publicidade
13/06/18
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Jarbas está pensando que o povo não tem memória, diz aliado de Ferreira

13 / jun
Publicado por Douglas Fernandes em Instant Articles às 9:31

As declarações do deputado federal e pré-candidato ao Senado Jarbas Vasconcelos (MDB) sobre a possibilidade de ter a presença do PT no mesmo palanque causaram duras críticas de um aliado do deputado estadual André Ferreira (PSC). O parlamentar também pretende disputar o posto de senador nas eleições de outubro e atualmente integra a base do governador Paulo Câmara (PSB) assim como Jarbas.

Em suas redes sociais, o vereador do Recife Renato Antunes, líder do PSC na Câmara Municipal, reagiu a fala de Jarbas, que à Rádio Jornal disse não ter “nenhuma dificuldade” em pedir votos para o senador Humberto Costa, seu possível companheiro de chapa caso petistas e socialistas firmem uma aliança. “Ele está pensando que o povo não tem memória”, disparou Antunes, lembrando os embates duros que o emedebista teve com o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para o vereador, a postura do deputado é oportunista.

LEIA TAMBÉM
» Não vou ter dificuldade para pedir votos para Humberto, diz Jarbas
» Quem apoiar Lula terá apoio do PT, diz presidente petista sobre Jarbas

“Lembro que recentemente Jarbas chamou Lula de ‘Chefe de Facção’, e agora vem falar que não tem problema em pedir votos para Humberto? Essa postura, na minha opinião, só vem para demonstrar uma prática devastadora da política brasileira: o vale de tudo para permanência no poder”, criticou o vereador.

“Pensei que já tinha visto de tudo! Oh política doida, sem pé e sem cabeça. A sede pelo poder pode cegar sua alma e seus princípios”, publicou o parlamentar.

O PSC, presidido por André Ferreira, poderá se ver sem espaço na chapa majoritária de Paulo Câmara já que a primeira vaga para o Senado já estaria garantida a Jarbas Vasconcelos, enquanto a segunda vaga poderia ser dada a Humberto Costa para que dispute a reeleição caso PSB e PT fechem uma aliança, limando a pré-candidatura da vereadora Marília Arraes (PT) ao governo do Estado.

Ferreira mantém a intenção de disputar o cargo de senador seja na Frente Popular ou no grupo de oposição Pernambuco Vai Mudar, liderado pelo senador Armando Monteiro Neto (PTB), pré-candidato ao Palácio das Princesas. Na frente oposicionista, só foi definida a primeira vaga para a Casa Alta com a oficialização do nome do deputado federal Mendonça Filho (DEM) para a disputa. O posto de vice também não foi anunciado, mas deve ser indicado pelo PSDB, do deputado federal Bruno Araújo.

“Sei do momento de definições que estamos vivendo, mas acredito que tomaremos uma decisão coerente. Uma coisa posso garantir, não vamos pedir abrir mão dos nossos princípios e daquilo que acreditamos, para permanecer no poder. Nosso grupo já mostrou que tem força e postura”, disse Antunes.



FECHAR