publicidade
13/09/18
Fotos: Ricardo Stuckert/Divulgação
Fotos: Ricardo Stuckert/Divulgação

Destacado como ‘candidato de Lula’, Haddad lidera pesquisa da CUT

13 / set
Publicado por Amanda Miranda em Eleições 2018 às 16:30

A pesquisa Vox Populi encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), divulgada nesta quinta-feira (13), apontou o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) à frente nas intenções de voto, com 22%. Esse cenário é quando o petista é claramente apresentado aos entrevistados no levantamento como o candidato apoiado pelo ex-presidente Lula (PT). Em julho, Haddad tinha 12%.

Nesta pesquisa, Haddad ultrapassa o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), que tinha 16% em julho e cresceu, no limite da margem de erro, que é de 2,2 pontos percentuais, para 18%. Ciro Gomes (PDT) oscilou de 9% para 10% das intenções de voto.

LEIA TAMBÉM
» TRE do Paraná nega pedido de Lula para votar nas eleições
» Haddad seria ‘presidente por procuração’ de Lula, afirma Ciro
» Transferência de votos de Lula para Haddad se estabiliza, aponta Ibope
» Ibope: No Nordeste, Ciro, Marina e Bolsonaro caem, Haddad cresce
» ‘Quer ver meu tanquinho?’, brinca Haddad, após pergunta sobre colete em Osasco

Já Marina Silva (Rede) caiu de 11% para 5%. Geraldo Alckmin (PSDB) caiu de 7% para 4%. Os outros não pontuavam e agora somam 5%.

Brancos e nulos eram 29% e agora são 21%. Os que não sabem ou não responderam se mantiveram em 16%.

» Haddad fala em três semanas para ganhar eleição
» Corregedoria vai investigar promotores dos casos Haddad e Alckmin
» TSE recebe pedido de registro de candidatura de Haddad à Presidência pelo PT
» Anunciado pelo PT, Haddad acusa adversários de caos e intolerância
» Alckmin: oficialização de Haddad como candidato encerra ‘enganação’ do PT

Foram ouvidos 2 mil eleitores em 121 municípios entre 7 e 11 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. O índice de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01669/2018.

Haddad foi oficializado pelo Partido dos Trabalhadores candidato à presidência no último dia 11, prazo limite dado pelo TSE para que fizesse a substituição de Lula. O ex-presidente foi enquadrado pela maioria dos ministros da Corte na Lei da Ficha Limpa, por ter sido condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O anúncio de Haddad foi em frente à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde Lula está preso.


FECHAR