publicidade
06/09/17
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jucá diz que acertou troca no PMDB com Jarbas; deputado nega e critica FBC

06 / set
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 12:41

O presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR), afirmou nesta quarta-feira (6), após a filiação do senador Fernando Bezerra Coelho ao partido, que acertou a mudança e a dissolução do diretório estadual da sigla em Pernambuco com o deputado federal Jarbas Vasconcelos, cujo grupo comanda tradicionalmente a legenda no Estado. Para Jucá, o parlamentar teria ficado “satisfeito” com a garantia de candidatura ao Senado em 2018, na chapa em que FBC sairia na disputa ao governo contra Paulo Câmara (PSB). Jarbas, no entanto, negou a articulação, reafirmou o apoio aos socialistas e criticou o senador.

LEIA TAMBÉM
» FBC será candidato do PMDB em Pernambuco, confirma Jucá
» Armando Monteiro Neto e Bruno Araújo prestigiam chegada de FBC no PMDB
» FBC troca PSB por PMDB e pode conseguir comando do partido em Pernambuco

Em nota, a direção estadual do PMDB afirmou que tomou conhecimento da filiação de Fernando Bezerra Coelho com surpresa. “Sem sequer uma conversa preliminar com essa instância partidária. Pelo elevado cargo que ocupa, o gesto do senador demonstra, no mínimo, falta de consideração e de respeito com as lideranças partidárias no Estado”, diz o texto. “Em Pernambuco, nossa posição política é de apoio ao governo Paulo Câmara, que com transparência vem mantendo o Estado de pé mesmo diante da maior recessão da história e da insolvência do setor público no País. Integrar o PMDB de Pernambuco significa respeitar sua história, sua linha política e suas instâncias partidárias.”

A nota afirma ainda que “a história do PMDB de Pernambuco é conhecida de todos”. “Desde os anos 1960, quando foi fundado como MDB, sua marca sempre foi a da resistência democrática contra o autoritarismo, a da decência e a do compromisso com os interesses do povo de Pernambuco e do Brasil. Vale enfatizar, uma história de mais de 50 anos de coerência na defesa desses valores”, diz a nota.

A articulação pela migração de FBC do PSB para o PMDB foi feita pelo presidente nacional do partido, que anunciou nessa terça-feira (5) que “alguns integrantes” pediram a dissolução do diretório estadual. O presidente local é o vice-governador Raul Henry, aliado de Jarbas Vasconcelos. Os dois podem não aceitar a mudança e recorrer à Justiça Eleitoral para manter os cargos, já que a direção foi eleita para um mandato em julho.

A palavra de Jucá, que Jarbas nega

Na imagem passada por Jucá, o cenário é outro. “Eu conversei pessoalmente com Jarbas e conversamos sobre a candidatura dele ao Senado pelo PMDB. Ele se mostrou satisfeito”, afirmou. “Não há nenhum tipo de problema entre o PMDB nacional e Jarbas Vasconcelos”, enfatizou, apesar das críticas na nota do deputado. Jucá disse que na próxima semana deverá conversar com ele e com Raul Henry. “A ideia não é tirar ninguém, é incluir, conversar. Ele me pareceu satisfeito quando nos conversamos.”

Para Jucá, a mudança no diretório deve espelhar a recomposição do partido, que, segundo ele, receberá quatro novos parlamentares federais. “Só temos um hoje”, frisou. Além de Fernando Bezerra Coelho, deve esperar a janela partidária o filho dele, o ministro Fernando Filho (Minas e Energia). João Fernando Coutinho, hoje no PSB, havia anunciado que acompanharia FBC.



PUBLICIDADE
FECHAR