem que tipo de pessoas acompanham o nosso adversário, já que o José Augusto Maia é seu braço direito”, lembrou Paulo Câmara.

>> Equipe de Armando entra com representação no Ministério Público Eleitoral para investigar suposta oferta de propina

>> Leia a íntegra do discurso de José Augusto Maia com denúncia sobre suposta “vantagem financeira”

>> Deputado havia denunciado suposto esquema de propina há uma semana na Câmara

>> Armando vai acionar MPE para investigar proposta de propina feita por grupo de Paulo Câmara

Durante a entrevista, o candidato também atacou o adversário Armando Monteiro Neto afirmando que o ex-senador está unido com pessoas que deveriam ser excluídas da política. Paulo voltou a criticar a falta de experiência de Armando na gestão pública.

“É com esse tipo de pessoas que ele pretende governar Pernambuco? Com pessoas que são processadas por práticas nefastas e que comprometem a administração pública?”, questionou.

Na sequência, o socialista alfinetou a atuação de Armando Neto no Congresso Nacional. Segundo o candidato, Armando governa para apenas um setor. “Ele não possui votos ou projetos no Senado ou da época que era deputado federal que beneficiem o trabalhador”, disse Paulo Câmara.

Para a Folha de S. Paulo,  José Augusto Maia contou que resolveu revelar o caso depois de ter a candidatura à reeleição rejeitada pelo partido. O deputado, que pertencia ao PTB, só se filiou ao PROS com a garantia de que o partido iria apoiar a candidatura de Armando. Na manhã do dia 12, enquanto o PSB já havia convocado uma coletiva para marcar o apoio da legenda, Maia disse desconhecer a aliança.

Tags: Armando Monteiro Neto, José Augusto Maia, Paulo Câmara, psb, PTB,
carga na campanha

Festival de Inverno de Garanhuns vira vitrine de campanha neste fim de semana

Publicado em 25/07/2014 às 16:36 por em Eleições, Notícias
Festival de Inverno 2014. Foto:  Costa Neto/Secult-PE

Festival de Inverno 2014. Foto: Costa Neto/Secult-PE

Três candidatos ao governo de Pernambuco marcarão presença na 24ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) neste fim de semana. Armando Monteiro Neto (PTB), Paulo Câmara (PSB) e Zé Gomes (PSOL) irão levar as ideias da campanha para a cidade do Agreste. Este é o segundo e último fim de semana do festival, que teve início na quinta-feira (17). Este ano, o festival perdeu um dia na programação total.

Na passagem pela cidade, o candidato Armando Monteiro Neto irá acompanhado do vice Paulo Rubem (PDT) e do petista João Paulo, que disputa vaga no Senado. O prefeito da cidade, Izaías Régis (PTB) é aliado do ex-senador, por isso o petebista ficará no município até o sábado (26), quando fará uma visita ao comércio local, ao lado do prefeito e lideranças da região.

>> TV Jornal e NE10 Interior transmitem ao vivo shows do Festival de Inverno

No domingo, às 9h, Armando viaja para Serrita, no Sertão, para participar da Missa do Vaqueiro. À tarde, às 15h30, o candidato a governador visita a Exposição Especializada em Caprinos e Ovinos (Expocose) e a Feira da Indústria, Comércio e Serviços de Sertânia (Exposertânia), no Parque de Exposição Professor Renato Moraes.

Os candidatos da Frente Popular também cumprirão agenda no FIG e na Missa do Vaqueiro. Depois de paralisar as atividades de campanha por 24 horas, em respeito ao falecimento do escritor, dramaturgo e presidente de Honra do PSB, Ariano Suassuna, o candidato da Frente Popular ao Governo, Paulo Câmara (PSB), retomou a agenda nesta sexta-feira (25).

Hoje à noite, o postulante vai conferir a movimentação do Festival de Inverno. No sábado (26), Paulo inicia o dia em Petrolina, com uma caminhada, às 8h, e depois segue para a inauguração do comitê regional de Petrolina, às 11h.

À tarde, o candidato também vai à Exposição Especializada em Caprinos e Ovinos de Sertânia (Expocose), às 14h. Depois do município sertanejo, o Agreste é novamente o destino, com eventos em Vitória de Santo Antão, às 18h, e em Santa Cruz do Capibaribe, às 20h30. No domingo, às 8h, o socialista visita a Missa do Vaqueiro, em Serrita.

Zé Gomes e Albanise Pires, candidatos do PSOL fizeram nesta sexta-feira a primeira atividade de campanha fora do Grande Recife. No início da tarde desta sexta, a dupla realizou uma caminhada pelo centro de Garanhuns. No evento, o candidato teceu críticas às ações do governo para combater as mazelas deixadas pela seca na região.

“Quase 60% do rebanho leiteiro foi dizimado. Até agora as ações do governo foram insuficientes para a recomposição deste importante setor da economia regional”, afirma Gomes.

Tags: Armando Monteiro Neto, Festival de Inverno de Garanhuns, Paulo Câmara, psb, psol, PT, PTB, Zé Gomes,
"cara de pau"

Presidente do PDT do Recife sai em defesa de Queiroz e critica Paulo Rubem

Publicado em 25/07/2014 às 10:39 por em Eleições, Notícias
Foto: Edmar Melo/JC Imagem

Paulo Rubem com Armando Monteiro. Foto: Edmar Melo/JC Imagem

Dois dias depois que o deputado federal Paulo Rubem Santiago (PDT), vice do senador Armando Monteiro Neto (PTB) na disputa pelo Governo do Estado, questionou a competência do prefeito de Caruaru, Zé Queiroz, no período em que comandou o PDT, o presidente do partido no Recife, Wellington Batista, saiu em defesa de Queiroz e criticou a “desastrosa gestão” de Paulo Rubem à frente do PDT de Jaboatão dos Guararapes, cidade do Grande Recife.

“É muita cara de pau de Paulo Rubem. O cara fez uma gestão desastrosa no DPT de Jaboatão e vem questionar a competência de Queiroz”, afirmou ao Blog de Jamildo nesta sexta-feira (25). “Nossa resposta se dará no dia 5 de outubro”, garantiu Wellington, repetindo a fala do caruaruense.

Leia também: Zé Queiroz promete dar resposta ao PDT com eleição de Paulo Câmara

Paulo Rubem diz que faltou competência para Zé Queiroz presidir PDT

No dia 19, durante o primeiro ato da campanha de Paulo Câmara (PSB) em Caruaru, o prefeito disse que daria uma resposta ao partido com a eleição do socialista. Queiroz comandava o PDT até junho, quando o presidente nacional, Carlos Lupi, assumiu o PDT pernambucano para garantir o apoio da legenda à candidatura de Armando. Em troca, Rubem ficou como vice na chapa petebista.

Questionado sobre a declaração de Queiroz na quarta (23), Paulo Rubem respondeu: “Dada a sua incompetência, dada a sua inaptidão em conduzir o partido de uma forma grandiosa, o mandato foi extinto. Não houve recondução”, disse. O deputado também prometeu vencer a eleição em Caruaru.

Zé Queiroz com Paulo Câmara e João Lyra Neto. Foto: Aluísio Moreira/PSB

Zé Queiroz com Paulo Câmara e João Lyra Neto. Foto: Aluísio Moreira/PSB

Na conversa com o Blog, Wellington lembrou a pouca votação de Paulo Rubem quando foi candidato a prefeito de Jaboatão, em 2008. O deputado teve apenas 5% dos votos e ficou em quarto lugar. Naquele ano, o vereador mais votado do partido foi o cantor Reginaldo Rossi, falecido em dezembro do ano passado, que só teve cerca de 700 votos e não conseguiu se eleger.

Em comparação, Wellington, que até maio ocupava também o posto de secretário-geral do PDT de Pernambuco, afirmou que em 2012 o Diretório teve o segundo melhor resultado eleitoral entre os estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste; perdendo apenas para a Bahia. Naquele ano, o PDT estadual elegeu 119 vereadores e dez prefeitos. Em 2013, numa eleição suplementar, o grupo foi incrementado com Armando Souto, em Água Preta.

“A gente prova a nossa competência com números”, diz o presidente do PDT recifense ao contestar a declaração de Paulo Rubem. “Pernambuco está sendo espelho para outros diretórios estaduais no Brasil”, disse.

DIRETÓRIOS MUNICIPAIS – Na entrevista concedida ao Blog de Jamildo há dois dias, Paulo Rubem também questionou a eleição dos Diretórios Municipais, que não teria sido feitas por Zé Queiroz no período determinado pela Direção Nacional: entre os meses de outubro de 2013 e janeiro de 2014. “Mais um desconhecimento dele. Paulo Rubem tem que ler o nosso estatuto para poder questionar”, alfinetou Wellington.

Segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no Estado, o PDT só não estava constituído como uma Comissão Provisória em seis municípios: Cachoeirinha, Cedro, Exú, Jataúba, Joaquim Nabuco e Quixaba. Nenhuma das direções municipais, porém, estão mais vigentes.

Na conversa com o Blog, Wellington disse que o não adiantaria nada ter um diretório eleito de forma simplesmente cartorial. “Partido tem que ter vida partidária e resultado eleitoral. Nós, com as nossas comissões provisórias, tivemos um desempenho melhor do que outros estados que têm diretórios eleitos”, afirmou.

Tags: Armando Monteiro, caruaru, Eleições, Eleições 2014, Interior, Paulo Câmara, Paulo Rubem, PDT, psb, PTB, Zé Queiroz,
regressiva

PSB vai diminuir campanha de rua após início da propaganda na TV

Publicado em 25/07/2014 às 9:13 por em Eleições, Notícias
Bandeiras e cavaletes da Frente Popular dificultam a passagem em vários pontos da cidade. Foto: Guga Matos

Foto: Guga Matos/JC Imagem

O PSB trabalha com a ideia de reduzir os materiais de  campanha de rua, como cavaletes e bandeiras após o início do horário eleitoral gratuito em rádios e TVs, previsto para o dia 19 de agosto. A ideia da coligação, que tem o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) como candidato a governador, é que o material seja regressivo e, portanto, seja reduzido quando o partido dispor de outros mecanismos de comunicação.

Como nunca disputou eleição, Paulo Câmara é desconhecido do eleitorado e aposta na associação com outras figuras políticas como o ex-governador Eduardo Campos (PSB) para ficar conhecido.

Na TV, o socialista terá o dobro do tempo do seu principal adversário, o senador Armando Monteiro Neto (PTB). A coligação de Câmara tem 10 minutos e 26 segundos, enquanto a de Armando possui apenas quatro minutos e 57 segundos.

Desde o início da campanha, o excesso de propaganda política nas ruas gerou queixas por parte da população; principalmente de internautas. Também foi questionada a colocação de cavaletes e bandeiras em locais irregulares.

Há cerca de dez dias, Armando propôs a Câmara um pacto de combate à poluição visual com a retirada do material das ruas. A proposta foi rejeitada pelo socialista; mas defendida pela campanha do PSOL.

Leia também: Armando Monteiro envia carta aberta a Paulo Câmara para combater poluição visual

Paulo Câmara recusa pacto de combate à poluição visual proposto por Armando

Em meio à polêmica da propaganda eleitoral, PSOL propõe campanha sem poluição visual

Tags: Eleições, Eleições 2014, Paulo Câmara, psb,
Campanha Eleitoral

TRE muda e atende ao PSB

Publicado em 25/07/2014 às 8:52 por em Eleições, Notícias

Por Beatriz Albuquerque, do Jornal do Commercio

A corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), na sessão de ontem, decidiu pela legalidade da presença de cavaletes e bandeiras do candidato Paulo Câmara (PSB) nas calçadas de importantes ruas e avenidas do Recife. O material havia sido recolhido esta semana pelos oficiais de justiça do TRE, sob orientação da “Nota Explicativa” divulgada pelo juiz da propaganda na capital, Alexandre Pimentel. Com a decisão, Pimentel informou que só se pronunciará sobre uma possível alteração na sua nota explicativa na tarde de hoje.

O resultado dos julgamentos apontou uma nova interpretação dos membros da corte sobre os limites da propaganda eleitoral e significou uma forte mudança de posição do tribunal em menos de uma semana. Casos semelhantes aos julgados ontem haviam sido apreciados na última terça (22), quando os membros do tribunal tiveram um posicionamento oposto. O desembargador Paulo Roberto de Oliveira chegou a alertar sobre a necessidade  de se dterminar alguns conceitos como, por exemplo, se “praça” abrangeria as calçadas nos entornos.

Os recursos julgados ontem dizem respeito à colocação de propaganda móvel nos canteiros da Avenida Agamenon Magalhães, entre os hospitais Português e da Restauração, nas calçadas da Avenida Mascarenhas de Moraes e do segundo Jardim de Boa Viagem, e na curva do Largo do Cabanga, localizada na Avenida Engenheiro José Estelita.
De acordo com a nota explicativa, emitida nesta segunda-feira (21), o uso de cavaletes e bandeiras, ao longo de vias públicas, devem resguardar no mínimo 90 centímetros da área para a passagem dos pedestres. Além disso, ela especifica que não será permitida a propaganda em praças, jardins, áreas públicas gramadas, incluindo as que se localizam em canteiros, ilhas e rotatórias de vias públicas.

Segundo o coordenador jurídico da frente popular, Carlos Neves, a decisão por unanimidade consolida a interpretação do pleno sobre o assunto. “Foi julgado por unanimidade que nossas propagandas, que estavam nas calçadas no entorno das praças, que estavam sendo tachadas de irregular, são regulares”, disse.

O advogado Walber Abra, da coligação Pernambuco Vai mais Longe, do candidato Armando Monteiro (PTB), irá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Em menos de 48 horas, o TRE mudou seu posicionamento. Nós esperamos que esse posicionamento, que gera mais insegurança jurídica, seja repensado”, disse.

Tags: Eleições 2014, Paulo Câmara, Propaganda Eleitoral, psb, RMR,
"se não honrar compromisso"

Paulo Câmara promete assumir Arco Metropolitano se Planalto não fizer obra

Publicado em 25/07/2014 às 8:17 por em Eleições, Notícias
Foto: Aluísio Moreira/PSB

Foto: Aluísio Moreira/PSB

Na disputa pelo Governo de Pernambuco, o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) prometeu assumir a construção do Arco Metropolitano do Recife caso o governo federal não tire a obra do papel. “Se o governo federal não honrar o compromisso, nós vamos assumir como governador”, afirmou. Hoje, o edital da obra está parado no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A previsão era de que a licitação fosse relançada em junho.

O socialista classificou a obra como fundamental para Pernambuco. “Não tem obra ainda”, alfinetou Câmara, para quem o andamento do projeto deixou a desejar. A rodovia funcionaria como uma alternativa à BR-101, facilitando o escoamento da produção da Mata Norte pelo Porto de Suape. A via facilitaria a produção da fábrica da Fiat em Goiana, por exemplo.

Leia também: Paulo Câmara sugere que Arco Metropolitano pode precisar de parte da Mata Atlântica

Armando Monteiro Neto promete que Arco Metropolitano será prioridade na RMR

O Arco Metropolitano chegou a gerar mal estar entre o Governo do Estado e o Planalto, no rastro do rompimento político entre o ex-governador Eduardo Campos (PSB) e a presidente Dilma Rousseff (PT). A obra, inicialmente prevista pelo Estado para ser construída a partir de uma parceria público-privada (PPP) passou para o controle da União em abril de 2013.

Em março deste ano, a licitação da obra foi suspensa. No Recife, o diretor executivo do Dnit, Tarcísio Freitas, afirmou que a suspensão se deu por erros no projeto apresentado pelo Estado, como na previsão de durabilidade da obra e nas ligações com as BRs 408 e 232. Ele rechaçou a hipótese de retaliação política ao PSB.

No início de maio, o já governador João Lyra Neto (PSB) teve uma reunião com o então ministro dos Transportes, César Borges, e saiu de lá com a promessa de que a obra seria tocada em duas etapas. A primeira, ligando a BR-408 ao Complexo de Suape devia ter sido lançada em junho. O Arco está orçado em cerca de R$ 1,34 bilhão.

Leia também: Em Brasília, João Lyra acerta novo cronograma para Arco Metropolitano. Edital deve sair em junho

Erros em durabilidade e na ligação com BRs suspenderam licitação do Arco Metropolitano

Tags: arco metropolitano, Eleições, Eleições 2014, Grande Recife, Paulo Câmara, psb, RMR,
vice de Eduardo

Marina defende investigação de denúncia de compra de apoio a Paulo Câmara

Publicado em 25/07/2014 às 7:29 por em Eleições, Notícias
Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

José Augusto Maia denunciou oferta de propina para apoiar PSB. Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Vice do ex-governador Eduardo Campos (PSB) na campanha presidencial, a ex-senadora acriana Marina Silva defendeu investigação da denúncia de compra de apoio político para a campanha do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB); afilhado político do presidenciável. “Se existe uma denúncia existe um processo de investigação. A Justiça Eleitoral está aí para fazer a investigação, então toda e qualquer denúncia deve ser investigada e apurada. Essa é a minha posição e a do Eduardo”, disse em Rio Branco, no Acre.

Em matéria publicada na Folha  de São Paulo na quarta-feira (23), o deputado federal José Augusto Maia (PROS) acusa o presidente nacional do seu partido, Eurípedes Jr., e o deputado federal Eduardo da Fonte (PP) de lhe oferecer propina para apoiar o candidato socialista. Maia, que é aliado do senador Armando Monteiro Neto (PTB), não teria aceitado o dinheiro e, por isso, foi tirado da Presidência do PROS-PE, que firmou aliança com o PSB.

Todos os acusados negam a compra de apoio político. Paulo Câmara e Eduardo da Fonte chegaram a afirmar que acionariam Augusto Maia na Justiça. Já Armando Monteiro pediu para que o Ministério Público Eleitoral (MPE) investigue as denúncias.

Leia também: José Augusto Maia denuncia suposta proposta de propina para apoiar Paulo Câmara

Equipe de Armando entra com representação no Ministério Público Eleitoral para investigar suposta oferta de propina

Em resposta a Folha de São Paulo, Paulo Câmara reclama de calúnia e vai processar José Augusto Maia

Eduardo da Fonte entra na Justiça contra acusação de José Augusto Maia

Leia a íntegra do discurso de José Augusto Maia com denúncia sobre suposta “vantagem financeira”

José Augusto Maia é destituído da presidência do PROS. Partido apóia Paulo Câmara

Tags: Eduardo Campos, Eduardo da Fonte, Eleições, Eleições 2014, José Augusto Maia, Marina, marina silva, Paulo Câmara, psb, Rede,