publicidade
16/10/17
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após inquéritos, Joaquim Neto denuncia ‘perseguição política’ do MP em Gravatá

16 / out
Publicado por jamildo em Notícias às 15:45

Na convenção municipal do PSDB de Gravatá, neste domingo (8), na presenta do ministro Bruno Araújo e de outras lideranças tucanas, o prefeito de Gravatá Joaquim Neto (PSDB) reclamou que estava sofrendo “perseguição” do Ministério Público.

Dizendo que um antigo promotor da cidade o acusava numa gestão anterior, para depois ser candidato a prefeito contra ele, Joaquim Neto disse que a perseguição do MP está pior na atual gestão.

Segundo o prefeito, “dois ou três maloqueiros” protocolam denúncias no MPPE e um promotor teria até ido ao gabinete dele para olhar seu computador.

No discurso, Joaquim disse que iria ao procurador geral de Justiça Francisco Dirceu Barros e que protocolaria uma denúncia no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

O Blog de Jamildo, com base em informações oficiais do MPPE, já divulgou a abertura de algumas investigações sobre a atual gestão.


FECHAR