publicidade
19/12/17
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

FBC ignora críticas de Jarbas e promete fortalecer ‘Novo MDB’ em Pernambuco

19 / dez
Publicado por jamildo em Notícias às 18:20

Chamado de traidor pelo deputado federal Jarbas Vasconcelos, nesta tarde, na tribuna da Câmara dos Deputados, o senador Fernando Bezerra Coelho não revidou os ataques.

Em nota oficial distribuída depois da fala de Jarbas, o senador apontou apenas para o futuro.

“Meu objetivo é fortalecer o Novo MDB em Pernambuco, agregando forças para fazermos as mudanças que o estado precisa e a população deseja e merece”, disse Fernando Bezerra, que acompanhou a convenção ao lado de lideranças do partido e de autoridades do Legislativo e do governo federal, com a presença do presidente Michel Temer.

Nesta terça-feira, em Brasília, de manhã, o presidente nacional do “Novo MDB”, senador Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou, durante a convenção nacional extraordinária da legenda, que será realizada uma intervenção no diretório da sigla em Pernambuco, controlado hoje por Jarbas.

“Teremos o MDB fortalecido no estado sob o comando do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) e com a presença de deputados federais que estão ingressando no partido”, afirmou Jucá. Segundo ele, o processo de intervenção deverá ser concluído até o final do próximo mês de janeiro.

“Quem é Romero Jucá para ameaçar o PMDB de Pernambuco? Não é a figura medíocre, desqualificada, mesquinha e desonrada desse senador Romero Jucá que vai nos amedrontar nesse momento. Se eu puder definir e deixar registrado em uma palavra nos anais da Câmara a definição do senador Romero Jucá essa palavra é uma só: um crápula!”, criticou Jarbas, nesta tarde.

Também teve crítica a FBC. “O PMDB de Pernambuco também é um partido de portas abertas. Tem recebido a filiação de novas lideranças e de lideranças já consolidadas na política estadual. Abriu as portas, inclusive, para esse senador Fernando Bezerra Coelho, que respondeu ao nosso gesto de boa vontade com deslealdade e traição”.

A polêmica entre os grupos ocorre porque uma das questões em pauta na reunião de hoje foi a ratificação de competências da Comissão Executiva Nacional do MDB. De acordo com a Presidência Nacional do Novo MDB, a convenção nacional aprovou, por 325 votos, a mudança do nome do partido. Também foram aprovadas as alterações no estatuto da sigla, incluindo a competência da Comissão Executiva Nacional de promover a dissolução de diretórios.

O grupo de FBC e do PMDB Nacional apontou como trunfo uma decisão recente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que teria dado parecer confirmando o estatuto da legenda e reconhecendo que a Comissão Executiva Nacional é o órgão competente para promover a dissolução de diretórios.



PUBLICIDADE
FECHAR