publicidade
09/08/18
Foto: Kelly Fuzaro/Band
Foto: Kelly Fuzaro/Band

Daciolo atribui feminicídios a ‘falta de amor’ e Dias à corrupção; Bolsonaro minimiza diferença salarial

09 / ago
Publicado por Amanda Miranda em Eleições 2018 às 23:24

No segundo bloco do debate realizado pela Band nesta quinta-feira (9), os candidatos foram questionados por jornalistas e caberia a outro postulante comentar a resposta do adversário. Ao ser perguntado sobre o feminicídio no País, o senador Álvaro Dias (Podemos-PR) falou sobre a violência em geral, não respondendo exatamente sobre esses crimes cometidos contra mulheres por questões de gênero, e atribuiu o problema da segurança. “O grande problema que estamos vivendo hoje é a falta de amor”, disse o deputado federal Cabo Daciolo (Patriota-RJ).

“É consequência de um sistema de governança corrupto e incompetente”, afirmou Álvaro Dias.

LEIA TAMBÉM
» Manifestantes protestam contra ausência de Lula em debate
» Candidato promete trabalho ‘pela honra e glória do senhor Jesus’
» Lula está preso enquanto Temer está solto, diz Boulos em debate
» Em debate, Alckmin diz que se coligou ao centrão para aprovar reformas

ESPECIAL
» #UmaPorUma

Ao ser indagado ainda no primeiro bloco, por Álvaro Dias, sobre a diferença salarial entre homens e mulheres no País, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) minimizou o problema. ‘Tem muito local que mulher ganha mais que homem. “Deveríamos lutar para reduzir o salário dessas mulheres competentes?”, perguntou. “Elas estão melhores do que nós”, disse, ao prever que mulheres podem passar a receber mais.

Hoje, a diferença salarial chega a 53%, segundo a Organização Mundial do Trabalho (OMT).


FECHAR