publicidade
06/09/17
Foto: Roberto Pereira/PSB
Foto: Roberto Pereira/PSB

Sileno Guedes diz que Jarbas reafirma aliança com Paulo, apesar de FBC

06 / set
Publicado por Camila Souza em Notícias às 15:01

O presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes, reafirmou durante entrevista a Adilson Oliveira, da Rádio Jornal de Caruaru, nesta quarta-feira (6), o apoio do deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) ao governador Paulo Câmara (PSB) no pleito de 2018. E, apesar de o senador Fernando Bezerra Coelho ter trocado o PSB para o PMDB, o socialista minimizou sua saída.

A chegada de FBC ao PMDB pode implicar na retirada de Raul Henry do comando local do partido para que o senador assuma a posição que tradicionalmente era do grupo do deputado Jarbas Vasconcelos. A dissolução do diretório estadual do partido foi articulada pelo presidente nacional, Romero Jucá, mas pode não ser aceita por Jarbas e Henry, que têm a opção de ir à Justiça Eleitoral contra a imposição da direção nacional.

LEIA TAMBÉM
» FBC troca PSB por PMDB e pode conseguir comando do partido em Pernambuco
» Jarbas Vasconcelos diz que fica com Paulo Câmara e critica chegada de FBC no PMDB

A articulação do presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), também pode ocasionar no deslocamento do partido do apoio ao PSB. Em nota, porém, Jarbas declarou apoio a Paulo Câmara.

Sileno Guedes afirmou que os socialistas estão “se arrumando” e estão conversado, mas que falar de alianças e das convenções partidárias é muita precipitação e lembrou que o PMDB de Pernambuco é um dos principais aliados do governador.

» Jucá diz que acertou troca no PMDB com Jarbas; deputado nega e critica FBC

“Hoje a direção do PMDB é aliada. A direção local, o vice-governador Raul Henry, é uma grande liderança e o deputado Jarbas Vasconcelos é aliado e tem repetido várias vezes sua aliança com Paulo Câmara”, disse o presidente do PSB.

Ainda sobre a possível aliança entre o Partido Socialista e o Partido dos Trabalhadores, Sileno Guedes afirmou que “não pode fechar as portas para ninguém” e que a legenda tem feito a política de aliança.

“Acho que não podemos fechar a porta para força política nenhuma. O processo político tem sendo feito em Pernambuco. O que o PSB tem feito com a força política em 10 anos é tudo fruto da capacidade de diálogo. Esse tem sido a força do PSB para trabalhar, uma política de aliança”, explicou.

» FBC será candidato do PMDB em Pernambuco, confirma Jucá

Sileno Guedes ainda reforçou que as alianças só serão realizadas em 2018 e a única certeza é de que Paulo Câmara tentará reeleição. “A nossa conversa com toda força política, ela já começa com o ponto de partida a convicção e certeza da candidatura do governador Paulo Câmara”, disse.

Saída de FBC

Na entrevista, o socialista minimizou a saída do senador Fernando Bezerra Coelho do PSB para o PMDB, ao qual se filiou no final da manhã desta quarta. Sileno ainda afirmou que a saída do ex-socialista “é uma tentativa de sustentação de palanque” do governo Michel Temer (PMDB) em Pernambuco e que ele sempre foi contra as posições do PSB.

» Armando Monteiro Neto e Bruno Araújo prestigiam chegada de FBC no PMDB

“PSB tem posição definida. Nesse momento o PSB se posicionou com relação a questão nacional, a posição do partido”, disse. “E o senador se posicionou aliado a esse projeto que governa o Brasil. Isso gerou um incômodo, que todo mundo acompanhou. E esse incômodo trouxe a esse desfecho de agora”, completou dizendo que houve várias conversas entre FBC e o governador Paulo Câmara (PSB) e com o prefeito Geraldo Julio (PSB).

“Mas o entendimento que a gente chega a conclusão é a opção de formar um palanque do governo Temer em Pernambuco”, reforçou o socialista.



PUBLICIDADE
FECHAR