publicidade
22/12/17
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

Desembargador nega recurso do PMDB e decide a favor de Jarbas e Raul

22 / dez
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 16:31

O desembargador Josué Antônio Fonseca de Sena negou nessa quinta-feira (21) um recurso do diretório nacional do PMDB pedindo a suspensão da liminar que impede a dissolução do comando local do partido. Assim, o presidente da legenda em Pernambuco, Raul Henry, do grupo do deputado federal Jarbas Vasconcelos, conseguiu manter a decisão favorável que já havia obtido em primeira instância, em outubro. Os dois brigam com a ala do senador Fernando Bezerra Coelho pela liderança da sigla no Estado.

A informação foi publicada no blog da Pinga-Fogo.

“Percebo que a suspensão dos efeitos da decisão acatada poderá acarretar dano reverso à parte recorrida decorrente da continuidade do procedimento com a possibilidade de dissolução do atual diretório estadual antes do posicionamento judicial sobre o caso”, afirma o magistrado na decisão.

LEIA TAMBÉM
» Com 325 votos, PMDB aprova mudança no estatuto que pode afastar grupo de Jarbas em favor de FBC
» PMDB Nacional ignora Raul Henry, mas reafirma liberdade para tratar de assuntos internos
» Na tribuna da Câmara, Jarbas chama Jucá de traidor, figura torpe e crápula

O caso foi levado à Justiça por Raul Henry depois da abertura do processo de dissolução do diretório, com a chegada de Fernando Bezerra Coelho, a pedido de um aliado dele em Petrolina, no Sertão pernambucano.

Essa semana, o PMDB nacional fez uma convenção para mudar o estatuto e permitir a dissolução de diretórios estaduais pela Comissão Executiva Nacional.

Em nota divulgada nessa quinta-feira (21), contrariando Raul Henry, o diretório nacional do partido já defendia que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reconheceu essa semana a competência do órgão para interferir nos diretórios. “O PMDB acredita que, ao final, será respeitada a sua autonomia para tratar de assuntos internos”, dizia.

» Jucá deve afastar Raul e Jarbas até janeiro para favorecer FBC no PMDB
» Em nota, PMDB de Jarbas diz que decisão da convenção nacional não tem validade alguma
» FBC ignora críticas de Jarbas e promete fortalecer ‘Novo MDB’ em Pernambuco

Durante a convenção, o presidente nacional do PMDB, Romero Jucá, afirmou que o processo de dissolução em Pernambuco estaria concluído até o fim de janeiro. Horas depois, Jarbas subiu à tribuna da Câmara dos Deputados, fez acusações contra ele e afirmou que gostaria de vê-lo deixando a Casa algemado.

PMDB e PSB em Pernambuco

Com o comando atual, o PMDB é hoje o maior aliado do governador Paulo Câmara (PSB). A articulação para levar Fernando Bezerra Coelho, ex-correligionário de Paulo, para o partido foi para afastar a sigla dos socialistas, que têm se posicionado contra o governo Michel Temer.

Dissidente do PSB, Fernando Bezerra Coelho chegou a negociar por dois meses com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), a ida para o Democratas. Mas, com a possibilidade de receber o comando, escolheu o PMDB, partido em que virou vice-líder no Senado também.

» PSB pode abrir as portas para Jarbas Vasconcelos, se confirmada a perda do PMDB
» Raul Henry diz que FBC não fala pelo PMDB e o acusa de ‘cinismo’
» Jarbas Vasconcelos sai de encontro com Temer pela garagem do Planalto

O objetivo de FBC é o mesmo de Jucá, de levar a sigla para a oposição a Paulo. O senador foi o primeiro a falar publicamente na frente política contrária aos socialistas que está formando com o colega de bancada Armando Monteiro Neto (PTB) e os ministros Bruno Araújo (Cidades), do PSDB, e Mendonça Filho (Educação), do DEM.

Há uma semana, eles fizeram o primeiro ato no Recife contra o governador e mais três estão sendo articulados até março, quando os nomes dos candidatos contra o socialista devem ser anunciados. O próprio FBC se coloca como pré-candidato.

O nome dele também é apontado por Jucá, através de uma articulação para que o partido tenha candidato à presidência em 2022.

Leia a decisão do desembargador a favor de Jarbas e Raul Henry



PUBLICIDADE
FECHAR