publicidade
19/12/17
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Jucá deve afastar Raul e Jarbas até janeiro para favorecer FBC no PMDB

19 / dez
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 9:33

Em discurso na convenção nacional do PMDB, na manhã desta terça-feira (19), o presidente da legenda, Romero Jucá (pernambucano, mas senador por Roraima), confirmou que o processo de intervenção na sigla em Pernambuco deve ser concluído até o fim de janeiro.

Jucá deve retirar do comando estadual o vice-governador Raul Henry, ligado ao deputado federal Jarbas Vasconcelos, para entregar o poder ao senador Fernando Bezerra Coelho, que entrou na sigla em setembro, acusado de traição pelo grupo de Jarbas.

LEIA TAMBÉM 
» PSB pode abrir as portas para Jarbas Vasconcelos, se confirmada a perda do PMDB
» Jucá: PMDB vai valorizar ‘nomes leais’ na distribuição do fundo eleitoral
» Jarbas Vasconcelos sai de encontro com Temer pela garagem do Planalto

“Teremos o PMDB, ou o MBD (a mudança no nome do partido também está na pauta da convenção) fortalecido em Pernambuco com a presença do senador Fernando Bezerra Coelho e de deputados federais que estarão ingressando no partido”, afirmou Jucá no discurso.

O caso está judicializado, com duas vitórias de Raul Henry e Jarbas nas Justiças de Pernambuco e do Distrito Federal. A executiva nacional conseguiu mudar o estatuto do PMDB para fazer a intervenção. 

No discurso, Jucá afirmou que a alteração que permite a dissolução da executiva estadual foi aprovada há quatro anos, mas não havia sido inserida oficialmente no estatuto. Isso, segundo o senador, foi percebido com a intervenção em Pernambuco.

» Raul Henry diz que FBC não fala pelo PMDB e o acusa de ‘cinismo’
» Briga entre FBC e Raul Henry entra para os ‘anais’ da Alepe
» Justiça contraria Jucá e FBC e decide a favor de Raul Henry e Jarbas

Serão incluídas também as modificações da legislação eleitoral que atribui à própria sigla a distribuição do fundo eleitoral.

Outras mudanças no estatuto, para modernizá-lo, segundo Jucá, devem ser feitas em março, em outra convenção nacional do partido.

» Fernando Filho prevê debandada do PSB e alfineta Raul Henry
» Em Brasília, Raul Henry não consegue dissuadir Jucá e processo é aberto
» Para Raul Henry, não há hipótese de candidatura de FBC em 2018

Segundo o PMDB, nessa segunda-feira (18), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu parecer confirmando o estatuto do partido e reconhecendo que a Comissão Executiva Nacional é o órgão competente para promover a dissolução de diretórios.

Raul Henry e Jarbas ainda não comentaram a declaração de Jucá desta manhã. Os dois devem continuar levando a questão à Justiça.

PMDB e PSB em Pernambuco

Com o comando atual, o PMDB é hoje o maior aliado do governador Paulo Câmara (PSB). A articulação para levar Fernando Bezerra Coelho, ex-correligionário de Paulo, para o partido foi para afastar a sigla dos socialistas, que têm se posicionado contra o governo Michel Temer.

Dissidente do PSB, Fernando Bezerra Coelho chegou a negociar por dois meses com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), a ida para o Democratas. Mas, com a possibilidade de receber o comando, escolheu o PMDB, partido em que virou vice-líder no Senado também.

» FBC diz que nome de candidato de oposição a Paulo Câmara sai em março ou abril
» Paulo Câmara e FBC evitam se encontrar durante festa no Morro
» FBC diz que Paulo Câmara abandonou Pacto pela Vida de Eduardo Campos

O objetivo de FBC é o mesmo de Jucá, de levar a sigla para a oposição a Paulo. O senador foi o primeiro a falar publicamente na frente política contrária aos socialistas que está formando com o colega de bancada Armando Monteiro Neto (PTB) e os ministros Bruno Araújo (Cidades), do PSDB, e Mendonça Filho (Educação), do DEM.

Há uma semana, eles fizeram o primeiro ato no Recife contra o governador e mais três estão sendo articulados até março, quando os nomes dos candidatos contra o socialista devem ser anunciados. O próprio FBC se coloca como pré-candidato.

O nome dele também é apontado por Jucá, através de uma articulação para que o partido tenha candidato à presidência em 2022.



PUBLICIDADE
FECHAR